ABAS

quarta-feira, 15 de abril de 2015

56% dos adultos da capital cearense estão acima do peso, diz pesquisa

Embora o índice de obesidade no país tenha se mantido estável, o resultado da pesquisaVigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por inquérito Telefônico (Vigitel) 2014, divulgada hoje pelo Ministério da Saúde, mostra que o número de brasileiros acima do peso é maior. No Brasil, esse excesso atinge 52% da população adulta, enquanto que na capital cearense, 56% dos adultos estão acima do peso.
Fortaleza está em pior resultado entre as capitais brasileiras, juntamente com Porto Velho e Manaus. A cidade com menor índice de excesso de peso é São Luís, com 46%, seguido de Teresina e Palmas, ambas com 48%. Há nove anos, a taxa nacional era de 43%, o que representa um aumento de 23% no período.
De acordo com os dados, os homens registram os maiores percentuais - o índice de excesso de peso na população masculina chega a 56,5% contra 49,1% entre as mulheres. Não há diferença significativa entre os números relativos a obesidade. Em relação à idade, os jovens respondem pelas melhores taxas, com 38% acima do peso ideal, enquanto pessoas com idade entre 45 e 64 anos ultrapassam os 61%.
DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário: