ABAS

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Cid Gomes cogita sair do PSB por se sentir “hostilizado”


O flerte entre a cúpula do PSB e a ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), incomodou Cid Gomes e fez com que o governador, pela primeira vez em público, cogitasse se desfiliar do partido.
Até então, por mais contraditório que pudesse ser, o discurso de Cid era linear: apoiava a reeleição da petista Dilma Rousseff, mas não tinha interesse em deixar de ser pessebista.  
Contudo, a predisposição de seu partido em ocupar, com um de seus desafetos, uma vaga que ele não havia se mostrado disposto a desocupar foi encarada como hostilidade pelo socialista, o que fez com que ele cogitasse sair do PSB.
“Eu já tive a certeza de ficar, mas estou vendo gestos de hostilidade. Diante disso, eu pretendo compartilhar com outras pessoas essa sensação, para decidir o que fazer”, afirmou em entrevista ao Portal IG.
Questionado se tal hostilidade teria partido de Eduardo Campos, presidente nacional do partido e virtual candidato à presidência da República, o cearense desconversou: “Não acredito que ele teve essa coragem.”
Outra decisão que pode ter sido encarada pelo governador como hostil foi o afastamento, no Rio de Janeiro, do presidente regional da sigla, prefeito Alexandre Cardoso, e dos quatro deputados estaduais contrários à candidatura de Campos. O caso do Rio soou como alerta aos que não comungam da cartilha do pernambucano.
CEARÁ NEWS 7

Nenhum comentário: