ABAS

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Vereadores são atacados com ovos e tomates durante sessão; "chuva de ovos" em vereadores escancara casos de corrupção

Prefeito é investigado por improbidade administrativa e pode ser cassado...


A Polícia Civil investiga o tumulto que encerrou uma sessão da Câmara Municipal de Rio Acima, na Grande BH, na quinta-feira (7).
Na reunião, seriam discutidas acusações de improbidade administrativa contra o prefeito Antônio César de Miranda Júnior (PR). Manifestantes lançaram ovos e tomates contra os vereadores e reviraram cadeiras, impedindo a sessão.

Há a suspeita de que um primo do prefeito tenha iniciado a confusão para impedir a discussão do tema. Cartazes deixados por manifestantes na sala indicam apoio ao prefeito, que, em nota, repudiou a violência do protesto.

Um cinegrafista gravou a confusão. As imagens mostram quando um homem inicia a confusão jogando um ovo em um parlamentar. Um dos presentes usa até uma sombrinha para se proteger.

O presidente da Câmara, Ivanildo Adriano da Rocha (PP), acredita que um pequeno grupo foi ao prédio só para tumultuar a sessão.

— Isso não é atitude da população, é a atitude de quatro indivíduos que já vieram preparados para isso.  Vamos passar o vídeo para a PM apurar.

O vereador atingido, Rossini Justino da Silva (PDT), também é investigado. Ele responde por supostamente lucrar com uma placa de táxi registrada pelo município. Ninguém foi preso.

DO PORTAL R7

Nenhum comentário: