ABAS

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Câmara Municipal cassa mandato do Prefeito que tinha Ferrari amarela; o mesmo é acusado de chefiar uma quadrilha que desviava verbas do SUS e dos royalties do petróleo e uma operação da PF já tinha apreendido umaFerrari e outros bens.


A Câmara Municipal de Itaguaí, no estado do Rio, cassou o mandato do prefeito. Luciano Mota é acusado de chefiar uma quadrilha que desviava verbas do SUS e dos royalties do petróleo.
Foram 14 votos a favor, e um contra. Luciano Mota, que foi expulso do PSDB, já estava afastado do cargo por determinação da Justiça Federal desde abril. Uma operação da Polícia Federal apreendeu a Ferrari amarela que ele usava, entre outros bens.
Com informações do Jornal Nacional

Nenhum comentário: