ABAS

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Segurança publica é uma coisa que não existe no Ceará - Quadrilha armada ataca dois bancos no interior cearense

Clique para Ampliar

Mais um ataque a banco foi registrado no Ceará. Desta vez, bandidos atacaram, na madrugada de ontem, duas agências bancárias – uma do Bradesco e, outra, do Banco do Brasil – na cidade de Madalena, a cerca de 180 quilômetros de Fortaleza.  Segundo informações da Polícia Militar, o bando de criminosos era formado por cerca de oito homens e portavam revólveres, pistolas e pelo menos uma escopeta. Eles, todavia, não conseguiram levar nenhuma quantia em dinheiro de nenhuma das duas agências atacadas.
Segundo a Polícia, a quadrilha, primeiro, dirigiu-se à agência do Banco do Brasil, onde quebraram, com uma marreta, a vidraça do banco, entretanto, eles não conseguiram ter acesso à parte interna da agência. Em seguida, os homens tomaram o rumo da agência do Bradesco e, usando dinamite, tentaram explodir o caixa eletrônico instalado dentro do estabelecimento bancário, mas, novamente, para azar dos bandidos, a ação criminosa falhou novamente. Ainda segundo a Polícia, por algum motivo, o artefato explosivo danificou apenas a parte externa do aparelho, impossibilitando os bandidos de terem aceso ao dinheiro.

Tiros
Por fim, a Polícia informa que, inconformados com a dupla falha no ataque aos bancos, os bandidos saíram da agência do Bradesco atirando a esmo pela cidade, assustando os moradores que dormiam de madrugada. Felizmente, nenhum cidadão ficou ferido. Os policiais militares logo chegaram aos locais do crime e os bandidos empreenderam fuga.
Um veículo Mitsubish Triton L 200, utilizado pelo grupo na fuga, foi encontrado pela Polícia completamente incendiada em uma localidade entre as cidades de Madalena e Boa Viagem, em uma tentativa de dificultar a ação policial. Duas motocicletas também teriam sido usadas durante a ação.
Apesar das diligências dos homens do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), Comando Tático Motorizado (Cotam), Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), e Comando Tático Rural (Cotar) ao redor das cidades circunvizinhas, até o fechamento desta edição, nenhum suspeito ainda havia sido preso.  

Balanço
Com os dois ataques registrados na madrugada de ontem, subiu para 37 o número de ações contra agências bancárias no Ceará em 2015, de acordo com levantamento do Sindicato dos Bancários do Ceará. A última ação havia sido registrada no última dia 10, quando três suspeitos assaltaram uma agência bancária do Bradesco em Solonópole, a cerca de 270 quilômetros de Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, um trio armado levou o dinheiro de um dos caixas após render o vigilante do banco.
JORNAL ESTADO DO CE

Nenhum comentário: