ABAS

quinta-feira, 19 de junho de 2014

EIS UMA AL-CE CAPENGA - Por falta de deputados, 2 mil cirurgias ficam prejudicadas


Mais de 2 mil cirurgias eletivas no Estado não serão realizadas de imediato por conta da falta de compromisso de alguns deputados da Assembleia Legislativa. Na sessão ordinária desta quarta-feira, três mensagens do Governo do Estado tratando do tema necessitavam da aprovação dos parlamentares cearenses, mas as mesmas não foram votadas pela falta de alguns que não foram trabalhar.
A plenária de hoje, assim como muitas nos últimos meses, têm sido totalmente esvaziada, onde poucos são os que falam e fazem uso da tribuna do Plenário 13 de Maio. O Poder Executivo estimava transferir R$ 6,5 milhões para a Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, Hospital Cura D’ars e Hospital Geral de Fortaleza (HGF), visando atender a 2.150 cirurgias que estão na fila de espera em todo o Estado, o que não aconteceu devido a ausência dos deputados.
No momento da votação somente os seguintes deputados estavam presentes: Fernanda Pessoa (PR), Eliane Novais (PSB), Heitor Férrer (PDT), Lula Morais (PCdoB), Mirian Sobreira (PROS), Roberto Mesquita (PV), Thiago Campelo (SD), Tomaz Holanda (PPS), Tin Gomes (PHS), Sineval Roque, Manoel Duca (PROS), Bethrose (PRP), Sergio Aguiar (PROS) e Ely Aguiar (PSDC). No entanto, para iniciar a discussão das votações seria necessário, pelo menos, 24 presentes, o que não aconteceu. As matérias voltam para a pauta na próxima semana.
DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário: