ABAS

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

MST: ‘O governo andou para trás’

O MST não apoia a política do governo Dilma para a reforma agrária. O seu presidente, João Paulo Rodrigues, proclama: “É uma vergonha. São dez os imóveis desapropriados pelo governo Dilma. Pior que o último governo militar (João Figueiredo), quando foram desapropriados 152 imóveis”.

João Paulo Rodrigues, coordenador do MST

Ele critica a presidente por ser “refém da bancada ruralista” (162 deputados e 11 senadores) e ter “ilusão com o agronegócio”. O Ministério do Desenvolvimento Agrário passou a priorizar a produção dos atuais assentamentos. O ministro Pepe Vargas reconhece que “há acampamentos em áreas emblemáticas” (no Sul), mas explica que, nesses casos, “é impossível desapropriar”.

Ilimar Franco, O Globo

Nenhum comentário: