ABAS

sábado, 26 de março de 2016

Artesão aqui do Ceará fatura com bonecos de Judas representando políticos

Zé do Judas (Foto: Lena Sena/ Do G1 CE)
Zé do Judas entre os bonecos de Lula e Nestor Cerveró. (Foto: Lena Sena/Do G1 CE)


Os bonecos que representam políticos, principalmente os que estão em destaque na mídia atualmente, são os mais procurados pelos clientes de Jean Carlos da Silva, 40 anos, conhecido como  Zé do Judas. “Muitos compradores chegam aqui já em busca de um personagem específico, como o ex-presidente Lula, Nestor Cerveró, Eduardo Cunha, entre outros”, disse. Os bonecos criados por Zé do Judas são confeccionados utilizando madeira, parafusos, retalhos de pano e papel machê. 

Para Zé do Judas, a grande procura pelos personagens políticos não foi surpresa, pois os bonecos são confeccionados com base nos assuntos mais comentados na época. “A política está em alta e isso acaba atraindo consumidores ligados ao tema. O foco não está mais no Judas e sim na representação dos políticos”, afirma.

Os bonecos são malhados e queimados tradicionalmente no sábado de Aleluia em referência ao discípulo Judas Iscariotes, que, segundo os relato bíblico, entregou Jesus Cristo por 30 moedas de prata.
Em um pequeno ateliê, localizado no cruzamento das avenidas Murilo Borges com Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia, Zé do Judas fabrica e expõe seus bonecos há mais de 15 anos. Segundo Zé, os bonecos são sempre vestidos com roupas sociais e sapato, material que ele compra em brechós. Após a montagem, que leva em torno de 1 hora, cada boneco fica com 1,60 de altura e pesa 60 quilos. O valor do produto varia entre R$ 200 e R$ 300, que podem ser negociados diretamente com o fabricante.
Casado e pai de um adolescente, Zé do Judas aprendeu o ofício com os avós, ainda na infância. O primeiro boneco foi feito para se divertir com os vizinhos no período da Semana Santa. Depois disso, o artesão passou a receber encomendas, então, aperfeiçoou a técnica e já são 25 anos de dedicação ao ofício.
Atualmente, Zé do Judas tem 200 bonecos no estoque e a expectativa é de que todos sejam vendidos ainda nesse mês de março. A fabricação das peças e a comercialização dos produtos acontecem durante todo o ano, porém, segundo Zé do Judas, é no período da Páscoa que os bonecos são mais procurados. Visando dar mais realismo aos bonecos criados, Zé do Judas fez um curso de artes plásticas para criar as caricaturas dos personagens.
G1-CE

Nenhum comentário: