ABAS

sábado, 23 de novembro de 2013

Após vetar Lázaro Ramos e Camila Pitanga, Fifa escolhe casal de brancos para sorteio da Copa

Foto: divulgação

A Globo sugeriu o baiano Lázaro Ramos e a carioca Camila Pitanga para a apresentação do sorteio dos grupos da Copa, mas a ideia foi rejeitada pela Fifa.
De acordo com a coluna "Radar on-line", do site da revista "Veja", a entidade que comanda o futebol mundial preferiu outra dupla, Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert, para estar à frente do badalado evento do Mundial de 2014, a ser realizado dia 6 de dezembro, na Bahia.
Deve ser coincidência a opção pelo casal branco, formado por uma gaúcha e um catarinense. A rejeição aos atores negros, também. Tomara, né?


Um comentário:

Marcello Clayton Sordi disse...

COPA 2014 – DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA !

Talvez, isso explique a razão do ator Lázaro Ramos ter declarado a seguinte frase: "Se as pessoas soubessem o que aconteceu no sorteio da Copa do Mundo de 2014, ficariam enojadas!".

O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos: o sorteio da Copa foi fraudado.

Lázaro Ramos e Camila Pitanga foram procurados no dia 6 de novembro, em uma reunião envolvendo o Joseph Blatter , José Maria Marin e o executivo da Nike Ronald Rhovald. A princípio muito contrariados, os atores se recusaram a fraudar o sorteio. Por isso foram automaticamente trocados por Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert.

A aceitação por parte da dupla caucasiana de atores veio através do pagamento total dos prêmios, US$ 70.000,00 para cada membro do staff dos atores, mais um bônus de US$ 400.000,00 para os filhos do casal, num total de US$ 23.000.000,00 (vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike. Assim, combinou-se que os grupos seriam sorteados para favorecer o Brasil com México, Camarões e Croácia.

O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, aplaudiu a colaboração de Fernanda Lima uma vez que o grupo fácil trouxe equilíbrio ao Brasil num momento da prisão dos petralhas Genoíno e Zé Dirceu. Garantiu, também, ao Sr. José Maria Marin, que o Brasil teria um grupo mais fraco em 2018.

(Rodrigo Sparline)