ABAS

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Ao lado do meu ilustre Professor Edílson Pinheiro...

Como bem disse o poeta caipira:

"Alembro e tenho saudade do tempo que fui rapaz, eu comparo a mocidade com a flor que murcha e cai,do ramo em que foi nascida não se ergue nunca mais, hoje eu choro de saudade rosas que eu não vejo mais, a minha infância querida há anos ficou pra traz, foi um passado risonho que não volta nunca mais..."

Ao lado do meu ilustre Professor Edílson Pinheiro...

Nenhum comentário: