ABAS

sábado, 21 de junho de 2014

UMA ÚNICA VAGA E MUITA BRIGA - PCdoB e PT estão disputando vaga do Ceará no Senado


O clima de tensão entre membros do PT e PCdoB cearenses ficou visível, ontem, durante pronunciamento do deputado Lula Morais (PCdoB) na tribuna da Assembleia Legislativa. O parlamentar chegou a insinuar que o nome de Inácio Arruda (PCdoB) para o Senado Federal é, praticamente, unanimidade, enquanto que o do postulante petista, José Nobre Guimarães, tem gerado receio por parte de parlamentares e líderes políticos.
Conforme informou, existe uma vontade do PCdoB de indicar o senador Inácio Arruda para a reeleição, e o PT com o deputado federal José Nobre Guimarães. Ele disse que não há dúvida de que a indicação do PCdoB é aquela que trará benefícios positivos para a chapa majoritária que poderá ser constituída.
"O que desejamos é colaborar, ajudar. No sentido de que nenhum obstáculo, nenhuma dificuldade ela possa causar para a chapa majoritária. Nesse sentido, a conduta, a história e o trabalho que o senador Inácio Arruda fez não vão atrapalhar ou dificultar em nada uma campanha que iremos fazer para reeleger a presidenta Dilma Rousseff e eleger um comando político que possa dar continuidade ao projeto que vem se desenvolvendo para nosso Estado", alegou Lula Morais.
O parlamentar disse ainda que todos os líderes partidários e parlamentares concordam que Inácio Arruda não atrapalha ou coloca em dificuldade o processo de convencimento do eleitor, no sentido de que a chapa representa o lado positivo no processo político do Ceará. Conforme ressaltou, o impasse na escolha do nome do senador é um dos principais problemas para que Cid Gomes faça a indicação e constitua logo a chapa para concorrer as eleições desse ano.
A líder do PT, deputada Rachel Marques, disse que o PT permanece com a ideia de manter o nome de Guimarães para o Senado, afirmando que não houve nenhum posicionamento formal de restrição a ele. "Aqui não é o local apropriado para fazer esse questionamento, pois temos os locais de diálogo e entendimento, e até o momento nenhuma restrição foi feita", disse.
DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário: