ABAS

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

VIOLÊNCIA ALARMANTE: Paciente é assassinado na saída de hospital


O clima no hospital ficou tenso e muitas pessoas entraram em pânico no momento dos tiros na entrada da Emergência. Uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Perícia Forense (Pefoce) foram ao local FOTO: FERNANDO RIBEIRO




Armado com um revólver de calibre 38, o garoto de 16 anos atacou o homem na maca e o fuzilou

O ex-presidiário Antônio Edson Justino de Lima, 19 ,conhecido por ´Bill da Paupina´, que era processado por roubo e homicídio, foi assassinado, a tiro, no Instituto Doutor José Frota (IJF), no momento em que ia ser colocado em uma van particular, para retornar para casa depois de receber alta médica.




O autor do crime, um adolescente de 16 anos, confessou ter agido por vingança, pois, na semana passada ´Bill da Paupina´, teria executado o irmão dele, em Messejana. O crime no hospital ocorreu no fim da manhã.

O maqueiro Messias Cabral, 29, que estava transportando ´Bill da Paupina´, revelou que conduzia o paciente quando foi surpreendido pelo atirador. A van teve que entrar no pátio em frente ao portão de Emergência para que o paciente fosse colocado no veículo. Ao perceber que o´Bill da Paupina´ iria embarcar na ambulância ainda dentro do hospital, o adolescente decidiu invadir a unidade para praticar o assassinato. Ele pulou o portão, encostou o revólver na cabeça da vítima e apertou o gatilho. "Fiquei parado. Minhas pernas não se mexiam", relatou o maqueiro à Reportagem.

´Bill da Paupina´ recebeu três tiros na cabeça. Ele ainda foi levado à Sala de Reanimação, mas não resistiu. Após efetuar os disparos, o adolescente largou a arma tentou correr, mas já estava cercado por seguranças e policiais militares que faziam a guarda no hospital. No momento da apreensão, o adolescente disse que, "ele matou meu irmão e eu me vinguei".

Baleado

A vítima dera entrada no hospital no último domingo (28), apresentando uma lesão a bala nos quadris. ´Bill da Paupina´ estava na Unidade Conservadora, sob observação médica e, na manhã de ontem, recebeu alta. Ele então, pediu para que sua mãe fosse buscá-lo. Provavelmente, a mulher teria sido seguida pelo adolescente, que mora no mesmo bairro.

Quando foi atendido no último domingo no hospital, ´Bill da Paupina´ não passou por cirurgia, pois a equipe médica constatou que ele poderia permanecer com o projétil no corpo sem problemas. A cirurgia para retirada da bala poderia deixar sequelas. Enquanto esteve hospitalizado, o paciente não revelou como foi baleado.

O adolescente premeditou o crime. Desde cedo ele permaneceu nas proximidades do pátio e a poucos metros da entrada do Eixo Vermelho (Emergência). Segundo testemunhas, ele chegou ali na companhia de dois desconhecidos, que ficaram do lado de fora do hospital. Ele passou pelo portão e ficou no local, dando a entender que estava esperando alguém. "Ele estava bem informado de que a vítima receberia alta a qualquer momento e cometeu o crime na certeza da impunidade, por ser menor de 18 anos", declarou o tenente-coronel Francisco Souto, comandante do 5ºBPM.

O garoto portava um revólver calibre 38 que estava com a numeração raspada. Para a Polícia, esses fatores reforçam que ele premeditou o crime. Detido, o acusado foi levado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). "Ele praticamente não disse nada. Somente repetia que havia vingado a morte do irmão", contou o oficial. Hoje, o menor vai depor no Juizado.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário: