ABAS

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Oposição denuncia rombo de R$ 1,5 bilhão na gestão Cid Gomes

Uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Ceará debateu as contas do ex-governador Cid Gomes, durante a gestão de 2014. Os ânimos ficaram acirrados na audiência pública. Parlamentares e membros do Tribunal de Contas do Estado participaram do encontro. O deputado estadual Carlos Matos (PSDB), que requereu a audiência, contesta as prestações de contas do estado referentes a 2014.
Os documentos foram entregues a uma comissão parlamentar, que percebeu que o resultado primário apresentado mostrou um déficit de 1 bilhão e meio de reais e superávit de apenas 455 milhões. De acordo com Carlos Matos, essa dívida vai se refletir nos próximos anos. 
O atual secretário da Fazenda, Mauro Filho, que também atuou na mesma pasta, no “governo Cid Gomes”, participou da a audiência. O secretário contestou os números apresentados. Segundo Mauro Filho, as dívidas do governo foram amortizadas.
Mauro Filho apresentou um recurso, que foi encaminhado para o Tribunal de Contas do Estado. O TCE agora irá reavaliar as contas e a previsão é que na próxima semana, após a apreciação do recurso, os deputados votem a favor ou não. É o que afirma o Procurador de Contas do Estado, Eduardo Lemos.
Durante encontro da executiva do PROS, em Fortaleza, Cid Gomes também contestou os números apresentados pela oposição. O ex-governador garante que não provocou “rombo” nas contas do governo no ano passado. Ele também afirmou que ainda deixou dinheiro em caixa para o sucessor, Camilo Santana.
Rádio Verdes Mares - Microfone Aberto - Evandro Nogueira

Nenhum comentário: