ABAS

domingo, 4 de agosto de 2013

Aliança PT PMDB já enfrenta dificuldades em 15 estados


O maior partido da base de apoio ao governo da presidenta Dilma Roussef continua sem saber se repete dobradinha com a petista em 2014. O problema é ainda maior quando se analisa a situação por estado. Atualmente, os dois partidos enfrentam difiduldades para formalizar a aliança em pelo menos 15 unidades da Federação.
De acordo com O Globo,  cresce a ala do partido que considera a hipótese de nem fechar coligação formal com o PT. Até o início deste ano, o único temor era que em alguns estados grupos peemedebistas não fizessem campanha para a chapa nacional.
Os estados com mais delegados com votos na convenção nacional da legenda, e que por isso vão decidir o jogo, são o Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Paraná. Nos quatro, há problemas com os petistas.
No Rio, o PMDB ainda quer que o PT ingresse na chapa do vice-governador Luiz Fernando Pezão e culpa o senador Lindbergh Farias por parte da radicalização dos protestos recentes.
Em Minas Gerais, a bancada estadual do PMDB está bem próxima de formalizar uma aliança em torno da candidatura do ministro Fernando Pimentel (PT) ao governo, mas na bancada de deputados federais há resistências.
No Ceará, o senador peemedebista Eunício Oliveira vem dizendo a interlocutores que só apoiará a reeleição de Dilma, caso o PT ou o PSB o apoiem ao governo. E no Paraná, a única certeza é que o PMDB não ficará com a ministra Gleisi Hoffmann (PT), e parte do partido pode apoiar a candidatura do governador tucano Beto Richa.
Por Luciano Augusto
Ceará News 7

Nenhum comentário: