ABAS

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Ceará eliminou 357 postos de trabalho no último mês de março

A redução do número de postos de trabalho deveu-se sobretudo a baixas nos setores da construção civil e agropecuária...


O Ceará eliminou 357 empregos celetistas em março deste ano, em relação ao mês imediatamente anterior, o que representou recuo de 0,03%. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a redução do número de postos de trabalho deveu-se sobretudo a baixas nos setores da construção civil (-587 postos) e agropecuária (-509 postos). 
Já considerando o intervalo entre março de 2014 e igual mês deste ano, houve crescimento de 2,97% no nível de emprego, com 35.292 postos de trabalho. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
Por sua vez, o País registrou alta nas contratações em março deste ano, interrompendo uma sequência de demissões que vinha desde dezembro. Ao todo, foram abertas 19,3 mil vagas. Em março do ano passado, haviam sido criadas 13,1 mil vagas.
O setor de serviços foi responsável pela contratação de 53,8 mil trabalhadores, compensando as demissões em segmentos da economia mais fragilizados. Nesse setor, destacam-se as atividades de ensino, administração de imóveis, medicina e medicina veterinária, transporte e comércio.
Já a indústria de transformação (metalúrgica, mecânica, têxtil, etc) fechou 14,7 mil postos. O setor de construção civil fechou 18,2 mil postos. 
DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário: