ABAS

sexta-feira, 18 de março de 2016

Não quero bater continência, Nem pra sargento, cabo ou capitão, Nem quero ser sentinela, Que nem cachorro vigiando o portão, Não! Raul Seixas.

Nenhum comentário: