ABAS

sábado, 5 de março de 2016

Quarta delegacia é metralhada em três dias


Mais uma delegacia foi atacada no Ceará. Desta vez, os criminosos metralharam o prédio do 20° Distrito Policial (Acaracuzinho), em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na tarde deste sábado(5). Já são quatro delegacias metralhadas nos últimos três dias. De acordo com a Polícia Civil, quatro homens armados passaram de carro e efetuaram diversos tiros. 

De acordo com o delegado Jairo Pequeno, do Departamento de Polícia Metropolitana, os disparos atingiram porta, janelas de vidro e um automóvel da polícia que estava estacionado na frente do prédio. Após o ataque, os criminosos fugiram no sentido Alto Alegre. Ninguém ficou ferido. 

Ataques

Na madrugada deste sábado, o prédio da 23° DP do Conjunto Nova Metrópole, em Caucaia, foi metralhado. Na noite da última quinta-feira (3), homens armados de pistola e escopeta atiraram na fachada do 19º DP (Conjunto Esperança). A porta de vidro da distrital foi destruída pelos disparos.

Horas depois, um grupo metralhou o 27º Distrito Policial, no Henrique Jorge. Uma granada ainda foi arremessada contra a distrital, mas o artefato não explodiu.

Além das delegacias, um prédio da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) também foi atacado na quinta-feira, na Avenida Heráclito Graça, no Centro. Dois homens armados efetuaram diversos disparos contra a unidade que abriga os setores da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe) e a Central de Alternativas Penais (CAP). Conforme a Sejus, ninguém 腑ߐcou ferido. 

O transporte público também foi alvo da ação dos criminosos. Ao todo, até esta sexta-feira (4), oito coletivos haviam sido atacados, alguns, inclusive, sendo totalmente incendiados. 

Investigação

 A Polícia investiga quem foram os autores dos ataques. A Secretaria da Segurança e Defesa Social (SSPDS) não con腑ߐrmou se as ações possuem ligações.  

>>"Estão tentando intimidar a Polícia", disse Camilo Santana (http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/policia/online/estao-tentando-intimidar-apolicia-mas-nao-vao-conseguir-diz-camilo-santana-1.1505236) 

Uma reunião com o secretário e o adjunto da SSSPDS, além dos comandantes das polícias Militar e Civil foi realizada na sede da Secretaria, na última sexta-feira (4). O objetivo é estabelecer a linha de atuação para elucidar os fatos. 

A Secretaria da Segurança comunicou, em nota, que a Polícia trabalha com pelo menos cinco linhas de investigação sobre os ataques nas delegacias, no prédio da Sejus e incêndios nos ônibus.

 "A Polícia trabalha com várias linhas de investigação sobre os casos. Entre elas, retaliação pela morte de um adolescente que era envolvido com o trá腑ߐco, em confronto com o BPRaio; uma tentativa de suborno que foi feita à Polícia para a liberação de um tra腑ߐcante logo após ele ser preso; alegação de maus-tratos em presídios; a remoção de um tra腑ߐcante para um presídio federal; e uma possível retaliação pela discussão de uma Lei sobre o bloqueio de sinal de celular nos perímetros de unidades prisionais. Nenhuma das linhas é descartada", informou a Pasta em nota. 

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário: