ABAS

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Presidente do PT no Ceará, De Assis Diniz, diz que critica da ex-prefeita Luizianne sobre atual prefeito Roberto Cláudio é "sem pé nem cabeça"


Presidente do PT no Ceará, o sindicalistaDe Assis Diniz reagiu nesta segunda-feira, 1º, a críticas feitas pela ex-prefeita Luizianne Lins (PT) a um possível apoio do partido a reeleição de Roberto Cláudio (Pros). Segundo De Assis, antecipar hoje o debate sobre 2016 no partido é “sem pé nem cabeça” e uma “armadilha”.

Na última sexta, Luizianne disse que, caso apoie reeleição de RC, o PT de Fortaleza poderia ser “enterrado no dia seguinte”. “Esse debate é tão sem pé nem cabeça, é tão absurdo, que não vale nem comentar. Isso é muito precipitado. Não existe conversa sobre 2016, foco agora é montar o governo do Camilo”, diz o presidente estadual do PT.

De Assis questionou ainda participação da petista nos debates internos do partido, incluindo sua ausência na campanha de Camilo Santana. “A Luizianne, que esteve completamente ausente em tudo, fora da pauta do partido por meses, antecipar esse debate? Isso é uma armadilha. É legítimo ela se posicionar, mas esse debate não existe”, disse.

Apesar de evitar admitir conflito interno, direções municipal e estadual do PT vivem hoje
 crise anunciada sobre posição para 2016. Isso porque, com maioria de delegados ligados a Luizianne em Fortaleza, dificilmente o partido votará posição de apoio a reeleição de Roberto Cláudio. A questão atrapalha planos do petismo no plano estadual, mais próximo de RC e de Cid Gomes (Pros). PT dividido

Líder-mor do PT no Ceará, o deputado federal José Guimarães (PT) também emitiu posição semelhante a de De Assis. Em entrevista ao Blog do Eliomar, Guimarães afirmou que a discussão da sucessão de RC agora é “armadilha” de “alguns setores” para dividir o partido. Segundo ele, momento agora é de construir governo Camilo.
Redação O POVO Online

Nenhum comentário: