ABAS

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

O que mudou nas mãos sujas de óleo refinado dos presidentes Getúlio e Lula além de um dedo a menos?


A Gestão Pública no Brasil é colocada numa situação de extrema degradação e abandono das boas praticas gerenciais, tudo parece estar perdido, uma falta de zelo nunca vista, além do que a banalização da roubalheira é algo que nos deixa nostálgicos pelos comedidos ladrões de galinhas. O que diria os Gestores do passado que contribuíram para a "CRIAÇÃO" da máquina estatal, e que empenharam-se em patrimonializar a nação? Como admitir a degradação e o esquartejamento da Petrobrás...O QUE DIRIA O EX-PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS, criador da estatal, se assistisse um telejornal de hoje que em sua maioria narra desvios de dinheiro da Petrobrás???
Os propósitos dos bens públicos deixaram de ser o de  servir ao povo, para se servirem deles gananciosos políticos que usam o mandato para enriquecer o ego e as contas bancárias. Temos dificuldades de identificarmos nas rodas políticas de hoje homens públicos com condutas coerentes aos discursos, e com propósitos de servir ao interesse público. Empreendedores da coletividade são escassos e cada vez mais difíceis de se encontrar. É degradante a forma como se gerencia o público hoje em dia. 
É lamentável ver a Petrobrás na situação que está hoje, refém de uma quadrilha de surrupiadores e usurpadores do principal patrimônio estatal. A empresa foi instituída pela Lei nº 2004, sancionada pelo então presidente da República, Getúlio Vargas, em 3 de outubro de 1953. A lei dispunha sobre a política nacional do petróleo, definindo as atribuições do Conselho Nacional do Petróleo(CNP), estabelecendo o monopólio estatal do petróleo e a criação da Petrobrás.
É indignante assistirmos uma atrocidade como a que é feita com a Petrobrás, despatrimonializando a nação em meio a um festival de enriquecimento ilícito com o bem público, e com um verdadeiro fracionamento da maior empresa do Brasil em farelos que alimentam as vaidade e os interesses de perpetuação no poder dos que assim se propõe. Os órgãos que compõe o nosso sistema judiciário precisa interferir rápido nas entranhas dessas teias de desvios de condutas, e punir exemplarmente os corruptos ali com mau feitos, é não abrandar os deduradores que agora pisam de bons moços, mas que carregam sobre si a culpabilidade de quem manuseou o bem da coletividade com o intuito de apropriar-se para si algo multi dono.
O que mudou nas mãos sujas de óleo refinado dos Presidentes Vargas e Silva, além de um dedo??? O que há com a Petrobrás criada por Vargas e destruída nos dias de hoje??? Por que a mente dos políticos da era Vargas pensavam em construir, fundar uma empresa forte, enquanto os homens públicos de hoje pensam em dilapidar, destruiu e se apropriar do bem público??? São questões que nos remete a pensar, inclusive nos indagando os valores da nossa sociedade, onde o dinheiro vale mais do que tudo. É necessário uma reorganização estatal, um choque de bons costumes dentro de casa, para que daqui a 50 anos possamos ter homens públicos melhores do que os de hoje. É necessário mudar a seletiva de representação, desinflacionar o processo político, desmercantilizar as campanhas e se escolher por preparo, convicção ideológica e priorização do interesse público.

Por Jesus Sales-http://jesusdacosta.blogspot.com.br/

Nenhum comentário: