ABAS

domingo, 14 de agosto de 2016

Prefeito e vice de são cassados do cargo e ficam inelegíveis por abuso do poder econômico

Fachada da sede I, Miquelina, do TRE-SP, totem com brasão da república Brasão da Republica Federativa do Brasil no totem da fachada do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (formato 620px x 300px)
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) cassou na terça-feira (9) o mandato do prefeito de Cananéia,   Pedro Ferreira Dias Filho (PV),  e do seu vice, Adriano Alves (PR), e decretou a inelegibilidade de ambos por oito anos subsequentes à eleição suplementar de 2013. A votação foi unânime.
Num julgamento que durou quase duas horas, a Corte paulista se debruçou sobre cinco recursos eleitorais que versavam sobre a conduta dos políticos e entendeu que houve utilização de caixa dois para abastecimento de veículos durante a campanha para a eleição suplementar no município, em 2013, utilização da máquina pública para obtenção de votos e  uso indevido de servidores públicos. Dias Filho e Alves, além de ficarem inelegíveis por oito anos,  deverão, ainda, pagar multa de 15 mil reais cada um.
Da decisão, cabe recurso ao TSE.

Nenhum comentário: