ABAS

sábado, 31 de dezembro de 2016

Desse ano que “não tem fim”, Mendonça de Barros extraiu duas convicções: “Há uma gigantesca rejeição à corrupção como prática de ganhar e exercer o poder. E a crise econômica se mostra mais dura do que se imaginava”.

Resultado de imagem para charge sobre o ano de 2016
Na esfera política, foi o ano do segundo impeachment desde a redemocratização. Como quem deve trocar pneu furado com o carro andando, a nova equipe econômica tenta, no meio da crise, deter o déficit nas contas da União, estancar o avanço da calamidade financeira nos Estados e a explosão da dívida pública.
Foi também uma fase de estonteantes denúncias. Na franja mais promíscua entre público e privado, a Operação Lava Jato encerrou o seu terceiro ano com 120 condenações. Em breve se torna pública e oficial a “delação do fim do mundo”, que levou o grupo Odebrecht a assumir a maior multa da história por pagamento de propinas. Já se sabe que suas 77 delações mancham o governo e o Congresso – os mesmos entes que devem levar adiante o duro ajuste fiscal e reformas polêmicas.

Atendimento em mídias sociais: os desafios e tendências para 2017

O ano de 2017 vem chegando e, com o período de final de ano, balanços e estudos que mostrem o que pode ser aprimorado e o que tende a ser regra no novo período. Muitos estudos e perspectivas publicados na internet por diversos centros, entre eles o renomado Nielsen, mostram que há um forte traço de relacionamento nas estratégias para o novo ano.
Isso ocorre pela exaustão tecnológica e a necessidade que as pessoas hiperconectadas estão tendo de não se sentirem mais como robôs nas mãos das empresas. É por isso que o principal desafio de 2017 em termos de atendimento segue a linha dos anos anteriores: estar cada vez mais presente. No entanto, o que fica mais latente no atual processo é a necessidade de marcar presença de forma adequada e, mais do que isso, humanizar o atendimento, demonstrando o interesse em transformá-lo em relacionamento.
Levando em conta o momento de crise pelo qual se está passando, entender seu cliente e fidelizá-lo a partir de um bom atendimento serve também como estratégia de se colocar a frente de seu concorrente. Quer saber o que mais é possível fazer e de que forma planejar sua equipe e ferramentas de redes sociais para o próximo ano? Então confere as principais tendências e como se adequar a elas ainda nesse final de 2016:
Um SAC cada vez mais 3.0
Uma das principais tendências do atendimento em mídias sociais para 2017 é que o SAC se tornará cada vez mais 3.0. De forma simplificada, a diferença entre SAC 2.0 e o 3.0 é que enquanto o primeiro tem como objetivo diversificar os canais digitais, o segundo parte da premissa do Customer Experience, ou seja, é focado na experiência do cliente (desde um lead, até sua saída). No entanto, ambas as formas de atender estão atreladas, o diferencial é que que um foca na satisfação do cliente pelo atendimento, enquanto que o outro foca na satisfação do cliente, também, pelo monitoramento de seu comportamento. Sendo assim pode-se dizer que o SAC 3.0 se faz cada vez mais presente e que o SAC 2.0 está inserido nele.
Foco no Omnichannel
Não é de hoje que a necessidade de um atendimento que atenda clientes consolidados em um momento omnichannel, ou multicanal, se faz importante. No entanto, em 2017 essa adaptação será um dos principais desafios dos atendimentos em mídias sociais: trabalhar em soluções que atendam de forma satisfatória, em qualquer canal, esse consumidor que se caracteriza por realizar compras em múltiplos canais (smartphone, televisão, rádio, notebook, lojas físicas etc.).
Presença digital é uma necessidade
A principal característica do SAC 2.0 é a presença online. No entanto, em 2017, mais do que nunca, será preciso que as empresas estudem formas de estarem online em todas as possibilidades de plataformas. A necessidade de presença virtual para atender clientes por meio de blogs, sites, aplicativos, portais, mensageiros instantâneos, mídias e redes sociais (Facebook, Snapchat, Twitter, YouTube, LinkedIn, etc.) será ampliada graças à proliferação de novos dispositivos e à integração deles. Isso permitirá às organizações tornar ainda mais valioso o atendimento e gerar uma relação mais positiva com consumidores.
Entender e utilizar o SLA é importante
Para trazer mais efetividade ao atendimento em mídias sociais e ser assertivo ao máximo nesse ambiente de mudanças e evoluções constantes, uma saída é apostar nas métricas certas. Como 2017 é considerado o ano do relacionamento, a tendência está em se desvincular cada vez mais das medições mais prolixas e partir para métricas mais avançadas e específicas.
Independentemente do seu segmento, algumas tendências devem ser consideradas mais fortemente a fim de sofisticar o trabalho e adequá-lo ao atual momento. A primeira delas é o Service Level Agreement (também conhecido por Acordo de Nível de Serviço). Para que seja possível ter acesso à performance do SAC 2.0 , a empresa deve definir uma meta, como responder a todos os tweets e mensagens do Facebook dentro de 2 horas. Se todas essas solicitações forem respondidas em 2 horas ou menos, então o SLA da empresa será 100%.
Além disso, o SLA é altamente útil para compreender o nível do atendimento dos funcionários envolvidos, importante dado em um momento que se prima pelo relacionamento.
Considere a satisfação do cliente
Ao relacionar-se com um cliente por meio do atendimento, entender seu nível de satisfação é uma prática que deve se fortalecer no próximo ano. Uma das maneiras de obter essa informação é, após a solução do problema, pedir ao cliente uma avaliação da interação feita entre ele e a marca em uma escala de 1 a 5 (1 sendo “ruim”, 3 “neutra” e 5 “satisfatória”). Ao receber uma nota que varie entre 3 ou menos, cabe à empresa fazer um acompanhamento para determinar o motivo da avaliação e assim fidelizar e estreitar laços com seus clientes.
Pensando nessa tendência, os agentes de atendimento ao cliente estão cada vez mais usando o Twitter (em vez de e-mails ou correios tradicionais) para obter essas informações vitais, enviando aos clientes uma mensagem direta com um link para a pesquisa depois que um problema específico é resolvido. Isso traz agilidade ao sistema e aumenta as chances de resposta por parte do cliente.
Outro ponto que deve ser encarado como uma meta do atendimento em 2017 está na melhora do grau de recomendação das empresas. Da mesma forma que a satisfação é medida, utilize canais digitais como o Twitter para perguntar ao seu cliente qual é a probabilidade, numa escala de 1 a 10, de ele recomendar sua empresa para outras pessoas.
Pesquisa de mercado divulgada pela Nielsen indica que a forma mais credível de publicidade é a indicação de personas próximas. Usar o atendimento em favor da sua publicidade é mais do que tendência: é uma função. Isso porque, levando em conta a quantidade de informação que os consumidores veem de seus amigos nas mídias sociais, é fundamental que as empresas tratem os clientes com um nível de atendimento que os transforme em defensores.

Por Ricardo Heidorn, CEO da Seekr, empresa brasileira de soluções em relacionamento digital.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Convite - Posse da Prefeita Inês Nascimento da minha terra natal, Capistrano-CE

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Enfrente os desafios de 2017

O ano de 2016 não foi fácil. Parece ser um senso comum, você com certeza já ouviu isso várias vezes. Sobrevivemos e buscamos oportunidades. Alguns encontraram e conquistaram sucesso. Outros, ainda estão tentando. Nessa caminhada, devemos nos preparar para os desafios de 2017. A expectativa é que haja melhorias na economia do país, mas a crise política brasileira não parece tão perto de ser superada. Então, prepare-se.
O primeiro passo é fazer uma análise do presente, a situação atual não apenas de forma geral e macroeconômica, mas também em relação a você, seu emprego, sua carreira e sua vida pessoal. Com essas informações, tente fazer uma projeção para os próximos 12 meses. Perceba onde podem estar os maiores problemas e comece a pensar em como superá-los.
Um fator muito importante é tentar ter as finanças pessoais em ordem. Quitar dívidas, evitar fazer novas, construir uma reserva que possa oferecer tranquilidade.  Quando o lado financeiro está suprido, é muito mais fácil tomar decisões diante de momentos difíceis. É possível agir com frieza e procurar a melhor solução sabendo que haverá dinheiro para pagar as contas do mês.
Outra dica é estar atento às novas tecnologias, que estão mudando o jeito de cada um se relacionar com o mundo. Com base nelas, busque conhecimentos que possam ser úteis no seu dia-a-dia, visando conquistar benefícios na sua carreira. Deles podem vir uma promoção, um convite para um novo emprego, uma oportunidade de empreender.
Claro que não é possível prever o futuro. Tudo muda, e muito rapidamente. Então, seja flexível e esteja preparado para mudar também. Capacidade de adaptação é uma grande qualidade e pode fazer a diferença entre quem sobrevive ou não aos momentos mais difíceis. E que venha 2017!

Blog Talento em Pauta

sábado, 24 de dezembro de 2016

NETFLIX: História e inovações no mercado de séries e filmes

Resultado de imagem para netflix Os serviços de streaming estão super em alta no mundo e, graças a eles, ninguém precisa mais sair de casa para alugar um filme na locadora ou esperar até o documentário ou série favorita passar na TV. Com uma TV ou smartphone conectados à internet, você consegue assistir aos seus programas preferidos sem precisar sair de casa, com imagens e som em alta definição.
Não é à toa que as operadoras de telefonia estão investindo alto na banda larga para aumentar o consumo de produtos on demand (por demanda), que caíram no gosto dos amantes de produções cinematográficas, como é o caso da Netflix, o serviço de TV por internet mais popular do globo.
Com um acervo enorme de filmes, séries e documentários, a Netflix tem larga vantagem em relação aos demais serviços de streaming e já ganhou mais de 86 milhões de assinantes em mais de 190 países, que assistem a mais de 125 milhões de horas de filmes, documentários e séries por mês, pagando um valor acessível.
A empresa, fundada em 1997, entrou para a história como a líder no mercado de conteúdo digital por proporcionar a melhor experiência ao usuário que quer assistir seus programas favoritos pela internet, bastando apenas ter uma tela à disposição conectada à web, na qual pode pausar e dar play nos títulos, sem intervalos comerciais, acessando o serviço a qualquer hora e de qualquer lugar.
Quer saber mais sobre o sucesso da Netflix no mercado de séries e filmes? Então, confira o infográfico com os principais acontecimentos na história da empresa, desde sua criação até os dias atuais.
Fonte: http://www.apertef5.com.br/netflix/

"Lições para a vida", eis o mais novo livro de Padre cearense



"Lições para a vida - Uma contribuição pastoral", é o décimo primeiro livro do Padre Geovane Saraiva. O lançamento se deu na Igreja Redonda (Parquelândia-Fortaleza) durante celebração que recordou o nono ano da morte de Dom Aloísio o Cardeal Lorscheider.


Oh querido e doce Menino Jesus: eis aqui um pobre servo que movido pela mais viva fé, humildemente invoca vossa divina ajuda em favor de sua caminhada.


Feliz Natal! Natal é a presença de Jesus em nossos corações. O nascimento do Filho de Deus, a consciência de família, amor, paz, felicidade. Que o sentido do Natal esteja sempre presente em nosso dia a dia.

O BRASIL PRECISA APRENDER: Após 38 anos de sala de aula, professor é aplaudido por alunos

Reprodução

Foram 38 anos de dedicação a educação e a homenagem não poderia ser diferente, aplausos ao mestre Alain Donnat, 64 anos. Mais de 700 pessoas, entre alunos e funcionários, se reuniram nos corredores e saguão do colégio Paul Fort. Beau Départ, na França, na última sextafeira (16), para agradecer ao professor de educação física, que se aposentará. O vídeo emocionante foi postado no Facebook de sua esposa, Muriel Donnat.

A mulher agradeceu o carinho que seu esposo recebeu e falou sobre a emoção do momento. “Obrigado a todos os alunos, professores e amigos por todas as mensagens, gestos e agradecimentos a Alain. Ele voltou muito comovido e tocado. Muito obrigado a todos vocês por tudo que lhe deram”, escreveu a mulher em seu post. 

De acordo com as informações do site France Bleu (https://www.francebleu.fr/infos/education/video-unehaie-d-honneur-de-700-collegiens-pour-le-depart-enretraite-d-un-professeur-1482172831), a surpresa foi preparada dias antes. Em entrevista ao portal, o homem disse que aquela homagem era o melhor presente que um professor poderia receber. “Eu vi todos os estudantes naquele corredor e foi uma coisa enorme. Eu pensei: ‘O que estou fazendo? Continuo andando? Volto? Não sabia o que fazer, por isso só acenava para as pessoas. Eu vi aqueles estudantes chorando e chorei também”, disse. O vídeo se tornou viral rapidamente, sendo curtido por mais de seis mil usuários e compartilhado por mais de quatro mil pessoas. Entre os mais de 900 comentários, muitos alunos e ex-alunos homenagearam o professor. 

“Vamos sentir falta dele”, escreveu um usuário. “Um grande professor de educação física que motivou muitos estudantes a irem à diante”, disse outro.  

Portal UOL

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Protestos contra a corrupção e em apoio à Lava Jato levaram milhares às ruas durante este 2016



Imagem: Christophe Simon/AFP

Odebrecht e Braskem pagarão a maior multa por corrupção da história


Resultado de imagem para Odebrecht e LULA
Talita Bedinelli, El País
A construtora Odebrecht e seu braço petroquímico, Braskem, declararam diante de um tribunal americano nesta quarta-feira que são culpadas por pagar subornos em troca de benefícios em contratos, um desdobramento fruto da Operação Lava Jato, a força-tarefa do Ministério Público brasileiro que apura há mais de dois anos um megaesquema de corrupção na Petrobras. A ação nos EUA é parte de um acordo de leniência (espécie de delação premiada para empresas) que envolve o Governo norte-americano, a Suíça e o Brasil e que prevê o pagamento total de 3,5 bilhões de dólares (quase 12 bilhões de reais) para que as duas se livrem das acusações judiciais nas três nações. O valor é a maior multa já paga no mundo em acordos do tipo e um dos trunfos da Operação Lava Jato.

O exterminador

Lupi (Foto: Agência O Globo)
Carlos Lupi (Foto: Agência O Globo)
Ilimar  Franco, O Globo
Com a saída de Lasier Martins, o PDT pode chegar ao fim da legislatura com apenas um senador, caso as ameaças de expulsão de Telmário Mota (RO) se confirmem.
“O Lupi é o exterminador do PDT. Ninguém aguenta. Além de Pedro Taques, que se tornou governador, perdeu Zezé Perrella, Reguffe, Cristovam e, agora, eu.
A bancada era grande”, acusa Lasier.
Lupi mirou em Lasier e Telmário por terem votado a favor do impeachment de Dilma e da PEC do teto. Mas ele refuta que o PDT perca com a saída deles. “Na guerra, é melhor ter pouco combatente do que ter alguns que morrem no primeiro tiro,” diz.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Ela jura que está morta

AS 24 DOENÇAS MAIS RARAS (E ESTRANHAS) DO MUNDO: Síndrome de Cotard
Doença: Síndrome de Cotard

Portadores: 1.000 (0,00001%)
No rol das doenças raras, talvez não exista nenhuma mais cruel do que esta.
“Acho que estou morta. Gostaria de saber a opinião de vocês”, foi o que disse uma senhora japonesa aos paramédicos que ela mesma chamou, em 2012. A síndrome foi identificada pela primeira vez em 1880, pelo neurologista francês Jules Cotard.
A vítima enxerga o próprio corpo e consegue movimentá-lo, mas perde quase todo o resto. Deixa de ter olfato e tato, não sente mais calor, frio, sono ou fome. Acima de tudo, tem a certeza de que morreu – e precisa se livrar do próprio corpo.
Num caso em Hong Kong, um paciente tentou fazer isso tomando um banho de ácido. A pessoa tem de ser internada pelo resto da vida, ou se mata

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

O homem que assistia TV demais


Quando percebeu que fumava demais vendo televisão e sua mulher tinha engordado, o americano Timothy Dumouchel encontrou o culpado: a empresa de TV a cabo, que não cancelou a assinatura quando ele pediu e deixou a família viciada em televisão. O processo, de 2004, foi arquivado por falta de mérito.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

O homem que resolveu processar a si mesmo

Em 1995, o americano Robert Brock resolveu processar a si mesmo e pedir uma indenização de US$ 5 milhões, alegando que violou suas crenças religiosas quando cometeu os crimes que o levaram à prisão (agredir pessoas num bar e dirigir embriagado). Como estava preso, Robert esperava que o Estado tivesse que pagar a indenização a ele. “É possível dever para si mesmo”, explica Fornassiari. “Se você deve para seu pai e ele morre, você passa a ser credor de você mesmo. Mas a dívida é automaticamente anulada. Não se pode processar a si mesmo”. A Justiça americana não aceitou o processo.

domingo, 18 de dezembro de 2016

O ladrão que processou a vítima

Em 2008, Wanderson Rodrigues de Freitas, de 22 anos, invadiu uma padaria em Belo Horizonte. Portando um pedaço de madeira para simular uma arma embaixo da camiseta, rendeu a funcionária do caixa, pegou os R$ 45 que encontrou e estava de saída quando o dono do estabelecimento apareceu na porta. Era o décimo assalto em 7 anos de existência da padaria – o mais recente tinha acontecido apenas 4 dias antes. O comerciante se irritou e partiu para cima de Freitas. Os dois rolaram pela escada que dá acesso ao estabelecimento. Na rua, o ladrão apanhou de outras pessoas que passavam, até a polícia ser chamada e prendê-lo em flagrante. Ele foi preso e, de dentro da cadeia, entrou com um processo por danos morais contra o dono da padaria. “Os envolvidos estouraram o nariz do meu cliente”, diz José Luiz Oliva Silveira Campos, advogado do ladrão. “Em vez de bater, o dono da padaria poderia ter imobilizado Wanderson. Ele assaltou, mas não precisava apanhar.”
A ação não foi aceita pelo juiz, Jayme Silvestre Corrêa Camargo. “A pretensão do indivíduo, criminoso confesso, apresenta-se como um indubitável deboche”, ele afirmou em sua decisão. “Uma das exigências para pedir indenização é o que o seu ato seja lícito, e não é o caso”, diz Clito Fornassiari Júnior, mestre em direito processual civil pela PUC-SP. Wanderson está preso e aguardando o julgamento.
SUPERINTERESSANTE

sábado, 17 de dezembro de 2016

Para além de reclamar e protestar contra a corrupção temos que darmos nossos exemplos no dia a dia


Imagem de http://www.resilienciamag.com/

Americano vence concurso ao comer 70 cachorros-quentes em 10 minutos

O americano Joey Chestnut, de 32 anos, uma nova vitória na tradicional competição organizada pela rede de fast-food Nathan's ao devorar 70 cachorros quentes em apenas dez minutos.
A empresa, que celebra o centenário de fundação neste ano, realiza essas competições desde 1972, e desta vez a vitória foi para Chestnut, que derrotou o campeão do ano passado, Matt Stonie, de 24 anos.
Com o triunfo, Chestnut acumula nove vitórias na tradicional competição, que tem como palco a loja original da Nathan's, em Coney Island, em Nova York, coincidindo com o Dia da Independência, e é acompanhada por milhares de pessoas.
Chestnut, que ganhou um prêmio de US$ 40 mil, devorou 17 cachorros-quentes a mais que Stone. Ambos são da cidade californiana de San José.
A quantidade de cachorros-quentes que o campeão comeu na final disputada nesta segunda-feira não foi o recorde estabelecido nesta competição, já que Chestnut devorou 73,5 unidades no mês passado durante as provas classificatórias.
Momentos antes, a competição de mulheres foi vencida pela campeã do ano passado, Miki Suo, de 30 anos, que comeu 38,5 cachorros quentes e foi premiada com US$ 10 mil.
Chestnut acumula nove vitórias na competição (Foto: AP Photo/Mary Altaffer)
Chestnut acumula nove vitórias na competição (Foto: AP Photo/Mary Altaffer)Informação veiculada pelo portal G1 em 04-07-2016 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

"Viúva da Mega-Sena" é condenada a 20 anos de prisão pela morte do marido

Resultado de imagem para viúva da mega sena
Adriana de Almeida, a "viúva da Mega-Sena", foi condenada a 20 anos de reclusão pela morte do marido, o ex-lavrador Renné Senna. A decisão foi proferida pelo juiz Pedro Amorim Gotlib Pilderwasser, titular da 2ª Vara Criminal de Rio Bonito, nesta quinta-feira (15), após três dias de julgamento no Tribunal do Júri. Adriana foi acusada de ser mandante do assassinato de Renné, ex-lavrador e ex-vendedor de doces que ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena.
Ao depor nesta tarde, a ré se disse inocente. Afirmou ainda que sua vida "era muito melhor" quando Renné estava vivo.
No último dia do julgamento pela morte de Senna, a viúva Adriana de Almeida confirmou que transferiu R$ 1,8 milhão da conta conjunta que mantinha com o marido dias depois da morte dele. Ela disse que o gerente do banco mentiu ao dizer que Senna o procurou para cancelar a conta conjunta do casal. 
Renné foi morto a tiros por dois encapuzados, em um bar, em Rio Bonito, cidade do Grande Rio, a 80 quilômetros da capital fluminense, em janeiro de 2007.
"Eu podia ter sacado o dinheiro, se quisesse, mas preferi deixar aplicado. Hoje a conta tem mais de R$ 4 milhões e está bloqueada", afirmou Adriana. A cabeleireira disse ainda que amava o marido e negou ter dito que "apenas nutria" carinho por ele.
No seu depoimento, Adriana contou que conheceu Renné por meio da irmã dele, com quem trabalhou em um salão de beleza, em 2005. O relacionamento entre eles só começou no ano seguinte, depois que Renné ganhou o prêmio. Ela afirmou ainda que não sabia que teria direito à herança deixada pelo ex-lavrador. Disse que foi informada pela imprensa, quando Renné foi morto.
Para responsabilizá-la como mandante do assassinato, a acusação se baseia em conversas telefônicas entre Adriana e Anderson Souza, condenado a 18 anos de prisão por ter executado o crime. No dia da morte de Renné Senna, Adriana recebeu oito ligações do ex-segurança do marido.
Amputado das duas pernas, por sequelas da diabete mal cuidada, Renné Senna deixou de ser lavrador e passou a vender doces à beira da estrada, em Rio Bonito. Em 2005, ele ganhou o prêmio milionário ao fazer uma aposta de R$ 1.
Em 2006, ele e Adriana começaram a namorar e logo foram morar juntos. Adriana afastou o então administrador dos bens do marido e assumiu a gerência das contas. A família do ex-lavrador se queixava de que ela afastava Renné dos parentes e amigos.
Segundo as testemunhas, o relacionamento de Renné e Adriana entrou em crise quando ele descobriu que era traído. De acordo com o gerente do banco, Renné manifestou intenção de cancelar a conta conjunta, movimentada por Adriana. A filha do ex-lavrador, Renata Senna, disse ainda que o pai tinha intenção de excluir Adriana do testamento.
Em 2011, Adriana foi julgada pelo Tribunal do Júri e absolvida. O Conselho de Sentença era formado por cinco homens e duas mulheres. O Ministério Público pediu a anulação do julgamento porque houve contato entre jurados, o que é proibido por lei. Além disso, os MP entendeu que os jurados não se ativeram às provas apresentadas. Desta vez, o júri é composto por cinco mulheres e dois homens.
Ex-seguranças de Renné, Anderson Silva de Souza e Ednei Gonçalves Pereira foram condenados por terem assassinado o milionário. Eles cumprem pena de 18 anos de prisão.
Adriana e Renata disputam ainda a herança de Renné. Adriana alega que Renata não seria filha legítima do ex-lavrador. Renata entrou com "processo de indignidade", para que Adriana perca o direito à herança.
Ao ser informada de que há exames que atestam que Renata é filha de Renné, Adriana limitou-se a comentar: "Parabéns para ela".
UOL

'Brasil no lamaçal'

"Enquanto fazia campanha por um segundo mandato, nas eleições, Dilma Rousseff pintou um retrato cor-de-rosa da sétima maior economia do mundo. Altos índices de emprego, salários crescentes e benefícios sociais que eram ameaçados apenas pelos planos neoliberais nefastos de seus oponentes, como ela dizia. Com apenas dois meses de seu mandato , os brasileiros já perceberam que foram atraídos por falsas promessas."
ECONOMIST

Com informações The Economist

Dona Zilda e Dom Paulo Evaristo Arns - Cristão autênciscos


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Em meio ao "lamaçal da politicalha" brasileira

Dona Zilda e Dom Paulo Evaristo Arns - Irmãos em Cristo



Charge (Foto: Chico Caruso)

Os novos marajás esperneiam na maca

Espernear (Foto: Arquivo Google)
Ricardo Noblat
Data vênia, o pessoal do Judiciário, juízes e promotores à frente, reclama de barriga cheia e claramente sem razão do pacote com três projetos aprovado pelo Senado na madrugada de ontem para coibir o pagamento de supersalários no serviço público.

Por supersalários, entenda-se os rendimentos que ultrapassam a remuneração dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), atualmente estabelecido em R$ 33,7 mil. Ninguém no serviço público pode ganhar mais do que ganha um ministro do STF. É a lei.
Pelo que passou no Senado, sujeito ainda a ser votado na Câmara dos Deputados, entrarão no cálculo para limite salarial rendimentos do tipo abono; auxílios (moradia, educação, creche e saúde); adicionais; gratificações; horas extras; bolsa de estudos e prêmios.
Esses são os recursos mais utilizados para driblar a lei. Três de cada quatro juízes brasileiros receberam remunerações acima do teto, segundo reportagem publicada em O GLOBO em outubro último. Se isso não é um fato escandaloso, o que mais poderá ser?

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Ducha fria

Ilimar Franco, O Globo
Animado com o Datafolha, que coloca Lula na frente no primeiro turno em 2018, o PT do Ceará usou sua rede social para perguntar “Você quer Lula presidente em 2018?”

O resultado (duas horas depois) deu: 1.834, sim, e 7.180, não.

Servidores fantasmas

20160301033934
Foto de manifestação no RN.


Funcionário fantasma é aquela pessoa nomeada para um cargo público que jamais desempenha as atribuições que lhe cabem. Ou seja, recebe sem trabalhar, se enriquece ilicitamente à custa do erário público e do suor do contribuinte, na maioria das vezes com remunerações muito superiores à da maioria da população brasileira, que não conta com o denominado "padrinho" ou "pistolão". Trata-se de experiência corriqueira no Estado brasileiro totalmente reprovável, tanto do ponto de vista da autoridade que nomeia quanto da pessoa que aceita ser favorecido por tal ilicitude.

Dessa feita, resta extreme de dúvidas que a posse do funcionário fantasma se inquina do vício de motivo e finalidade. Nessa linha, tais defeitos levam à inevitável invalidação do ato de posse, tendo em conta a ausência dos seus requisitos de validade. No caso ora em análise, por se estar diante de vício insanável, outra alternativa não resta à Administração, se não a invalidação dos atos de nomeação e posse do funcionário "fantasma", com efeitos ex tunc, segundo o entendimento já sumulado pelo Egrégio STF. (Súmula n.º 473).
Resta cristalino que a autoridade pública responsável pela nomeação do funcionário fantasma responde administrativamente pela prática do ato. Há que se perquirir, entretanto, quanto à possibilidade de aplicar-se penalidade administrativa ao beneficiário do ato.
O Ministério Público vem propondo abertura de ação penal contra servidores públicos fantasmas, por crime de peculato (valer-se de cargo público para apropriar-se indevidamente de dinheiro público).

Seria o fim dos dinossauros da corrupção?

Um cachorro, chamado de Leão, se mantém pelo segundo dia consecutivo junto ao túmulo de seu dono, que morreu nos terríveis deslizamentos de terra perto do Rio de Janeiro, em 2011. Foto: Vanderlei Almeida / Getty Images

PowerfulPhotos17

domingo, 11 de dezembro de 2016

Vivemos no país de parte significativa da classe política que se acanalha, onde certas pessoas alienadas viraram porta-vozes de corruptos e a sordidez passou a ser o método político louvável. Será que no final ainda vai sobrar alguma coisa para o povo além de um país quebrado? Ou será que o povo está tendo o que merece? A boa reflexão é livre e necessária...

Resultado de imagem para RATOS NO BRASIL


Odebrecht expõe ao país o subsolo do abismo

A Lava Jato eliminou a ideia de que o Brasil estava condenado a viver à beira do abismo. A operação fez desaparecer a noção de borda. O país escorregou para dentro do precipício. A delação da Odebrecht, que chega ao noticiário em conta-gotas, leva o brasileiro para um outro patamar, bem mais profundo. Com suas revelações devastadoras, os corruptores da maior construtora brasileira expõem à nação o subsolo do abismo. É onde se aloja o insondável. O Brasil está sendo apresentado, finalmente, ao magma que o pariu. No subterrâneo do abismo, o sonho de “estancar a sangria” tornou-se um pesadelo hemorrágico.
Visto de baixo, o governo de Michel Temer ganhou a aparência de um empreendimento precário. Todos sangram. O próprio presidente aparece nas delações requisitando uma odebrechtiana de R$ 10 milhões. Seus amigos e correligionários do PMDB plantam bananeira na areia movediça: Padilha, Moreira, Geddel, Jucá, Renan… Candidatos do Planalto às presidências do Senado e da Câmara, Eunício e Maia são pavios acesos. Aliados como Aécio, Serra e até Alckmin, “o santo”, brincam na lama depois de se banhar nas águas do impeachment.
Tornou-se impossível prever como o governo Temer chegará a 2018. Difícil dizer até mesmo se chegará tão longe. O futuro chega tão rápido que já está atrás de nós. Em 3 de maio de 2015, Emílio Odebrecht, o patriarca da construtora, anotou o seguinte num artigo:
''A corrupção é problema grave e deve ser tratado com respeito à lei e aos princípios do Estado democrático de Direito, mas é fundamental que a energia da nação, particularmente das lideranças, das autoridades e dos meios de comunicação, seja canalizada para o debate do que precisamos fazer para mudar o país. Quem aqui vive quer olhar com otimismo para o futuro —que não podemos esquecer—, sem ficar digerindo o passado e o presente.''
Nessa época, Emílio cobrava, estalando de pureza moral, “uma agenda clara de crescimento com desenvolvimento para o Brasil.” E seu filho, Marcelo Odebrecht, preso em Curitiba, dizia que não seria delator porque não tinha o que delatar. Desnudados pelos investigadores, pai, filho e os santos espíritos da Odebrecht despejam sobre o presente revelações de um passado que leva o país a desacreditar do futuro.
Conselho útil: aperte os cintos. Com a delação da Odebrecht, o Brasil está aterrissando no subsolo do abismo. O PT celebra a chegada de companhia. Quem olha ao redor percebe por que o Brasil é o mais antigo país do futuro em todo o mundo.
BLOG DO JOSIAS DE SOUZA

SHAME - Do aclamado diretor Steve McQueen, com atuação impecável de Michael Fassbender, o filme conta a história do publicitário Brandon que luta contra o vício em sexo. Os dias de Brandon são uma verdadeira maratona em busca de aventuras sexuais, através de pornografias, prostitutas e outros meios. Então sua irmã (Carey Mulligan) chega de surpresa para passar uns dias com ele, o que acaba por atrapalhar seu estilo de vida. A relação entre irmãos é perturbadora, assim como o filme. Aliás, as cenas de sexo não são nada eróticas, nem excitantes, mas incômodas. Brandon é escravo do seu vício e o sexo não é originário de um processo de sedução, mas da mera necessidade de uma mente em desequilíbrio. Nacionalidade: Reino Unido

IMAGEM SHAME.jpg

Entre o poético e o rude...

Resultado de imagem para a foto mais engraçada do mundo facebook

SUPERAÇÃO HUMANA: Cirurgião depois de um transplante de coração (bem sucedido) que levou 23 horas. O seu assistente está dormindo no canto. Foto: James Stanfield

PowerfulPhotos3

IMAGEM BELÍSSIMA - Maple Túnel, Oregon, Estados Unidos

16 árvores mais lindas do mundo (Foto: reprodução)

sábado, 10 de dezembro de 2016

Ministério Público Federal denuncia Lula, o filho dele e mais dois na Operação Zelotes; O relatório destaca que durante as investigações não foram encontrados indícios de que Dilma Rousseff soubesse do esquema criminoso

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante congresso no Rio de Janeiro em novembro (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante congresso no Rio de Janeiro em novembro (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)

Ministério Público Federal denunciou à Justiça o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o filho dele, Luis Cláudio Lula da Silva, e dois empresários por crimes investigados na Operação Zelotes.
A denúncia é resultado de investigações sobre a compra dos caças suecos Gripen para a FAB e sobre a aprovação de uma medida provisória que beneficiou montadoras.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Também foram denunciados o filho dele, Luís Cláudio Lula da Silva, e os empresários Mauro Marcondes e Cristina Mautoni.

Os procuradores afirmam que os crimes foram praticados entre 2013 e 2015, quando Lula não era mais presidente da República, e que ele usou sua influência para enriquecer a si e a familiares.
Procuradores afirmam que Lula integrou um esquema que vendia a promessa de que ele poderia interferir junto ao governo da então presidente Dilma Rousseff para beneficiar as empresas MMC, grupo Caoa e Saab, clientes da empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia LTDA, a M&M.
Em troca, Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, donos da M&M, repassaram, segundo a denúncia, mais de R$ 2,5 milhões ao filho de Lula através de um contrato de assessoria. Esse valor, de acordo com o Ministério Público, só não foi maior porque a Operação Zelotes foi deflagrada.
Segundo a investigação, Luís Cláudio copiou da internet os relatórios entregues à empresa M&M.
A denúncia afirma que "Lula recebeu dinheiro por intermédio do filho, tornando-o um milionário num intervalo de apenas nove meses. Uma evolução patrimonial de 770% sem explicação lícita".
O relatório destaca que durante as investigações não foram encontrados indícios de que Dilma Rousseff soubesse do esquema criminoso.
A Justiça Federal em Brasília ainda terá que decidir se abre a ação penal contra Lula e o filho dele na Operação Zelotes. O caso está com o juiz Vallisney Oliveira.
Lula já é alvo de três ações penais, uma denúncia e quatro inquéritos, em procedimentos no Supremo Tribunal Federal, na Justiça Federal em Brasília e no Paraná.
A defesa do ex-presidente Lula afirmou que ainda não teve acesso à denúncia. A defesa afirmou, ainda, que nem o ex-presidente, nem o filho dele, participaram ou tiveram conhecimento de qualquer ato relacionado à compra dos aviões Gripen. E que Luis Claudio recebeu da Marcondes e Mautoni remunerações por trabalhos efetivamente realizados.
Instituto Lula afirmou que a ação é mentirosa e ofensiva ao ex-presidente, à família dele e às empresas citadas, que não aponta nenhuma conduta criminosa do ex-presidente ou de qualquer autoridade citada e não diz como teria sido a suposta influência na tramitação de medidas provisórias.
A defesa de Cristina Mautoni e de Mauro Marcondes declarou que o interesse do Ministério Público Federal é atingir o ex-presidente Lula. E que não há nada que diga que a compra das aeronaves tenha sido feita por meio de irregularidades.
O Jornal Nacional não conseguiu contato com a Saab e não teve o retorno da Caoa. Já a MMC não vai se manifestar.

Prefeito eleito de Munícipio brasileiro, investigado por elo com organização criminosa é alvo de mandado de prisão

Ney Santos foi eleito prefeito de Embu das Artes com quase 80% dos votos válidos
Ney Santos foi eleito prefeito de Embu das Artes com quase 80% dos votos válidos
Prefeito eleito de Embu das Artes, cidade da Grande São Paulo, o vereador NeySantos (PRB) é alvo de mandado de prisão preventiva na primeira fase Operação Xibalba. Acusado por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e ligação com o crime organizado, Santos teve a prisão determinada pela Justiça. Ele também é presidente da Câmara Municipal de Embu. Santos já ficou detido entre 2003 e 2006 por suspeita de envolvimento com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). 
A operação, realizada nesta sexta-feira (9), mira uma organização criminosa voltada à prática do crime de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas.
 
Ela seria atuante especialmente nas cidades de Embu das Artes, Osasco, Taboão da Serra, Carapicuíba, Cajamar e São Paulo, "instrumentalizada, em especial, através da constituição e administração de postos de combustíveis", segundo o MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo).
 
Foram expedidos 63 mandados judiciais, sendo 49 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão preventiva.
 
Atuam na operação 32 promotores de Justiça e 200 policiais da Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo. Ao menos sete pessoas já teriam sido detidas, mas a informação ainda não é confirmada pelo MP.
 
O nome da operação, Xibalba, significa o submundo na mitologia maia.
O PRB informou, por e-mail, que "antes de se pronunciar, o PRB aguarda recebimento de comunicado oficial da Justiça sobre o pedido de prisão preventiva de Ney Santos, prefeito eleito em Embu das Artes, por parte do Ministério Público".

Investigado

Em 2010, ele era candidato a deputado federal pelo PSC quando foi investigado pela Polícia Civil, que suspeitava que usava 15 postos de combustível, uma ONG e uma empresa para lavar dinheiro do crime organizado e financiar sua campanha.
Segundo policiais, Santos era conhecido como Nei Gordo no submundo do crime. Absolvido em segunda instância em 2006, ele acumulou patrimônio após a soltura, o que provocou suspeita das autoridades.
Em setembro, durante o primeiro turno das eleições municipais, o UOL procurou o gabinete de campanha do político, que disse que as acusações contra ele não foram provadas e são ataques dos adversários políticos. Santos foi eleito com 79,45% dos votos válidos em Embu das Artes.

Segundo na semana

Santos não é o único prefeito eleito em São Paulo que está na mira da Justiça. Na última terça-feira, o vereador Rogério Lins (PTN), prefeito eleito de Osasco, tornou-se foragido.
Ele é suspeito de integrar um esquema que desviou cerca de R$ 21 milhões da Câmara da cidade da região metropolitana de São Paulo com a contratação de funcionários fantasmas.
Por conta do escândalo, a cerimônia de diplomação do prefeito e dos vereadores eleitos, que seria realizada no anfiteatro do Unifieo no dia 16 de dezembro, foi cancelada por determinação da juíza Isabel Cristina Maceiros Ferreira, da 213ª Zona Eleitoral --a justificativa é que a manutenção do evento poderia gerar protestos violentos de manifestantes.
A diplomação dos candidatos eleitos, no entanto, está mantida e os parlamentares poderão retirar os diplomas na 213ª Zona Eleitoral a partir do dia 16 de dezembro.

PORTAL UOL

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

"Abatidos como animais" Guerra às drogas nas Filipinas mata 1,8 mil em poucos meses


Daniel Berehulak/NYT

Daniel Berehulak/NYT


Daniel BerehulakDo "New York Times", em Manila

Resultado de imagem para combate as drogas nas filipinas Daniel Berehulak

Enquanto um número crescente de países, sobretudo no Ocidente, está suavizando as políticas de repressão às drogas, as Filipinas chamam atenção da imprensa internacional pelo recrudescimento do combate ao narcotráfico. Eleito com essa bandeira, o presidente filipino, Rodrigo Duterte, assumiu o cargo há menos de 6 meses e, desde então, quase 1,8 mil pessoas foram mortas no país, supostamente por envolvimento no uso e tráfico de entorpecentes, tanto por forças policiais como por milicias armadas. Criticado por observadores das Nações Unidas, o mandatário chegou a ameaçar abandonar o organismo internacional.