ABAS

sábado, 14 de janeiro de 2017

Hospital usa tecnologia para tratamento do câncer inédita no país

Resultado de imagem para RADIOTERAPIA
Imagem meramente ilustrativa.

Um hospital de Porto Alegre utiliza, pela primeira vez no Brasil, uma nova tecnologia no tratamento do câncer. O procedimento fica mais rápido, efetivo e a técnica diminui efeitos colaterais da radioterapia.
Ivo Noll tem 74 anos e há mais de 30 faz os exames preventivos para o câncer de próstata. Há três meses, veio o resultado que todo mundo teme: o teste deu positivo para a doença. Ele é o primeiro paciente Hospital Moinhos De Vento que vai receber um tratamento inédito no Brasil.

Uma semana antes do início da radioterapia, ele recebeu o implante de três cápsulas no órgão onde está o tumor. No caso, a próstata. As cápsulas emitem ondas eletromagnéticas que funcionam como um GPS, atraindo a radiação para a área que precisa ser atingida com precisão de milímetros.

No tratamento tradicional, o paciente tem que ficar deitado em um equipamento, completamente imóvel. Até mesmo a respiração pode fazer com que a máquina erre o alvo. Com a nova tecnologia, isso não acontece e a radioterapia não atinge os órgãos saudáveis, por que é guiada pelos implantes, cápsulas do tamanho de um grão de arroz.
O implante é feito em um ambulatório, com anestesia local e pouco incômodo. E o melhor é que, depois da aplicação, sem sintomas como sangramentos e inflamações, o paciente pode voltar imediatamente à vida normal.
“Isso não desloca a pessoa do seu trabalho, de sua área de convívio. Muitas vezes, as pessoas que estão em uma fase da vida mais avançada convivendo com netos, filhos, tudo isso é possível ser feito durante a radioterapia. Não interrompemos o ciclo natural de convívio das pessoas”, afirma Wilson José de Almeida Junior, rádio-oncologista do Hospital Moinhos De Vento.
Ivo, o paciente pioneiro, está confiante: “Eu já tenho até programas para depois que eu sair, depois das 37, 38 sessões que provavelmente eu tenho para fazer. Quero ir pra praia!”.
JORNAL HOJE - TV GLOBO

Nenhum comentário: