ABAS

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Um estudo científico provou o que já se sabia em relação às formigas: o trabalho quase invisível delas é essencial para o meio ambiente, mas também para ajudar as pessoas nas grandes cidades.


Pesquisa publicada na revista “Global Change Biology” mostrou como esses pequenos insetos auxiliam o a diminuir pestes urbanas comendo quilos de alimentos que homens e mulheres mal educados deixam nas ruas.
Cientistas deixaram biscoitos, batatas fritas, e cachorros-quentes em parques e outros pontos da cidade de Nova York, nos Estados Unidos, de duas formas — com e sem uma grade em volta. O formato escolhido tinha a ideia de preservar os alimentos, com a grade, de grandes roedores como ratos e esquilos.
O resultado é impressionante. Nos 45 pontos escolhidos, com ou sem a grade, as formigas foram capazes de remover 65 kg de restos de comida em um ano.
Antes do estudo, os pesquisadores pensavam que os artrópodes eram responsáveis por remover no máximo 5 kg em média. A formiga que mais ajuda a destruir o lixo é a Tetramorium, ingerindo 35% dos alimentos deixados para trás.
Mesmo em pequenos espaços verdes, como canteiros de ruas, as formigas forneceram serviços ecossistêmicos essenciais para complementar o quadro geral da paisagem urbana de um habitat maior, como Nova York.
Elas são mais relevantes para os ecossistemas urbanos do que os cientistas pensavam: em 19 locais, a Global Change Biology detectou que os artrópodes evitaram, inclusive, alagamentos.
A verdade é que, ao contrário da ideia de que as formigas são uma praga nas cidades, elas nos ajudam a viver melhor em sociedade.

Com informações do Blog Matheus Leitão News


  • Nenhum comentário: