ABAS

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Manifestantes do Cocó querem convite do prefeito par debater alternativas


“Integrantes do acampamento contra os viadutos no encontro das avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior querem ser convidados pelo prefeito Roberto Cláudio (PSB) para debater alternativas ao projeto. “A gente quer que a Prefeitura chegue e nos convide. Que a gente possa conversar e, através de um debate democrático, chegar a um consenso. Viaduto não é solução”, disse ontem o arquiteto Yuri Nobre, durante entrevista coletiva no parque do Cocó.
Nobre é um dos arquitetos e estudantes que assinam propostas para melhorar o trânsito daquela região sem avançar sobre o parque, que serão discutidas hoje, a partir das 14h30min, no auditório do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (Adufc), evento organizado pelo vereador João Alfredo (Psol). Segundo Alfredo, os secretários municipais de Infraestrutura, Samuel Dias, e de Urbanismo e Meio Ambiente, Águeda Muniz, foram convidados.
Ação da Polícia Militar
O governador Cid Gomes (PSB) declarou ontem que deseja chegar a um acordo com os manifestantes para fazê-los sair sem necessidade de ação da Polícia Militar. “Tudo que eu não queria era que eu passasse a ser, a Polícia passasse a ser o meio para que isso aconteça”, disse Cid. Para a ex-vereadora Rosa da Fonseca, uma das lideranças do acampamento, “existe uma forma muito simples de resolver isso: é o prefeito e o governador realmente abrirem um debate com a cidade sobre alternativas de mobilidade urbana que não ataquem o parque”.
Também ontem, a deputada Eliane Novais (PSB) e o ex-líder de Luizianne Lins na Câmara, Ronivaldo Maia (PT), rebateram críticas de “incoerência” e “oportunismo” feitas por Roberto Cláudio, segundo quem deputada e vereador condenam o atual projeto, mas nada disseram contra projeto de Luizianne que devastava uma área maior do parque. “Incoerente é ele, que diz que vai dialogar e no outro dia vem com a Guarda Municipal fazer uma ação covarde, truculenta”, disse Eliane. Já Ronivaldo afirmou que o projeto da gestão passada entraria mais no parque, mas “agrediria menos”.
(POVO Online)
(O POVO)

Nenhum comentário: