ABAS

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

"Dos 8.500.000 cearenses, 3.800.000 dependem do bolsa família. Ou seja, 44,7% de nossa população vive na pobreza. Quase a metade dos que moram no Ceará!" Afirmação do deputado Heitor Ferrer



Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), divulgou que o Ceará é o quarto do ranking nacional, quanto ao número de beneficiados pelo Programa Bolsa Família (PBF), em relação ao ano de 2012, com um total de 3,8 milhões de pessoas. A Bahia está em primeiro lugar com 6 milhões, seguida por São Paulo, com 4,4 milhões, e Minas Gerais, com 4,2 milhões.

Além deste ranking, também foi realizado outro quanto à proporção de beneficiados em relação à população. Nesta pesquisa, o Ceará ficou novamente em quarto, com 44,6%. No primeiro lugar está o Maranhão, com 50,3%, seguido por Piauí, com 48,5%, e Alagoas, com 46,9%.

Para o Programa Bolsa Família, o repasse de recursos totalizou R$ 1,6 bilhão em 2012. A Capital cearense recebeu mais de R$ 277,5 milhões, número que corresponde a 17,22% do total para o Ceará.

Confira os dez, entre os 184 municípios cearenses, que possuem os maiores números de beneficiados pelo PBF: Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Sobral, Itapipoca, Crato, Maranguape, Canindé e Tianguá. Os dez menores são: Jati, General Sampaio, Itaiçaba, Arneiroz, Baixio, Ererê, Pacujá, São João do Jaguaribe, Granjeiro e Guaramiranga.

Matéria do O Povo

Nenhum comentário: