ABAS

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

COISAS QUE ACONTECEM COM O DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO – Enquanto professores são massacrados por lutarem por uma educação pública de qualidade com melhores salários e boas condições de trabalho, Presidente Dilma gastou aproximadamente R$ 25 mil em diárias no luxuosíssimo Hotel Saint Regis em uma suíte chamada Tiffany (da Tiffany & Co)

Foto - Mídia Ninja

A presidente Dilma Rousseff se encontrou com o ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton no hotel Saint Regis, onde ela  se hospedou em Nova York.  Ambos participam da 68ª Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), que aconteceu na cidade norte-americana. Timothy Clary/AFP


EDUCAÇÃO ENSANGUENTADA

Nesse Domingo (29-09-2013)  o professor de geografia e história da rede estadual, de 32 anos, foi violentamente agredido pela Polícia Militar ao proteger um amigo durante a confusão com a PM do lado fora da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

A ocupação dos profissionais da educação era pacífica e foi removida violentamente pelos oficiais militares, que sem nenhum tipo de mandado ou ordem judicial, invadiram a Casa do Povo.

LUXO COM O DINHEIRO DO POVO

Enquanto Dilma ocupava no hotel St. Regis, líderes do seu governo negociavam reduzir reajuste salarial dos professores, em todo o Brasil.

A presidenta Dilma Rousseff chegou à Nova York na segunda-feira (23-09-2013), onde se hospedou na suíte Tiffany (da Tiffany & Co), a qual custou US$ 10.000 (dez mil dólares) a diária aos cofres públicos. Segundo o site da UOL, o espaço luxuoso do Hotel Saint Regis foi reservado para que Dilma participasse da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Rousseff procurou a suíte presidencial, mas o local já estava ocupado.

A conta dos cartões corporativos do governo federal ultrapassou R$ 32 milhões em setembro, mês marcado pela decisão da presidenta Dilma Rousseff de hospedar-se com sua comitiva, em Nova York, esta semana, no luxuosíssimo hotel St. Regis, onde somente sua diária custou R$ 25 mil. Desde agosto foram R$ 6 milhões torrados com cartões. A Presidência é quem mais gastou: R$ 3,6 milhões.

Outro gasto citado foi a viagem deste ano para a Itália, na inauguração do papado de Francisco, quando a presidente preferiu um hotel a ficar na embaixada, onde foram gastos € 64,6 mil euros só com aluguel de veículos e € 11 mil para o Audi blindado com motorista que conduziu Dilma por quatro dias.

Com informações de Claudio Humberto, Correio do Estado e Mídia Ninja

Nenhum comentário: