ABAS

sábado, 31 de março de 2012

O padre, o pré-candidato e o PSOL


Com o título “Fortaleza pede Renato Roseno“, eis artigo do padre Haroldo Coelho sobre sucessão municipal. Ele, como é do seu estilo, abre o jogo e, como membro do PSOL, considera o advogado Renato Roseno a melhor opção do seu partido para a disputa. Confira:
Estava eu mergulhado no panorama político municipal, confesso,  pessimista e perplexo diante dos prováveis candidatos a prefeito quando começam a  surgir alguns nomes que não me trouxeram a devida tranquilidade. Não tanto por causa dos nomes apresentados, mas em função das forças políticas que estão por trás dessas pré-candidaturas…
Fui tomado de otimismo com o surgimento do nome de Renato Roseno para pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza. Acredito que este jovem, inteligente e capaz, credencia-se a esta missão, tendo em vista a sua espetacular votação para deputado federal nas ultimas eleições (mais de 113 mil votos).
Infelizmente, a famigerada lei do coeficiente eleitoral frustrou os cearenses de terem na Câmara Federal um legitimo representante de seus interesses. A legenda permitiu, naquela época, que candidatos outros – sem compromisso com a cidadania, fossem eleitos. O voto de “cabresto” também se concretiza nesses regulamentos eleitorais.
Gostaria de testemunhar que, por onde passo, o nome de Renato Roseno é lembrado… E esta sinalização parte de vários setores da sociedade fortalezense. Isto é, de jovens, adultos, partidários ou não, estudantes secundários e universitários, pais e mães de famílias, trabalhadoras e trabalhadores de todas as categorias.
Não estaria exagerando, caso o nosso jovem amigo seja escolhido como candidato a prefeito. Sem duvida, as esperanças seriam restabelecidas na consciência dos eleitores de Fortaleza.

Padre Haroldo Coelho,
Professor e Sociólogo
Membro do Psol

DO BLOG DO ELIOMAR

Nenhum comentário: