ABAS

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) decidiu pela condenação de três dos envolvidos no caso dos "dólares na cueca"


O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) decidiu pela condenação de três dos envolvidos no caso dos "dólares na cueca", ocorrido em 2004. O ex-dirigente do Banco do Nordeste (BNB) Roberto Smith, o ex-chefe da presidência da instituição Kennedy Moura e o ex-assessor parlamentar José Adalberto Viera da Silva foram condenados por improbidade administrativa na operação do contrato de financiamento celebrado entre o banco e a Alusa/STN - Sistema de Transmissão do Nordeste no valor de R$ 300 milhões. Germano Arruda, Luis Ethewaldo e Victor Samuel da Ponte, também denunciados, foram absolvidos.
Smith ainda será obrigado a reparar o dano, no montante de mais de R$ 1,49 milhão. O ex-dirigente não quis se pronunciar sobre o assunto.
O esquema de propina e empréstimo irregular entre as duas empresas foi descoberto após Adalberto Vieira ser flagrado tentando embarcar de São Paulo para Fortaleza com mais de US$ 100 mil na cueca. Smith foi apontado como conivente e Moura teria obtido vantagem indevida em sua participação na transação. Os réus ainda podem recorrer da decisão.
O novo resultado contraria a decisão da Justiça Federal de 2012 que absolveu Moura.
Com informações do Jornal Diário do Nordeste

Nenhum comentário: