ABAS

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Procurador chora e compara hospital público brasileiro a campo de concentração nazista


Aconteceu em fevereiro de 2013. O Procurador da República, Davy Lincoln Rocha, realizou uma visita ao Hospital Regional Hans Dieter Schmidt de Joinville, Santa Catarina, e se emocionou muito com a situação de abandono, com pacientes internados aguardando em cadeiras por cirurgias, a uma distância de 50cm uma da outra e 30 doentes de ambos os sexos dividindo o mesmo banheiro. Ainda, pacientes tentavam dormir dividindo o mesmo espaço com dois doentes mentais que gritavam. Foi tudo tão gráfico e violento que o Procurador chorou e declarou aos prantos que a situação era de dar inveja aos campos de concentração nazistas.




O hospital foi comparado a um depósito de seres humanos, largados por 15 dias com infecções, pessoas amontoadas por dias e dias, remédios que não chegam, e tratamentos para câncer chegando muitos anos após a morte do paciente.


Leia mais: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-procurador-da-rep%C3%BAblica-compara-hospital-p%C3%BAblico-a-campos-de-concentra%C3%A7%C3%A3o-nazista#ixzz3ICxP8evw

Um comentário:

Blog do Chaddad disse...

Isto aconteceu em 2013. Será que hoje, ou seja, um ano após tudo foi resolvido. Duvido? Esta merda de "brasil", com os governos que tem e que sempre teve, nunca vai resolver nada de concreto para a população. Bandidos estes governantes.