ABAS

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Heitor Férrer - PSB é o partido “mais simpático” para troca de sigla

O PSB é o partido mais simpático ao deputado Heitor Férrer, segundo especula-se nos bastidores, caso o deputado decida sair do PDT, em razão do ingresso futuro do grupo cidista na sigla. Após o desconforto da informação de que os Ferreira Gomes, seus principais opositores, vão se filiar ao partido no qual pertence há quase 30 anos, Heitor não esconde que, diante da oferta de vários partidos, a sua “simpatia” pelo Partido Social Brasileiro não pode ser “omitida”.
Heitor assegurou que o PSDB, PMDB, PPS, PRB, Rede e Solidariedade o procuraram e lhe fizeram “honrosos” convites de filiação. Hoje, o parlamentar almoçará com o presidente de honra do PDT, Flávio Torres, e afirmou que tem buscado aconselhamentos.
“Quando procurei o PSB foi logo no início, quando o grupo dos Ferreira Gomes acenava que iriam para o PDT. Foi o primeiro passo que dei”, revelou Heitor.
Conforme o parlamentar, ao procurar Roberto Pessoa, presidente estadual da legenda, sentiu a “sinceridade” do dirigente que revelou a Férrer ter outro compromisso, com relação à Prefeitura de Fortaleza, contudo, deixou em aberto de que a campanha só iniciará no ano que vem e que tudo poderia acontecer.
“Desde quando me elegi vereador e tinha que escolher um partido entre PSB ou PDT, naquele momento, preferi o PDT, pela figura de Brizola que tem uma história fabulosa. A minha simpatia pelo PSB, ela não pode ser omitida, porque seria uma mentira. Mas estou conversando com os demais que me procuraram”, ressaltou.

Apoios
Heitor frisou que tem recebido apoios por parte de seus eleitores, que cobram a sua saída do PDT. “Me é muito precioso essas manifestações por meio de WhatsApp e nos programas de rádios, onde as enquetes que estão sendo feitas, os meus eleitores rechaçam a possibilidade de eu permanecer no partido.  Para mim, isso é extremamente precioso e pesa muito na minha decisão”, afirmou.
Ao avaliar a afirmação do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, de que pediu a Heitor reflexão e de que ele poderia se candidatar em 2020, Heitor rechaçou a ideia e disse que essas “composições futuras” e esses “ensaios” não passam pela sua cabeça. “A coisa está posta para agora. E se está posta para agora, não pode ser protelada para amanhã, tem que ser decidida para hoje, não pode ser para um futuro distante”, comentou.
JORNAL ESTADO DO CE
 

Nenhum comentário: