ABAS

domingo, 8 de dezembro de 2013

Papa é perseguido por críticas ao capitalismo


Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO desde domingo (8):
O papa Francisco começa a ser desqualificado, violentamente, pela sua denúncia frontal do capitalismo como uma “nova tirania” e como produtor de desigualdades, exclusão e violência.
A CNN en español não hesitou em abrir suas baterias contra o destemido pastor (http://bit.ly/1hB3qU7). O presidente Barack Obama ainda tentou vir em socorro do papa, apoiando sua defesa de maior proteção social aos mais pobres.
Obama tenta tê-lo como aliado na hora em que está sendo atacado internamente pela extrema direita americana por tentar emplacar um seguro público de saúde (o SUS de lá), considerado “comunista” por essa ala. Nem mesmo os presidentes americanos conseguem peitar impunemente o poderio dos grupos econômicos.

Nenhum comentário: