ABAS

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Cid Gomes no Ministério da Educação? Segundo informou jornal de Brasília o cearense aceitou o convite...


O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), teria aceitado a proposta de ser ministro da Educação a partir de 2015. Quem crava a informação é o jornal Correio Brasiliense, de Brasília, que afirma a partir de fontes que Cid esteve no Palácio do Planalto nesta semana para conversar com a presidente Dilma Rousseff, mas o encontro acabou não acontecendo porque ela tinha viajado à Argentina.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a assessoria da presidente, que informou que não sabia nada sobre a novidade. Além disso, ressaltou que na agenda de Dilma não constava reunião com Cid na semana.

A reportagem ligou para a assessoria de imprensa da Casa Civil do Ceará, que responde pelo governador. Sem confirmar nem desconfirmar a informação, solicitou para que o contato fosse feito com um assessor específico, Marco Aurélio Cabral, pois ele estaria junto de Cid Gomes no interior do estado. O Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com o assessor por meio de ligações telefônicas, mas ele não atendeu as chamadas durante toda a tarde desta quarta-feira (17).



Ainda segundo o Correio Brasiliense, Cid desistiu de assumir um posto de consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington, nos Estados Unidos. Com o cargo preenchido no MEC, o petista Henrique Paim voltará a ser secretário executivo do ministério em questão.

Dilma teria o desejo antigo de levar o governador do Ceará para a Esplanada. O Programa Alfabetização na Idade Certa, do governo federal, foi inspirado em projeto semelhante implantado pelo Governo do Ceará durante a gestão de Cid.

Cotado

No dia 28 de outubro, o Tribuna do Ceará já havia noticiado que o governador do Ceará seria cotado para o MEC. Elementos tornaram factível essa especulação nos bastidores da política. Cid construiu um bom relacionamento com a presidente. A fidelidade ficou expressada há um ano, quando ele trocou de partido para viabilizar seu apoio à reeleição de Dilma. Junto com Cid, migraram do PSB para o Pros seus irmãos Ciro Gomes – ex-ministro de Lula – e Ivo Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de dezenas de aliados do poder no Ceará.

Com informações do portal Tribuna do Ceará 

Nenhum comentário: