ABAS

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Papa Francisco: um militante do Evangelho na tentativa de reconstruir a Igreja

O papa Francisco (de branco) recebe os sem-tetos

Por Alexandre Távora
                 
          Eis que surge na milenar história da Igreja Católica um argentino de nome Jorge Mario Bergoglio que na sua trajetória de missionário do Evangelho marcou sua atuação pastoral pautada na preferência pelos menos favorecidos. Sua chegada ao papado na condição de Papa Francisco representa uma nova esperança para aqueles que acreditam em uma Igreja verdadeiramente comprometida com a libertação de homens e mulheres que vivem sobre as correntes da opressão e anseiam por uma Igreja que pregue o Evangelho mas também viva-o.
               Papa Francisco pode até não conseguir mudar literalmente os rumos da Igreja, mas dará uma grande guinada neste sentido. A Igreja é norteada por uma imensidão de históricas contradições mas o Deus Todo- Poderoso através do seu servo Papa Francisco e de outros tantos haverão de buscar uma Igreja tocada profundamente em lutar por um mundo de justiça social e de paz.

                
                Ao comemorar a celebração dos seus 77 anos de vida, Papa Francisco surpreendeu mais uma vez o mundo ao convidar quatro moradores de rua, um deles com seu cachorro festejando assim, com os excluídos desta sociedade desumana. Os referidos homens são sem-teto que moram próximo aos muros do Vaticano. É evidente que tal iniciativa do Papa Francisco não deve ser interpretada como uma demagogia gratuita, mas um gesto autêntico no sentido de demonstrar um amor fraternal incondicional por aqueles que vivem à margem da sociedade. Que o exemplo do Papa Francisco arraste os milhões de católicos, cristãos e não cristãos à prática que constantemente o Evangelho está a nos desafiar. Que padres, bispos, arcebispos saiam de seus palácios e claustros e abracem o Evangelho assim como está fazendo o Papa Francisco.

Nenhum comentário: