ABAS

sábado, 11 de abril de 2015

Mas aqui nos “confins”, os “fins” continuam a ser buscados.




            Manifesto veementemente minha profunda alegria pela aprovação com louvor no Concurso de Delegado da Polícia Civil do Estado do Ceará do admirável amigo Joel da Silva Morais. Esse ilustre conterrâneo nasceu em uma terra onde a pobreza material era e continua sendo o fenômeno social que assola a cidade cearense de nome Capistrano. É filho de um casal de agricultores que não teve oportunidade para se letrar, sobretudo porque logo precisaram arregaçar as mangas para buscar o sustento de seus oito filhos. Nascido entre a CE 060 e a antiga estrada de ferro de Baturité via apenas a riqueza passar, estudou desde o princípio nas tão sofridas, precárias e desvalorizadas escolas públicas do município de Capistrano.
            Assim como muitos meninos do interior, vivia abrindo porteiras para ganhar moedas em troca. O pão de cada dia era a grande conquista a ser buscada por todos os seus. O velho feijão com farinha de mandioca era o alimento que o sustentava tendo como sobremesa a velha rapadura preta. Todo dia ao acordar era momento de pedir a Deus que lhe desse forças para buscar dias melhores. E não é que o jovem Joel assim como seus irmãos e irmãs não se deixaram intimidar pelas desigualdades e injustiças sociais e de forma aguerrida passaram a remar contra a maré.
            Concluiu os seus estudos secundários e logo foi aprovado para o curso de Letras da UECE. Foi aprovado no concurso do município de Aracoiaba para funções administrativas, mas em virtude do seu curso de letras até de maqueiro o mesmo precisou atuar. Submeteu-se ao concurso da Policia Militar – CE, quando foi aprovado com excelente pontuação. Joel Morais que já era um soldado da vida passou a integrar o quadro efetivo da PM-CE como soldado. Em seguida prestou o ENEM, ocasião em que conseguiu bolsa de estudos na UNICRISTHUS para o curso de Direito. Aprovado no concurso de Oficial do Corpo de Bombeiros do Ceará e no Tribunal de Justiça do Estado do Pará o humilde filho dos agricultores familiares continuou a sua peleja. Resolveu então se inscrever no concurso de Delegado da Policia Civil do Ceará e muito embora não tendo estudado em um ritmo para o qual a seleção exigia, foi aprovado entre os cem primeiros candidatos.

            Ilustre Joel Morais o orgulho que me faz escrever estas palavras é saber que você nunca abandonou os seus. Embora tenha toda uma programação que lhe consome bastante encontra sempre um tempo para ajudar aqueles que mais precisam. Adelante camarada, o céu é o limite para os seus sonhos e conquistas.

Nenhum comentário: