ABAS

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Oposição se une no Ceará e já discute nomes para eleições em 2014

Foto: Darley Melo
Forças de oposição ao Governo anunciam formação de bloco e já apresenta nomes para fazer contraponto a Cid na eleição do próximo ano. PR, PSB e PSDB devem sair juntos...
Se havia alguma dúvida de que a eleição do próximo ano já está fervendo nos bastidores da política, as movimentações da oposição ao governador Cid Gomes (Pros) tratam de desfazer a incerteza. Nas últimas semanas, algumas das principais lideranças políticas do Estado - de diferentes matizes partidárias -, vêm se reunindo para discutir candidaturas e traçar estratégias para 2014. Até mesmo os nomes já foram indicados e serão discutidos nos próximos encontros. PR, PSB e PSDB devem sair juntos na chapa majoritária para enfrentar Cid.

Na segunda-feira, 11, uma reunião na casa do ex-prefeito de Maranacaú, Roberto Pessoa (PR), reuniu quase todos os principais desafetos políticos do governador. Além do próprio Pessoa, participaram o presidente estadual do PSDB, Luiz Pontes, os deputados estaduais Heitor Férrer (PDT) e Dr. Guimarães (PV), o presidente estadual do PSB, Sérgio Novais, o presidente eleito do PT municipal, Elmano de Freitas, o articulador petista Valdemir Catanho e o vereador Capitão Wagner (PR).

Poucos dias antes, em outra reunião com alguns membros do grupo, o ex-governador Lúcio Alcântara (PR) também esteve presente. Novo encontro deve ocorrer até a próxima sexta-feira. Ontem, Novais e Pessoa conversaram reservadamente. “Essas reuniões vão desembocar naturalmente na formação da chapa majoritária das oposições”, adianta Roberto Pessoa, organizador do grupo. De acordo com ele, já existe um pré-acordo entre PR, PSB e PSDB para que os três partidos saiam juntos na eleição para governador e senador. As três siglas vão se reunir quinzenalmente para afinar o acordo e decidir os candidatos. A ideia é que, até o fim de dezembro, haja a definição.

Nomes
Cada um dos três partidos já colocou seus nomes na mesa de discussão. O PR indicou Capitão Wagner ou Roberto Pessoa para governador e Lúcio Alcântara para o senador; O PSDB apresentou Luiz Pontes para o Governo e Tasso Jereissati para o Senado; o PSB sugeriu Nicolle Barbosa para a disputa estadual e Geovana Cartaxo para o Senado.

Desses nomes, apenas dois devem sair candidatos pelo bloco, sendo um para o Governo do Estado e um para o Senado. O presidente estadual do PRB, Miguel Dias, ainda não participou das reuniões, mas está acompanhando tudo via telefone e será convidado para o próximo encontro. O PRB rompeu recentemente com Cid e é hoje mais próximo ao senador Eunício Oliveira (PMDB). Dias, aliás, é segundo suplente de Eunício no Senado. O primeiro é Catanho.
O POVO

Nenhum comentário: