ABAS

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

O que temos para festejar?


Cidades entupidas de veículos e trânsito caótico?
Cidades sem tratamento de esgoto e de lixo?
Cidades com água tratada que não chega às torneiras das populações de morro?
Polícia violenta (que adora usar balas de borracha e spray de pimenta), Ministério Público omisso e/ou conivente com tanta violência, Judiciário ineficaz, cadeias superlotadas e direitos humanos desrespeitados?
Juventude cada vez mais preguiçosa e arrogante, vivendo às custas dos pais e avós?
Bandos de viciados em todos os tipos de drogas, a começar por bebidas alcoólicas?
Carga tributária escorchante?
Governos corruptos e que não respeitam os direitos fundamentais dos cidadãos?
Despesas absurdas com publicidade e corrupção generalizada nas três esferas de governo?
Bancos que não respeitam os direitos dos correntistas e investidores?
Empresários que afrontam os direitos dos consumidores?
Transportes coletivos que ofendem a dignidade dos usuários?
Religiões que praticam o mais desbragado estelionato, no exercício de escandaloso comércio da fé e, como prêmio, ganham imunidade e isenção tributárias, em todos os níveis de governo?
Previdência pública que é uma vergonha e privada que engana os que nela confiam?
A entrega das riquezas nacionais, pelo Governo Federal, aos grupos internacionais, por valores irrisórios?
Sistema educacional que remunera os professores de forma vergonhosa, roubando-lhes o ideal de lecionar?
Dinheiro público aos borbotões, aplicados em estádios de futebol que não se prestarão a outra coisa, enquanto os hospitais e postos de saúde – onde existem – são uma vergonha?
Políticos corruptos, desprovidos de qualquer ideologia, que pulam entre partido como as galinhas mudam de puleiros?
Praias onde as águas estão poluídas, ao ponto de vermos cocô in natura, viajando qual “marinheiros”, ao encontro de nativos e turistas?
Fonte: http://izidoroazevedo.blogspot.com.br/

Nenhum comentário: