ABAS

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Palavras de um Sacerdote que vem ajudando a construir Fortaleza - Os 290 anos da metrópole cearense


Padre Geovane Saraiva*

Jamais se pode pensar em construir ou sonhar com um povo grande e civilizado sem Deus, como nos assegura o Salmo 127, 1s: “Se Deus não constrói a casa, em vão trabalham os seus construtores; se Deus não cuida da cidade, em vão vigiam as sentinelas”.

O aniversário da nossa querida Fortaleza, aos 13 abril, faz-nos pensar em uma civilização sólida, baseada nos princípios cristãos, ao contrário da história da Torre de Babel, para deixar bem claro a pretensão dos homens daquele tempo, que queriam construir uma cidade e uma torre cujo ápice penetrasse nos céus. Os homens queriam mostrar que eles eram capazes de conseguir tudo sem Deus. Queriam mostrar que eles eram poderosos. O que aconteceu? Não deu em nada (cf. Gn 11, 1-9).

A criatura humana deve estar no centro de todo e qualquer planejamento de melhoria social, econômica, política e cultural de um povo, de uma cidade. De acordo com o projeto de Deus-Pai. Percebemos, neste sentido, a urgência de uma grande atenção, no presente em que vivemos, evidentemente, voltando-nos para o futuro de nossa cidade de Fortaleza, como um sinal de esperança, quando se exige interpretar os sinais de Deus, à luz de sua própria palavra, a nos indicar uma nova história, um novo futuro para a humanidade.

Que todo tipo de carência e dependência existentes entre as pessoas, nesta nossa querida cidade de Fortaleza, possa se transformar em solidariedade fraterna, em uma convivência de paz e harmonia entre seus moradores, na esperança de que “nós não temos aqui cidade permanente, mas vivemos à procura da cidade que há de vir” (Hb 13, 14).

Como é indispensável uma ação concreta em favor de Fortaleza, nos seus 290 anos, no sentido de responder à luz do Evangelho, aos anseios de todos os que aqui residem! “A cidade deve ser um espaço de convivência solidária para todos os que nela moram, convivência que seja resultante da convergência de esforços para tornar a cidade sempre mais humana e também mais cristã” (Dom Aloísio Lorscheider). Parabéns Fortaleza!

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza - geovanesaraiva@gmail.com

Nenhum comentário: