ABAS

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Rolezinho se expande pelo País com caráter de protesto



Após a repressão policial ao rolezinho ocorrido no Shopping Itaquera, zona leste de São Paulo, uma série de encontros foram marcados pelo País. Diferente dos encontros iniciais, em que adolescentes se reuniam para paquerar ouvir música, a maior parte dos novos rolezinhos possui caráter contestatório.

Os empresários alegam que os centros comerciais são locais impróprios para abrigar estes encontros, que segundo eles, também atraem interessados em cometer crimes. A tentativa de evitar a realização do evento seria uma forma de garantir a tranquilidade de frequentadores e funcionários. A medida no entanto, é vista como segregação do público de classes populares. É o que anuncia a página do rolezinho no JK Iguatemi, que se propõe a “denunciar shopping, polícia, Justiça e Estado racistas”.

Com informações do Portal IG


Nenhum comentário: