ABAS

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM) intensifica ação para evitar desmonte em prefeituras após eleições

Mais dois municípios serão visitados nos próximos dias por técnicos e conselheiros. Projeto quer conscientizar para necessidade de se promover uma transição de poder quer não prejudique o interesse público...
A possibilidade de desmonte nas prefeituras do Ceará preocupa o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que intensifica uma programação de debates em torno do tema no Interior do Ceará. Nova Russas e Tianguá serão as próximas cidades visitadas pelos técnicos do órgão, numa ação que é anunciada como preventiva e que deve envolver um total de 40 municípios.

O presidente do TCM, Francisco Aguiar, admite que ano eleitoral exige o dobro de atenção sobre as prefeituras. “Existem aqueles (prefeitos) que, descompromissadamente com a coisa pública”, diz ele, que agem de maneirea irresponsável ao perceberem que “não serão reeleitos ou não terão seus correligionários no próximo mandato”.

Dentro de um esforço organizado de manter os cidadãos informados sobre a preocupação que devem ter com o período eleitoral, o TCM monta uma ampla exposição, inclusive com paineis que apresentam fotos de fiscalizações realizadas nos últimos anos de mandatos eleitorais de prefeituras. Além dos agentes públicos, prefeitos, vereadores e servidores, estudantes e representantes da sociedade também são chamados a participar do evento.

Programação
O “Mais Capacidades” também contempla a oferta de curso específicos para gestores e servidores públicos municipais, através dos quais são passadas orientações sobre uma transição correta de governo. O principal objetivo é analisar obrigações legais e procedimentos administrativos a serem cumpridos no momento em que deve acontecer a mudança administrativa dos Poderes Executivo e Legislativo de cada município.

A expectativa do TCM é, com programa, buscar alcançar a totalidade dos 184 municípios do Ceará. Dois encontros regionais já foram realizados, em Crato e Iguatu, com uma participação total, considerada excelente, de 669 participantes entre prefeitos, presidentes de câmara, vereadores, gestores e servidores municipais, estudantes e representantes da sociedade.

Os processos de transição costumam ser complicados nas prefeituras municipais, o que justifica a atenção que o TCM apresenta desde agora. A ideia é que, até o fim do processo eleitoral, todas as regiões cearenses tenham sido visitadas pelo projeto.
O POVO

Nenhum comentário: