ABAS

quarta-feira, 1 de abril de 2015

O sofrimento do pobre em nosso país parece ser "eterno"...Cearense morre após ser encaminhado para 4 hospitais



Um vídeo retratando a omissão de socorro em uma unidade de saúde no Ceará causou comoção em redes sociais. O cearense Rafael Frazão, de 30 anos, socorreu dois homens após acidente de motocicleta e os encaminhou a um hospital em Palmácia, no interior do estado. Nas imagens, ele mostra a dificuldade em conseguir atendimento. As vítimas tiveram de ser levadas a quatro hospitais; e, no dia seguinte, uma delas morreu em Fortaleza, em decorrência de traumatismo craniano.

O caso ocorreu na última segunda-feira (30), por volta das 17h. Rafael Frazão contou ao Tribuna do Ceará que, ao chegar ao Hospital Virgínia Rodrigues Simplício, em Palmácia, foi repreendido por profissionais de saúde, informando que nada poderiam fazer, pois os acidentados eram moradores do município vizinho de Pacoti, a 25 quilômetros.

“Presenciei o acidente, que ocorreu por causa de uma tentativa de ultrapassagem a um ônibus, e coloquei os dois motociclistas no meu carro. Logo que cheguei e disse que era de Pacoti, falaram que não podiam fazer nada. Se era de Pacoti, o atendimento era para ser feito em Pacoti. Então se não for cidade deles, não tem atendimento? E se a distância entre os municípios fosse de mil quilômetros? O que seria feito?”, reclama o cinegrafista amador.

Nas imagens, é possível ver uma das vítimas, identificada como Cid, do lado de fora do hospital, com o rosto repleto de sangue. O outro, chamado Antônio, estava com a perna fraturada e com ferimentos no pescoço. Funcionários da unidade brincam, pedindo que Rafael ligue para programas policiais, a fim de relatar o caso. “Eu disse que era urgência, que um deles estava morrendo em cima do meu carro. Aí disseram que não tinha médico”, acrescenta.

Rafael, então, solicitou que uma ambulância levasse os pacientes para o hospital de Pacoti, mas também não havia carro disponível para a transferência. “Fiquei nervoso. Mandei eles ligarem para o hospital de lá, e nada. Disseram que, se eu tinha colocado eles na minha caminhonete, a responsabilidade seria minha”.

A pedido do autor do vídeo, a cabeça da vítima que estava ensanguentada foi enfaixada, para tentar estancar o sangramento. “Depois disso, eu mesmo levei para Pacoti, num trajeto de 50 minutos”. Os homens foram atendidos, transferidos para o município de Aracoiaba e, só depois, para o Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza. Um total de quatro hospitais visitados.

No dia seguinte, na terça-feira (31), Rafael foi informado que um dos acidentados havia morrido, por traumatismo craniano. “O que estava com ferimento na cabeça faleceu, infelizmente. Mas fiz minha parte, não pensei duas vezes. Da minha forma, eu prestei socorro”.
Sem médico por três horas

O Tribuna do Ceará entrou em contato com uma funcionária do Hospital Virgínia Rodrigues Simplício, que preferiu não se identificar. De acordo com ela, realmente não havia médico no momento da tentativa de socorro. “O médico já tinha saído. Não estava aqui. Ele sai às 17h, e o outro só chega após as 19h”, relata, afirmando que, por duas horas, a unidade de saúde fica impossibilitada de prestar atendimento por falta de profissionais.

“Além de não ter médico, as duas ambulâncias tinham ido para Fortaleza. O pessoal chegou com ignorância, e tivemos que chamar a polícia para conter. Não foi negada assistência, mas não tínhamos o que fazer”, concluiu.

Veja o vídeo:

http://tribunadoceara.uol.com.br/noticias/saude/homem-morre-apos-ser-encaminhado-para-4-hospitais-video-flagra-omissao-de-socorro/

Nenhum comentário: