ABAS

terça-feira, 30 de setembro de 2014

A charge abaixo faz parte do humor político, mas tem tudo a ver com a realidade...


Manifestantes marcam "beijaço" gay contra candidato a presidente


Após o candidato a deputado federal Tiririca (PR-SP) sair em defesa dos homossexuais, manifestantes da causa LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) organizam “beijaço” gay na avenida Paulista em resposta ao discurso homofóbico do candidato do PRTB à Presidência, Levy Fidelix. De acordo com a página do evento no Facebook, o grupo marcou encontro para hoje, às 17 horas, em frente ao vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na região central da capital paulista.

“Queremos fazer um ato que mostre que não aceitamos que esse tipo de discurso homofóbico do Levy possa ser dito com tanta naturalidade em rede nacional! É um absurdo que um presidenciável incite o ódio desse jeito, em um período em que todos os dias estamos vendo nas notícias a morte de gays, lésbicas, travestis e pessoas transexuais!”, diz o texto da página do evento, que já conta com mais de cinco mil participantes confirmados.

Durante o debate promovido pela TV Record na noite de domingo, 28, Levy Fidelix fez discurso no qual dizia que “aparelho excretor não reproduz” e associou a homossexualidade com pedofilia e afirmou que gays precisam de atendimento psicológico “bem longe daqui”.

Maioria
O candidato também atrelou a homossexualidade a casos de pedofilia na igreja e conclamou “a maioria” a “enfrentar essa minoria”. “Não tenha medo de dizer que sou pai, uma mãe, vovô, e o mais importante, é que esses que têm esses problemas realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente, bem longe mesmo porque aqui não dá”. (da Folhapress)
O POVO

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Dilma é cobrada por escândalos na Petrobras em debate da TV Record


O Globo
Ao ser o principal alvo de ataques durante o debate entre os candidatos à Presidência da República, realizado ontem pela TV Record, Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, fez questão de tentar rebater as críticas. Confrontada com denúncias de corrupção no seu governo, especialmente envolvendo a Petrobras, Dilma chegou a pedir três direitos de resposta em uma hora.
O candidato Aécio Neves, do PSDB, disse que não vê a presidente Dilma indignada com os escândalos que envolvem a Petrobras e políticos do PT, PMDB e PP, que ele classificou como “vergonhosos”. Pastor Everaldo, do PSC, e Levy Fidelix, do PRTB, também criticaram as denúncias durante suas falas.
Leia mais em Dilma é cobrada 

A importância do voto consciente


Nesta visão geralmente antipolítica da política a qual nos acostumamos (baseada na triste história brasileira, onde a política serviu muitas vezes para interesses mesquinhos de uma classe – aristocracia e oligarquia – que se achava melhor do que as demais), vivemos uma contradição. Assistimos a destruição da condição política como se não fossemos parte dela.
A cada campanha, o rosário de termos negativistas também se renova, embora certas palavras nunca percam sua importância (corrupção, fraudes, apadrinhamento político, aparelhamento do Estado, etc.) Por isso, muitos eleitores não acreditam ser possível mudar a história do País e insistem na ideia de que a corrupção é inerente à política brasileira.
Faço lembrar, entretanto, que, embora a proximidade com o pleito, cidadania é um exercício permanente e não basta cobrar os direitos de exercê-la, é preciso que seja construída a cada diaVotar é ir além da opção por um nome, é a opção por um projeto, por um País que queremos cada vez mais democrático, mais justo e para todos
Neste dia 5 de outubro teremos a chance de mais uma vez avançar e não retroceder, motivo pelo qual é fundamental que cada eleitor faça a sua opção de modo consciente e com seriedade. O Brasil é um País reconhecido pela sua ampla representatividade democrática. Mas nem sempre foi assim. Houve momentos de grandes restrições ao direito de participação popular no processo de escolha dos governantes: as mulheres não tinham direito de votar; o voto era definido pela renda (direito apenas dos ricos) e, ainda, controlado por coronéis (voto de cabresto). Hoje, todos têm direito ao voto.
Ou seja, utilizar esta ferramenta nos dias destinados à realização das eleições representa um dos raros momentos em que todos se igualam, pois não há diferença de raça, sexo, condição financeira, classe ou grupo social, já que existe igualdade de valor no voto dado por cada cidadão. Sempre acreditei no poder transformador das escolhas, da opção em buscar sempre dias melhores. O voto  está ligado diretamente a esta liberdade e pela busca da ética e da moral. Um ato contínuo de cidadania! Não votar, ou torná-lo nulo, transformaria em nulas minhas queixas futuras, ficando à margem das decisões que conduzem o meio que vivo e o crescimento de nosso País.
Portanto, procure conhecer os candidatos, debata com teus amigos e reflita. Neste dia 5, não te submetas ao desencanto, à inércia, participe ativamente. O exercício de cidadania não se resume apenas em ir às urnas e votar. Ele prolonga-se de forma indeterminada, alcançando a cobrança e o acompanhamento diários do trabalho do mandatário que assumiu o encargo de representação do interesse da sociedade.
Adeli Sell é Subsecretário do Parque Assis Brasil.
Fonte:http://refletindomuito.blogspot.com.br/

Candidatos distorcem função de senador para atrair votos


Postulantes reforçam o discurso de que senador e governador devem ser do mesmo projeto para atrair recursos ao Ceará...


Candidatos ao Senado e ao Governo Estadual vêm tentando convencer os eleitores da importância de votar em postulantes da mesma chapa. A justificativa é que a sintonia entre governador e senadores atrai mais investimentos para o Estado junto ao Governo Federal. Cientistas políticos apontam que o alinhamento político não é determinante para se cumprir um bom mandato e acrescentam que os pleiteantes têm distorcido a real função do senador para persuadir o eleitor a votar em dobradinhas.
No Ceará, a maioria dos gestores que comandaram o Estado estiveram alinhados ao discurso dos representantes no Senado. Nas eleições deste ano, Mauro Filho (PROS) concorre a senador na chapa do pleiteante ao Governo Camilo Santana (PT). Já Tasso Jereissati (PSDB) disputa cadeira no Senado aliado à candidatura de Eunício Oliveira (PMDB) ao Executivo cearense.
O cientista político Valmir Lopes, professor da Universidade federal do Ceará (UFC), explica que o primeiro governo de Tasso Jereissati, de 1987 a 1990, foi de diálogo tímido com os senadores como Cid Saboia de Carvalho e Virgílio Távora, porque o tucano inaugurou uma ruptura com uma política considerada conservadora. "Ele não teve tanta maleabilidade com a classe política. A ideia era fazer um governo para frente", destaca.
Os governos que sucederam o empresário, declara o especialista, começaram a fortalecer as bases de apoio e estreitaram a relação com deputados federais e senadores. Ciro Gomes, eleito em 1990 para governar o Estado, foi um dos responsáveis para a formação de aliados que dessem sustentação à gestão estadual. Em seguida, Tasso volta e fica à frente da gestão estadual por mais oito anos. Nesse retorno, o cenário que antes era de ruptura passa a ser de continuidade da administração.
Hegemonia
Aliado do Governo Federal, à época dirigido pelo correligionário Fernando Henrique Cardoso, Tasso não enfrentou dificuldades na articulação com os senadores Lúcio Alcântara, Sérgio Machado, Beni Veras e Luiz Pontes. "Havia uma hegemonia do Fernando Henrique Cardoso e os senadores eram alinhados ao Governo Federal, mais ou menos como se tem hoje, só que com outra ideologia", ressalta. "Nos anos 90, a hegemonia era da centro-direita. Hoje é da centro-esquerda", completa Lopes.
Na avaliação do cientista político, o Governo Lúcio Alcântara, de 2003 a 2006, já não teria tanto domínio da bancada de senadores. Apesar de filiado ao PSDB de Tasso, o governador se aproximou do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Arquirrival do PT, Tasso Jereissati exercia o mandato de senador ao lado de Patrícia Saboya e Luiz Pontes.
"No caso do Lúcio e do primeiro governo Cid Gomes, os senadores estavam mais preocupados em servir. Nessa posição, não conseguiram nada", opina Valmir Lopes, citando o caso da Refinaria, equipamento pleiteado para o Ceará desde o Governo Tasso Jer eissati, mas sem expectativa de quando será instalada de fato no Estado.
O pesquisador opina que o alinhamento entre governador, senador e presidente da República pode facilitar a conquista de grandes empreendimentos para o Estado, mas pondera que deve estar relacionado a fatores como a articulação das lideranças em nível nacional. Para o docente, os candidatos estão vendendo uma falsa ideia ao eleitor, minimizando a função de senador.
"Hoje se propaga a ideia de que o senador é alguém que fica pegando malas de dinheiro em Brasília e trazendo para o Ceará. Isso é bobagem", critica Valmir, comparando com a distorção sobre a competência de deputado federal. "A luta de um deputado é por criação de políticas, influir na política pública nacional para que seus eleitores sejam beneficiados e não ficar migalhando recursos por emendas orçamentárias ou coisas do tipo", diz.
"Quando estiveram em jogo interesses do Estado do Ceará, não houve em momento nenhum senadores que se colocaram contra. Então dizer que tem que ter um senador do lado do governador, de certa forma, é falácia", pontua.
O cientista político Filomeno Moraes, professor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), diz que divergências entre Executivo e Legislativo são secundárias quando o quesito é angariar investimentos para o Estado.
"As funções e competências de um senador estão muito mais vinculadas à ordem federativa do que, como as propagandas eleitorais recorrentes nas candidaturas querem fazer crer, à busca de recursos para o Estado. Não vejo como um senador, mesmo de oposição, lute para bloquear benefícios para seu Estado", argumenta.
O docente salienta que o compromisso dos legisladores com o mandato é mais importante do que o consenso. "O que é mais relevante é a qualidade dos senadores, se são pessoas mais envolvidas com as questões nacionais e com a ordem federativa ou se comportam como defensores ou obstaculizadores de interesses políticos paroquiais", justifica.
Lorena Alves
Repórter
DIÁRIO DO NORDESTE

domingo, 28 de setembro de 2014

O VOTO CERTO E CONSCIENTE É A SAÍDA VIAVÉL PARA MUDAR O PAÍS - Indecisos e infiéis são alvos de candidatos na reta final da campanha


Cleide Carvalho e Marco Grillo, O Globo
Estrategistas de campanhas e especialistas em análises de cenários eleitorais trabalham com um número decisivo nesta reta final de campanha: 28 milhões de votos. Segundo analistas ouvidos pelo GLOBO, este número representa o índice histórico de eleitores que iniciam a última semana de campanha antes da eleição sem ter definido em quem votar para presidente.
Eles constituem cerca de 20% dos 142.822.046 brasileiros aptos a ir às urnas no próximo domingo, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A última rodada de pesquisas, na semana passada, estimou que entre 7 milhões (Ibope) e 8,5 milhões (Datafolha) de eleitores não respondem ou dizem não saber em quem vão votar para presidente. Só em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, são 3 milhões de indecisos, segundo o Ibope, ou 10% do eleitorado no estado.

Realmente o medo de perder o poder é impressionante - Adversários estão 'tremendo de medo', diz Marina


Candidata Marina Silva, durante entrevista coletiva
em SP (Foto: Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo)



A candidata do PSB à Presidência da República, Marina SIlva, afirmou neste sábado (27), ao comentar a pesquisa Datafolha (*) divulgada nesta sexta (26), que seus principais adversários estão "tremendo de medo". Marina não teve agenda de campanha, mas concedeu entrevista à imprensa, em São Paulo (SP).

"Vocês acham que com dois minutos de TV, com as estruturas que nós temos, andando esse país inteiro de manhã, de tarde e de noite, chegar onde chegamos, vendo os dois maiores partidos e seus auxiliares tremendo de medo, vocês não acham que é para ficar feliz, para comemorar?", disse a candidata.



A pesquisa mostra que a candidata do PT, Dilma Rousseff, passou de 37% para 40% das intenções de voto; Marina Silva (PSB), de 30% para 27%; e Aécio (PSDB), de 17% para 18%.

Durante a entrevista neste sábado, a candidata afirmou que as pesquisas mostram sua campanha em "ascendência" e disse que tanto Dilma como Aécio sabem disso. "E nós sabemos quem é a candidatura descendente, que não disputa o primeiro lugar, disputa o segundo lugar, está disputando o segundo lugar há 12 anos", completou.

Indagada sobre se buscará apoio de Aécio Neves em eventual segundo turno contra a candidata do PT à reeleição, Marina Silva acrescentou que só discutirá o assunto após o primeiro turno. A ex-senadora afirmou também que quem deve estar preocupado é "aquele" que gostaria de disputar o segundo turno, mas está em terceiro lugar nas pesquisas.

"Quem tem que estar preocupado com pesquisa, sabe quem é? É aquele que gostaria de estar no segundo lugar e ir para o segundo turno e até agora não saiu do terceiro lugar e quem está no primeiro lugar, segundo as pesquisas, e gostaria de não ter segundo turno e sabe que vai ter segundo turno", disse a candidata do PSB.
saiba mais
Dilma defende investimento de bancos públicos no transporte urbano
Aécio vê resultado de pesquisa como 'arrancada' para o segundo turno
Na entrevista em São Paulo, Marina criticou a estratégia de seus principais adversários na corrida presidencial e afirmou que PT e PSDB estão juntos "na mesma artilharia" contra ela. A candidata do PSB disse ainda que a polarização entre os partidos foi quebrada pela sociedade brasileira.

"Eu nunca imaginei que eles [PT e PSDB] fossem se juntar. Eles gostam tanto da polarização e se acostumaram tanto a fazer o plebiscito, que, pela primeira vez na história desse país, o PT e o PSDB estão juntos na mesma artilharia nos combatendo, inconformados com o fato da sociedade brasileira, com base num programa, e um grupo de partidos que acreditam em um conjunto de ideias e de propostas, terem quebrado a polarização", concluiu.
G1

Já veremos o que as urnas irão nos dizer...Partidários de Eunicio e Camilo acreditam na vitória em primeiro turno


Segundo a expectativa de integrantes das campanhas de Eunício Oliveira (PMDB) e Camilo Santana (PT), os dois serão eleitos ao governo já em 5 de outubro. “Nossa certeza é que ganharemos no primeiro turno, com muito trabalho, sem soberba”, disse ontem o presidente estadual do PT, Francisco de Assis Diniz. É a mesma expectativa de Gaudêncio Lucena (PMDB), coordenador-geral da campanha de Eunício. “Nós não trabalhamos com a hipótese do segundo turno. Principalmente dentro das perspectivas atuais, que apontam nossa vitória em primeiro turno”.

Pesquisa Ibope divulgada na última quarta mostrou Eunício com 43% e Camilo com 38% das intenções de voto. Como a margem de erro da sondagem é de três pontos para mais ou para menos, os dois estão tecnicamente empatado. Cenário que tem gerado situações de potencial confronto entre partidários de um e de outro candidato

“Pesquisa na mesa”
Segundo Gaudêncio, vice-prefeito licenciado de Fortaleza, a campanha de Eunício reforçará sua presença em todo o Estado para manter a vantagem percentual sobre Camilo até o dia da votação. “Nesses últimos dias, chamaremos nossa militância para ter um pouco mais de empenho. Quem está atrás tem que correr para chegar mais próximo, e nós temos que correr para nos distanciar”.

Assim como Gaudêncio, Francisco de Assis Diniz, presidente estadual do PT e membro da coordenação da campanha de Camilo, evitou detalhar como os partidários do seu candidato vão agir nos próximos dias, por questão de estratégia. Disse apenas que haverá reforço em Fortaleza e na região metropolitana, seguindo números apurados em sondagens internas.

“Uma coisa é certa: não vamos estar olhando para a Lua, vamos olhar as pesquisas. Estamos reforçando o trabalho com olho clínico e com a pesquisa em cima da mesa”.
O POVO

sábado, 27 de setembro de 2014

TRABALHO ESCRAVO NO CEARÁ - CONDIÇÕES DEGRADANTES - Ação resgata 17


Uma operação do Grupo Especial de Fiscalização Móvel do Ministério do Trabalho, que combate o trabalho análogo ao escravo no Brasil, resultou no resgate de 17 trabalhadores, entre eles uma mulher, que eram submetidos a condições degradantes nas atividades de extração do pó da palha da carnaúba em duas fazendas no Interior do Ceará.
Todos os trabalhadores resgatados receberam verbas rescisórias que somadas contabilizaram mais de R$ 30 mil. Além disso, foram emitidos os autos de infração pelas irregularidades constatadas.
Os trabalhadores foram encontrados em péssimas condições de instalação. Em uma das fazendas, localizada no município de Viçosa do Ceará, o alojamento estava montado no alpendre de uma casa abandonada e na outra, situada em Granja, algumas pessoas dormiam ao relento, embaixo de árvores por falta de espaço.
Segundo o representante do Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT-CE), procurador Leandro Holanda, as propriedades rurais não possuem as mínimas condições de conforto e higiene necessárias. "Os trabalhadores resgatados receberão três parcelas de seguro desemprego especial em razão das condições a que estavam submetidos, independentemente do tempo em que estavam trabalhando nas propriedades", explicou.
O procurador do MPT-CE ressaltou que a carnaúba é um produto economicamente viável e de extrema importância na balança comercial no, sendo constantemente exportado para outros países, em especial, na Europa e que, por este motivo, a indústria estaria se favorecendo com a mão de obra barata.
A operação, realizada pelo MPT-CE em parceria com o Ministério Público Federal (MPF-CE) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), teve início no último dia 17 de setembro e terminou na última sexta-feira (26).
A ação fiscal é um desdobramento de operações realizadas no fim de 2013 que retiraram mais de 100 trabalhadores que se encontravam nas mesmas condições. "Vamos ampliar as investigações e discutir um desenvolvimento para essa atividade. Os arrendatários têm que disponibilizar instalações sanitárias e elétricas, alimentos e água, bem como regularizar o uso da mão de obra", esclareceu o procurador.
DIÁRIO DO NORDESTE

Especialistas discutem razões para desinteresse dos eleitores pela política


Nas últimas eleições presidenciais brasileiras, em 2010, a abstenção eleitoral cresceu pela primeira vez desde 1998. A taxa de 18,12% é inferior à média registrada nos últimos 16 anos (18,53%), mas quebrou a tendência de comparecimento eleitoral crescente que o Brasil vinha experimentando nas décadas anteriores.
Para especialistas, porém, esse número não é motivo de preocupação. Segundo Manoel Leonardo Santos, professor de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), uma abstenção de até 20% não chega a ser sinal de problemas em uma democracia.
— A política não interessa a todo mundo mesmo, não. Isso é natural. Mesmo em democracias altamente consolidadas a participação não é total — minimiza ele.
Santos acredita que o país passa por um momento de afastamento dos cidadãos em relação à política, o que teria culminado nas manifestações de rua de junho de 2013.
— Tivemos um evento incomum, onde um forte sentimento antipolítica foi repercutido. As pessoas reagem a isso. Acho que esse é um problema residual. A partir do momento em que o debate vá se aprofundando, as pessoas se envolvem mais — acredita o professor.
De acordo com Acir Almeida, técnico de planejamento e pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), essa tendência de distanciamento dos eleitores pôde ser registrada em diferentes países em tempos recentes.
— O engajamento das pessoas tem aparentado declínio mesmo nas democracias mais consolidadas. É um padrão internacional, mas ainda não há explicação consolidada para isso — observa.
(Agência Senado)

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

DIGO E REPITO QUE ENQUANTO A BANDIDAGEM DO COLARINHO BRANCO TIVER IMPUNE OS DEMAIS NÃO SERÃO CONTIDOS - Grupo explode duas agências bancárias interior cearense


Um grupo formado por cerca de oito homens invadiu e explodiu, na madrugada desta quinta-feira, 25, duas agências localizadas no distrito de Lagoa do Mato, em Itatira, 216,8 km de Fortaleza. Criminosos levaram o dinheiro do Brasdesco, mas não conseguiram levar nenhuma quantia do Banco do Brasil, conforme o Comando de Policiamento do Interior (CPI).

Segundo sargento identificado apenas como Germano, a ação foi registrada por volta das 00h20min. O bando fugiu em três carros e uma motocicleta e não foram identificados. Durante a fuga, houve troca de tiros com a Polícia Militar do município, mas ninguém ficou ferido.

O Comando Tático Rural (Cotar) realiza buscas na região. O comandante do CPI Norte, coronel Júlio Abreu, explica que os danos estão sendo apurados.


Ataques a banco
Com o ataque em Itatira, sobre para 49 o número de ataques a bancos registrados no Ceará, conforme levantamento do O POVO com base nos dados do Sindicato dos Bancários do Ceará. A última ação, no dia 18 de setembro, foi no município de São Gonçalo do Amarante, quando uma dupla armada invadiu uma agência do Banco do Brasil e rendeu gerente e clientes.
No último dia 12 de setembro, um grupo armado conseguiu explodir um banco no município de Quiterianópolis. Eles ainda tentaram explodir outro caixa, do Bradesco, mas não conseguiram.
Redação O Povo Online

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Parabéns aos novos 84 promotores de Justiça de Entrância Inicial, os quais foram aprovados no último concurso e devidamente empossados na noite dessa terça-feira (23). Municípios como é o caso de Capistrano, minha terra, que encontra-se sem um promotor titular já faz um certo tempo, deverá receber um dos novos membros do MP-CE. Aos mais novos indegrantes de uma instituição tão honrada como é o caso do MP, muito sucessor e persistência na caminha, pois serão grandes os desafios, sobretudo no campo do combate a corrupção.


Tema da campanha presidencial de Heloísa Helena é usado para tentar reeleger Dilma - "Coração valente" era codinome utilizado por Heloísa Helena em corrida presidencial de 2006, após escândalo do mensalão


O marketing político da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff levou ao ar em seu primeiro guia eleitoral um símbolo da campanha presidencial da então senadora alagoana Heloísa Helena (PSOL), quando ela concorreu contra a reeleição de Lula, em 2006. No programa exibido nesta terça-feira (19), a imagem de Dilma é ligada à expressão “coração valente”, utilizada pela vereadora de Maceió e atual candidata a senadora, há oito anos.
A ideia de chamar Dilma de “coração valente” foi do marqueteiro João Santana, recordista mundial em eleições de presidentes. Ele elegeu seis, desde a reeleição de Lula, em 2006, passando por Mauricio Funes (El Salvador, 2009), Dilma Rousseff (2010), Danilo Medina (República Dominicana, 2012), José Eduardo dos Santos (Angola, 2012) até Hugo Chavez/Nicolás Maduro (Venezuela, 2012).
Um jingle foi a forma encontrada pelo marqueteiro para incutir no inconsciente do eleitor o perfil combativo de Dilma, resgatado de seus embates do passado contra a Ditatura no Brasil. Apesar disso, a canção em ritmo de xote não cita os anos de chumbo. Fala de sua última experiência na vida pública e dos motivos para o povo querer sua reeleição, fazendo referências às insatisfações populares já medidas pelas pesquisas de opinião com relação ao governo.
“Mulher de mãos limpas... Tô com você! Mulher de mãos livres... Tô com você! Mulher de mãos firmes... Vamos viver uma nova esperança, com muito mais futuro e muito mais mudança. Dilma, coração valente, força brasileira, garra desta gente! Dilma, coração valente, nada me segura, para seguir em frente! O que tá bom, vai continuar. O que não tá, a gente vai melhorar. Coração valente!”, diz o trecho final do jingle de Dilma.

Valentia contra o mensalão
A expressão coração valente fez parte do material de campanha de Heloísa Helena, quando a então senadora se rebelou contra o PT de Lula e contra os escândalos do mensalão. E também resultou em canção feita pelo compositor Vital Farias especialmente para homenagear a vereadora alagoana que concorre ao Senado nestas eleições, pelo partido fundado por dissidentes petistas.
“Coração valente, ciranda do amor, és água corrente, beija um beija-flor. Vejo um sol nascente de alegria e paz. Coração valente, um Brasil nascente, quero muito mais”, diz a canção composta para Heloísa.
Con informações do Portal cadaminuto.com.br

A SAÚDE PÚBLICA DE MAL A PIOR - Cidadão indignado usa facão para exigir atendimento em UPA


Um homem que aguardava atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião se revoltou pela demora para ser atendido. No último domingo (21) o paciente  ameaçou os funcionários da equipe de segurança do hospital público com um facão. O registro foi feito pelo celular de outro paciente que aguardava por atendimento na unidade de saúde. 

Assustados com a situação alguns dos pacientes que estavam na recepção deixaram o local com medo do homem que a todo tempo batia com o facão no balcão do hospital. Segundo a Secreta de Saúde, o homem chegou a UPA por volta das 17h30 do domingo. O paciente preencheu a ficha de atendimento onde constava que o mesmo estava com um corte classificado na cor verde, ou seja, de menor prioridade. 

De acordo com a Secretaria, o homem se irritou após esperar por dez minutos após o registro no balcão do hospital. Não houve nenhuma tentativa de conter o enfurecido por parte dos seguranças e após o ataque de fúria, o homem saiu do local. Um boletim de ocorrência (BO) foi registrado e a Polícia Civil irá investigar o caso.

Com informações do Portal Brasil Notícia

Prepare o bolso para pagar a energia mais cara em 2015

enrgiacvara
Os custos da energia no mercado de curto prazo (spot) continuarão altos não somente neste resto de 2014, como também em 2015. Quem informa é o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Isso, por causa dos baixíssimos níveis dos reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste e Nordeste, responsáveis por 70% e 15%, respectivamente, por toda geração de energia.
Os preços no mercado spot permanecem altos, mas cairão, ressalte-se. Dos 741 reais o megawatt-hora médio (MWhmed) em outubro, de acordo com a previsão do ONS, para 253 reais em setembro de 2015. O problema é que esse ainda é um preço alto: o triplo do que é pago no mercado de longo prazo.
Isso significa que o rombo das distribuidoras de energia permanecerá intocado no ano que vem. Para os consumidores, restará arcar com estes custos, independentemente de quem for eleito no dia 26 de outubro.
(Coluna Radar, da Veja Online e Blog do Eliomar)

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Institutos denunciam existência de pesquisas forjadas no Ceará


Pesquisas falsas de intenção de votos estão sendo divulgadas no interior do Estado e até na Câmara Municipal de Fortaleza. Os institutos aos quais são atribuídos os resultados condenam a prática. A Justiça Eleitoral adverte que os verdadeiros autores pode


"Os fins não justificam os meios". A conhecida frase cunhada em princípios éticos parece esquecida quando a cadeira de prefeito, uma vaga no Legislativo ou qualquer outro cargo político estão em jogo. Exemplo disso são as pesquisas de intenção de voto fraudulentas que circulam pelo Estado. Em Chorozinho e Guaraciaba do Norte - municípios situados a 60 km e 320 km de Fortaleza, respectivamente -, foram divulgadas pesquisas forjadas, mas atribuídas ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). Na cidade de Varjota, a 297 km da capital, a prática também foi denunciada. Até a Câmara Municipal de Fortaleza vem servindo de espaço para a distribuição de pesquisas com conteúdo duvidoso.

Para esclarecer a situação, o Ibope enviou na última terça-feira nota à imprensa afirmando que ainda não realizou nenhuma pesquisa em Chorozinho e Guaraciaba do Norte. De acordo com a assessoria do instituto, os resultados de todas as pesquisas realizadas "são entregues aos clientes em formato PDF e os percentuais de intenção de voto não contêm casas decimais". A veracidade de cada pesquisa pode ser conferida na Justiça Eleitoral e no site do instituto.

No caso de Varjota, a pesquisa falsa divulgada através de panfletos traz a logomarca da empresa Ceará Pesquisa de Campo. Segundo o gerente Felipe Merabeau Pereira, é a 1ª vez que a empresa é vítima de uma ação como essa. Ele conta que a falsa pesquisa teria sido realizada entre os dias 1º e 3 de setembro e ouvido 400 moradores. "Umas 50 pessoas me ligaram para falar sobre essa pesquisa maluca", relata Felipe, informando ainda que a empresa, este ano, só está trabalhando com pesquisas políticas qualitativas, e não quantitativas, como a que circula em Varjota, e que já protocolou denúncia no cartório eleitoral de Reriutaba, zona que inclui o município de Varjota.

Vereadores da Capital

Pesquisas falsas também andam tomando a atenção dos vereadores de Fortaleza que tentam se reeleger. Há duas semanas apareceram duas delas: uma seria atribuída ao instituto Datafolha e a outra ao Vox Populi. A 1ª, sem número de registro, trazia lista dos 50 candidatos mais citados por 2.516 supostos entrevistados em 89 bairros da cidade. Já a 2ª teria sido realizada nos terminais de ônibus entre os dias 24 e 26 de agosto, e ouvido 1.480 pessoas. A relação do Vox Populi continha os 82 candidatos melhores colocados e usava o número de registro de uma pesquisa de intenção de votos feita apenas para prefeito.

Apesar de a maioria dos vereadores fazerem questão de dar uma olhada nas pesquisas, todos afirmam não ser possível confiar nelas, devido à pulverização dos votos em cada bairro. Eles atribuem estas pesquisas a candidatos que querem tirar vantagem. Os dois institutos prometeram tomar providências para tornar públicas as fraudes.

FRAUDES IDENTIFICADAS

Chorozinho e Guaraciaba do Norte: pesquisas falsas utilizam o nome do Ibope
Varjota: pesquisa forjada utilizou o nome da empresa Ceará Pesquisa de Campo
Fortaleza: as pesquisas falsas para as eleições proporcionais utilizaram os nomes dos institutos Datafolha e Vox Populi


Consulta falsa leva à prisão


O coordenador do Centro de Apoio do Ministério Público Eleitoral, Emmanuel Roberto Girão, afirma que a realização de pesquisa fraudulenta é considerada crime eleitoral e pode levar à condenação de seis meses a um ano de prisão, além de multa no valor de 50 mil a 100 mil Ufirs - que equivale hoje a aproximadamente R$ 106 mil reais.


No caso de enquetes que são divulgadas sem o esclarecimento de que não se tratam de pesquisas, o coordenador expõe que também há previsão de multa, no mesmo valor dos casos de pesquisas falsas, mas o autor não vai preso. "A enquete não é realizada de forma científica, não trabalha com amostragens", explica. Para as pesquisas que são distribuídas sem o número de registro, também há a aplicação de multa no mesmo valor das duas situações anteriores.
Com informações do Portal Vermelho

A desconfiança atrelada a indefinição da população é sinônimo de uma democracia representativa completamente falida.

Reprodução Capa do jornal O Povo

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Após ocupação de secretaria, servidores municipais pedem prisão do prefeito








Após um dia de protestos e uma ocupação do prédio, os servidores municipais saíram da sede da Secretaria de Planejamento Orçamento e Gestão - Sepog (Av. Desembargador Moreira, esquina com a Av. Pontes Vieira, nº 2875 - Dionísio Torres), por volta das 15h da quinta-feira (18/09/14).
A manifestação teve início às 9h, com um ato de protesto para garantir implantação de isonomia salarial para 603 funcionários integrantes do processo nº 28329. Às 10h30, os manifestantes foram recebidos pelo secretário Philipe Nottingham, ouvindo deste que a PMF não pretende implantar o direito em 2014 e que ainda irá tentar novos recursos para reverter a decisão que beneficia os servidores, mesmo a ação já estando com trânsito em julgado e não havendo nenhuma decisão judicial para reverter a determinação do juiz para implantação da isonomia.
A posição do representante do governo municipal provocou a revolta dos manifestantes, que a consideraram uma afronta aos trabalhadores e à própria Justiça. Os servidores decidiram então ocupar o 2º andar da sede da Sepog e permaneceram no prédio até que a PMF apresentasse uma data para reunião com uma proposta concreta para o cumprimento da decisão judicial que determina a implantação da isonomia. A ocupação foi mantida mesmo diante da presença de guardas municipais e viaturas da GMF no local, com o objetivo de intimidar os manifestantes.
Por volta das 15h, os servidores foram novamente chamados para o gabinete do titular da Sepog, obtendo dele o compromisso de que apresentará até a próxima 4ª feira, dia 24/09, uma proposta para implantação da isonomia, a ser elaborada em reunião do Cogefor (Comitê Municipal de Gestão por Resultados). Com esse compromisso, os servidores realizaram a desocupação do prédio e decidiram retornar no dia 24/09 para ouvir a proposta da PMF.
Os servidores também decidiram uma ida até o Fórum Clóvis Beviláqua no dia 23/09 para cobrar da Justiça ação enérgica para obrigar a Prefeitura de Fortaleza a implantar as isonomias salariais. Os funcionários sairão da Praça da Bandeira (Rua Gal. Sampaio, ao lado da Faculdade de Direito da UFC), às 13h30, rumo ao Fórum.

Prisão, bloqueio de contas e execução de multa

Outro encaminhamento feito pelos servidores foi pedir na Justiça a prisão do prefeito Roberto Cláudio (Pros) e o bloqueio das contas da Prefeitura por descumprimento de decisão judicial e por crime de desobidiência. Além disso, foi pedida a execução da multa já arbitrada pela justiça desde o dia 04 de agosto, no valor de R$ 500,00 por cada servidor integrante do processo. Como 547 servidores pediram esta execução, a multa acumulada ultrapassa os R$ 12,4 milhões. Os atos do Executivo, além de prejudicar os servidores, representam ônus para o município.


O que é o processo de isonomia

O Sindifort conquistou na Justiça decisão transitada em julgado em processo de isonomia salarial que beneficia 603 servidores (antigo processo nº 28329, da 3ª Vara da Fazenda Pública). Desde então, além de não cumprir a decisão judicial, a PMF vem protelando a implantação através de recursos sem fundamento jurídico.
Recentemente a Prefeitura ingressou com uma Reclamação Constitucional para o STF contra a decisão do STJ que cassou liminar que suspendia a implantação da isonomia para os servidores beneficiários do processo do Sindifort. Mas a ação foi negada pelo Ministro Luiz Fux, relator da Reclamação do Município, por entender que não cabe a utilização da via da Reclamação Constitucional em substituição a Ação Rescisória. Ou seja, como a decisão que o Município reclama (decisão do Superior Tribunal de Justiça) transitou em julgado em março de 2014 não se pode utilizar da Ação Reclamatória para rescindir a decisão.
Com informações do Sindfort

Quero morar no país da propaganda do PT












Rio de Janeiro, cidade pontilhada de favelas - Foto: Gabriel de Paiva / O Globo
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados que mostram tudo o que o governo preferia que não fosse mostrado.
Pelo terceiro ano consecutivo, o indicador que mede a desigualdade de renda não registrou melhora importante. Pelo contrário.
O baixo crescimento econômico do país durante o governo Dilma é responsável por isso. Bem como a queda na oferta de empregos. Os mais pobres, naturalmente, foram os mais prejudicados.
A concentração de renda aumentou entre 2006 e 2012, segundo estudo inédito do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) ao qual a revista VEJA teve acesso.
Os 5% mais ricos do país detinham, em 2006, 40% da renda nacional. Em 2012, 44%. O 1% mais rico era dono de 9% da renda nacional em 2006. Em 2012, 11%.
Sabe de uma coisa? Eu gostaria de morar no país da propaganda do PT.

por Ricardo Noblat

A nação brasileira precisa se libertar das politicagens assistencialistas e deixar de ser um povo de mortalha...


quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Rendimento mensal do trabalhador cearense é o menor do Brasil, aponta IBGE



O rendimento mensal real dos trabalhadores no Ceará é de R$ 1.019, menor média do Brasil, conforme dados levantados no ano de 2013 pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira, 18. 

Em primeiro lugar, está o Distrito Federal, com rendimento de R$ 3.114,00, e em seguida vem São Paulo, onde a média de rendimento dos trabalhadores é de R$ 2.083,00. O rendimento médio mensal real é referente a todos os trabalhos das pessoas de 15 anos ou mais ocupadas no ano de 2013. Junto com o Ceará, com as piores médias de rendimento mensal real estão os estados do Piauí, com R$ 1.037,00, e Alagoas, com R$ 1.052,00. 

Esses três estados apresentaram rendimento mensal inferior ao de todos os trabalhos em 2013, que foi estimado em R$ 1 681,00, valor 5,7% superior à média do rendimento apurado em 2012 (R$ 1 590,00). Além disso, o rendimento do Ceará ficou abaixo do da região Nordeste (média de R$ 1.148).



Segundo o IBGE, a maioria das Unidades da Federação apresentou acréscimo nos rendimentos de todos os trabalhos de 2012 para 2013, com destaque para as variações percentuais de 12,8% no Amazonas (de R$ 1.290,00 para R$ 1 455,00); de 11,4% no Rio Grande do Sul (de R$ 1.647,00 para R$ 1 835,00); e de 10,3% na Bahia (de R$ 1 113,00 para R$ 1.228,00). Houve redução do rendimento médio mensal real de todos os trabalhos no Acre (de R$ 1.342,00 para R$ 1.302,00), Amapá (de R$ 1.632,00 para R$ 1 616,00) e Espírito Santo (de R$ 1 77,00 para R$ 1.557,00), que ainda assim ficaram na frente do rendimento do trabalhador cearense. 

Regiões
De 2012 para 2013, todas as Grandes Regiões apresentaram crescimento do rendimento médio mensal real de todos os trabalhos, mas a região Sul foi a que apresentou o maior incremento, com 8,1% (de R$ 1.731 para R$ 1.872), seguida da região Centro-Oeste, com o maior valor médio (de R$ 1.906 para R$ 1.992). 

A região Nordeste mostrou um crescimento de 5,7%, mas possui o menor rendimento médio (de R$ 1.086 para R$ 1.148). A região que mostrou maior desigualdade no rendimento de todas as fontes foi a Centro-Oeste (0,519), onde também foi observada a maior média desse rendimento (R$ 1.911).

Homens recebem mais 
A distância entre rendimento médio de homens e mulheres diminuiu, conforme o levantamento do IBGE, que aponta que a proporção do rendimento de trabalho das mulheres em relação ao rendimento dos homens passou de 72,8%, em 2012, para 73,7%, em 2013.  No entanto, a média de 2013 ainda favorável  aos homens, que receberam R$ 1.890, quase R$ 500 a mais que as mulheres, que receberam R$ 1.392.

Pela análise da proporção de pessoas que receberam até um salário mínimo em 2013 é observado 21,1% dos homens ocupados contra 29,8% das mulheres ocupadas. Com isso, havia proporcionalmente mais mulheres ocupadas e sem rendimento ou recebendo somente em benefícios (8,5%) do que homens (4,7%). 
O POVO

"Não vamos desistir do Brasil, e vamos juntos com Marina..."


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

A argumentação de Marina Silva é forte. Mentiras e terrorismos eleitoreiros passarão, mas a verdade prevalecerá.


CENSURA NUNCA MAIS - Supremo Tribunal Federal libera circulação da Revista IstoÉ que vincula Cid Gomes ao escândalo da Petrobras


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta quarta-feira, 17, a circulação de exemplares darevista IstoÉ que incluem supostoenvolvimento de Cid Gomes (Pros) no escândalo da Petrobras. Em sua decisão, o ministro considerou como “censura prévia” decisão da juíza Maria Marleide Maciel que proibia veiculação da publicação.

“A decisão reclamada impôs censura prévia a uma publicação jornalística em situação que não admite esse tipo de providência. Ao contrário, todos os parâmetros acima apontam no sentido de que a solução adequada é permitir a divulgação da notícia, podendo o interessado valer-se de mecanismos de reparação a posteriori (posterior à publicação)”, disse o ministro no despacho.

No último domingo, a juíza decidiu impedir a circulação da revista, chegando a cobrar o recolhimento do material e prevendo multa de R$ 5 milhões no caso de descumprimento da decisão. A ordem seguia ação dos advogados de Cid Gomes (Pros), que acusavam a revista de “calúnia, difamação e dano moral”.
Delação premiada
Desde o último fim de semana, já circulava informação de que o governador teria sido citado pelo ex-diretor da Petrobras entre supostos envolvidos no pagamento de propinas pela estatal. A acusação inclui depoimento de delação premiada do ex-gestor, onde ele lista supostos beneficiados por pagamento de propinas na estatal - entre eles o governador do Ceará. Cid nega a questão e se diz vítima de “armação clara” por seus adversários políticos.
Em sua decisão, o ministro não descarta irregularidades no vazamento da delação premiada de Paulo Roberto Costa. Ele afirma, no entanto, que isto não poderia ser base para proibir a veiculação do conteúdo.
Em entrevista ao O POVO na noite desta terça-feira, o candidato do PMDB ao governo, Eunício Oliveira, negou qualquer relação com a matéria. "Eu desafio que alguém possa imaginar que eu seja acionista de qualquer revista ou de qualquer jornal do Brasil", disse.
A reportagem tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do governo do Estado, mas não obteve resposta até este momento.

O POVO

SE ESSA ONDA CHEGASSE AO BRASIL MUITO PARLAMENTAR IRIA SER JOGADO NO LIXÃO - FÚRIA DE MANIFESTANTES - Deputado ucraniano é jogado em lixeira

Manifestantes acusaram Zhuravsky de não apoiar leis contra a tensão no leste ucraniano
FOTO: REPRODUÇÃO DE VÍDEO

Dezenas de manifestantes enfurecidos próximos ao Parlamento ucraniano cercaram um deputado da oposição ontem e o jogaram dentro de uma lata de lixo, acusando-o de não apoiar leis que dariam um fim à turbulência no país.
O incidente ocorreu com Vitaly Zhuravsky, um ex-membro do partido do presidente deposto Viktor Yanukovich. Não ficou claro o que teria feito o político atrair a ira dos manifestantes, mas o episódio ocorreu antes de uma sessão em que os parlamentares aprovaram um acordo com a União Europeia e apoiaram leis que dão status especial a regiões controladas por rebeldes.
DIÁRIO DO NORDESTE

A CORRUPÇÃO É A MAIOR E PIOR DOENÇA DESTE PAÍS - Em cinco anos, SUS sofre desvios de mais de R$ 500 milhões


Cerca de R$ 502 milhões de recursos públicos do SUS (Sistema Único de Saúde) foram aplicados irregularmente por prefeituras, governos e instituições públicas e particulares em um período de cinco anos, segundo denunciou do jornal Folha de S. Paulo em 2013. Em um dos casos destacados, em um único dia, um paciente "conseguiu ser atendido" 201 vezes em uma clínica de Água Branca, no Piauí, com o valor de todas essas consultas cobradas pelo sistema. O mesmo local cobrou, ainda, tratamento em nome de mortos.

Além dos desvios na aplicação de recursos, há casos de equipamentos doados e não encontrados, cobranças indevidas, problemas em licitação e prestação de contas, suspeitas de fraudes e favorecimentos. Com o valor desviado, por exemplo, poderiam ser construídas 227 novas UPAs (unidades de pronto atendimento) ou, ainda, 1.228 novas UBS (unidades básicas de saúde). Das 1.339 auditorias analisadas pela Folha, 113 têm o ressarcimento calculado em mais de R$ 1 milhão cada. Para o Ministério da Saúde, a soma das irregularidades das auditorias pode ser ainda maior, devido a novos relatórios complementares dos últimos meses.

Com informações do Portal Terra

Prefeito, secretário e outras oito pessoas são presas acusadas de integrar grupo de extermínio


Dez pessoas foram presas, entre elas o prefeito de Igarapé-Miri, Ailson Santa Maria do Amaral; o secretário de obras, Ruzol Gonçalves; e seus dois filhos, Renato e Rafael Gonçalves, no município do nordeste paraense, nesta terça-feira (16). Os presos são acusados de fazer parte de um grupo de extermínio, além de crimes contra a administração pública (fraudes em licitações e outros).
As prisões são resultado de uma operação conjunta entre o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e Polícia Civil (PC), com objetivo de cumprir 12 mandados de prisão. 
As equipes também cumpriram mandado de busca e apreensão em quatro empresas e na prefeitura de Igarapé-Miri.

Segundo o Ministério Público dois procedimentos correm em paralelo: um de homicídio e grupo de extermínio e outro de crimes contra a administração pública.
O procurador de Justiça Nelson Medrado e os promotores de Justiça Milton Meneses, Wilson Brandão e Harrison Bezerra e; os delegados são Marcos Miléo e Silvio Maués, coordenam a ação que ainda está em andamento na cidade.