ABAS

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Cid Gomes e o Roberto Cláudio – Sem Aplausos e Nem Vaias


A festa de final de ano no aterro da praia de Iracema, não teve a clássica interrupção das atrações artísticas, para a fala do governador Cid Gomes (PROS) e do prefeito Roberto Claudio (PROS). Os fortalezenses não tiveram o discurso de final de ano das suas duas principais lideranças na área da administração pública.

O chefe do executivo do Governo estadual, o engenheiro Cid Gomes, já havia passado por um final de semana, nada, fácil nas redes sociais. Cid Gomes foi tema dos principais jornais e suas homepages, em função, da crise de abastecimento d’agua na cidade de Itapipoca no interior do Ceará. A maioria das matérias jornalísticas foram críticas em relação a obra da Adutora e da tentativa do governador de ajuda ao corpo técnico da Cagece

O chefe do executivo da Prefeitura de Fortaleza, o médico Roberto Cláudio, não teve uma imagem positiva na mídia  na última quinzena do mês de dezembro, após a pesquisa de opinião pública do Ibope – CNI, com uma avaliação negativa do primeiro ano do seu mandato. O número de consultados foi muito pequeno para uma metrópole como Fortaleza, com algo em torno de 204 entrevistados.

Os principais noticiários dos meios de comunicação cearense apresentaram matérias de conteúdo critico a atual gestão municipal tendo a pesquisa do Ibope – CNI, como um consenso na opinião pública, pois não houve reação a altura do Paço Municipal de Fortaleza, nas mídias tradicionais (Jornal, Rádio, Televisão) e, nas redes sociais (Facebook e Twitter), apresentando  sua versão do primeiro ano de mandato do prefeito Roberto Cláudio (PROS).

O núcleo político do governador Cid Gomes e do prefeito Roberto Cláudio não repetiram o ritual do final de ano novo de 2012, quando subiram ao palco do Aterro da Praia de Iracema, para desejarem boas festas aos cidadãos da cidade de Fortaleza, naquele momento, somente tivemos aplausos, para essas duas lideranças. O medo de uma reação diferente em relação à última festa, com certeza acendeu luz amarela nas equipes da área de comunicação das duas gestões públicas. Cid Gomes não quis arriscar e talvez entrar, o ano de 2014, com uma imagem negativa, que seria ampliada nas redes sociais, em função de várias matérias na imprensa local e nacional.

Por Luiz Ferreira Barbosa - Sociólogo, Consultor Político e Analista Político

Nenhum comentário: