ABAS

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Aqueles que pensam que seus comentários inconsistentes vão me intimidar estão enganados

"A verdade doi mais liberta"

Titulo da composição de Mano Reco

Tributo a Che Guevara

Tributo a Che guevara

PARA AQUELES QUE NÃO GOSTAM MIM...

Jorge Maravilha
Chico Buarque

E nada como um tempo após um contratempo
Pro meu coração
E não vale a pena ficar, apenas ficar
Chorando, resmungando, até quando, não, não, não
E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão
Do que dois pais voando
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
Ela gosta do tango, do dengo, do mengo, domingo e de cócega
Ela pega e me pisca, belisca, petisca, me arrisca e me enrosca
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta
E nada como um dia após o outro dia
Pro meu coração
E não vale a pena ficar, apenas ficar
Chorando, resmungando até quando, não, não, não
E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão do que dois pais sobrevoando

DO BLOG DO ELIOMAR: Ciro volta a apregoar rompimento do PSB com o PT, mas fala em recomposição no 2ª turno
























O ex-deputado federal Ciro Gomes voltou a apregoar o rompimento do PSB com o PT da prefeita Luizianne Lins. Indagado sobre o processo de afunilamento dos nomes na legenda da prefeita, onde aparecem cotados o secretário da ação governamental Waldemir Catanho e o deputado federal Artur Bruno, Ciro defendeu candidatura própria do PSB. Dessa vez, no entanto, lembrou: o pleito deve ser de dois turnos.

Presidente do PDT quer que Dilma faça rodízio na reforma ministerial

Gerson Camarotti e Juliana Castro, O Globo

Em resposta à pressão de setores petistas ligados à CUT para retomar o Ministério do Trabalho, o presidente do PDT, deputado André Figueiredo (CE), defendeu na terça-feira que a pasta seja entregue a um terceiro partido, sem relação com as centrais sindicais.

Para Figueiredo, a presidente Dilma Rousseff deveria fazer um rodízio entre os partidos na reforma ministerial, prevista para o início de 2012. Ele chegou a dizer que o Ministério da Educação é adequado ao perfil dos pedetistas, mas reconhece que é muito para o partido:

- Numa reforma ministerial, defendo que o Trabalho poderia ir para outro partido. Seria um rodízio de gestão interessante. Fora o Trabalho, a pasta que tem mais afinidade com o PDT é a Educação. Mas tenho consciência de que este ministério é maior do que o partido. E cabe à presidente Dilma dizer como deseja o PDT no governo.

BLOG DO NOBLAT

Câmara: Maia pede informações sobre período de Lupi na Casa

O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), solicitou nesta terça (29) à Diretoria-Geral da Casa um levantamento sobre a época em que o ministro Carlos Lupi (Trabalho) atuou na Câmara ocupando um Cargo de Natureza Especial (CNE). Isso porque o ministro é acusado de ter ocupado a vaga de forma ilegal. “Hoje não há nenhuma possibilidade de ocupante de CNE trabalhar fora da Câmara. Se for constatada irregularidade, vamos abrir sindicância para apurar o caso”, afirmou Maia. Segundo ele, só com as informações solicitadas, que estão previstas para serem entregues amanhã (30), é que a Câmara vai se posicionar sobre o fato.

CLAUDIO HUMBERTO

Câmara dos Deputados gasta mais de R$ 12 mi com novos computadores



A Câmara dos Deputados irá instalar 800 computadores fixos nas bancadas de seus 16 plenários, além de adquirir 4.000 micros para renovar o estoque dos gabinetes e das dependências da Casa. Ao custo de R$ 12,2 milhões, a medida será tomada apesar de cada um dos 513 deputados já possuir quatro computadores de mesa nos gabinetes, além de um laptop com acesso à rede sem fio da Câmara. Os parlamentares, que normalmente são vistos com aparelhos próprios de última geração, também deverão ganhar tablets para uso no plenário principal. O argumento é de que precisa economizar papel, como informa a reportagem do jornal Folha de São Paulo. A ideia é instalá-los em todas as bancadas para que o sistema de votações seja acompanhado online. Hoje a votação já pode ser acompanhada em dois grandes painéis e em monitores menores.

Blog do Claudio Humberto

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Frente de Libertação de Capistrano formada pelos partidos de oposição divulga nota de solidariedade

Luizianne Lins – Entre Catanho e Bruno?



A prefeita Luizianne Lins (PT) espera manter a aliança política com o governador Cid Gomes (PSB) nas eleições de 2012. Ela não esconde isso dos petistas nem dos aliados, mas deixa claro que não pode abrir mão, em hipótese alguma, do direito de indicar o candidato a sua sucessão. Mesmo assim, experiente e conhecedora da arte da política, Luizianne já deu o recado a todos da equipe: quer deslanchar sua gestão, em todos os sentidos, para recuperar espaços perdidos entre alguns segmentos do eleitorado. “Governo forte é o melhor cabo eleitoral”, apregoa. Esse requisito, inclusive, é indispensável para outro objetivo seu: emplacar alguém da sua confiança. Waldemir Catanho, assessor governamental, e o deputado federal Artur Bruno, com quem ela conversou bastante em Brasília, na última semana, estão no afunilamento.

(Coluna Vertical, do O POVO)
(Blog do Eliomar)

Comissão marca nova data para ouvir Lupi na Câmara




ANDRÉIA SADI
DE BRASÍLIA DA FOLHA ONLINE

A Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara marcou para o dia 6 de dezembro uma nova convocação do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, para que ele explique novas denúncias de irregularidades.

Segundo o presidente da comissão, deputado federal Filipe Pereira (PSC-RJ), uma série de "desencontros" adiou a data para a semana que vem. A comissão queria ouvir amanhã o ex-secretário de Políticas Públicas Ezequiel Nascimento. No entanto, Nascimento já avisou que não atenderá ao convite.

Nascimento estava no voo que o ministro fez ao Maranhão em 2009 em um avião disponibilizado por um empresário que tem contratos com a pasta.

Pereira negou que haja pressão do governo para adiar a ida de Lupi. "Se há o que explicar, não esfria o caso. Este acordo foi feito quando a convocação foi aprovada", disse.

O líder do PDT na Câmara, Giovanni Queiroz (PA), defendeu a ida de Lupi à Casa para explicar as novas denúncias. A situação do ministro se agravou neste final de semana após a Folha revelar que ele foi funcionário-fantasma por cerca de seis anos na Câmara.

"Sou a favor de não esconder nada para debaixo do tapete."

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP), afirmou que há uma "campanha" contra Lupi.

A assessoria do ministro disse que ainda não tomou conhecimento da data.

Serra critica condução da economia por Lula e Dilma




Gustavo Uribe, O Estado de S. Paulo

Em aparição pública na manhã de hoje, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) fez duras críticas à condução da economia brasileira pelo governo da presidente Dilma Rousseff e de seu padrinho político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ambos do PT.

Em palestra, durante o VII Congresso Paulista de Jovens Empreendedores, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o tucano minimizou o Programa Brasil Maior, uma das principais vitrines do primeiro ano de administração Dilma Rousseff, e avaliou como "o erro mais espetacular de política econômica da história brasileira", o fato do governo federal não ter reduzido a taxa básica de juros durante a última crise financeira mundial, deflagrada em setembro de 2008 com a quebra do banco Lehman Brothers.

Ministro Joaquim Barbosa conclui voto da Ficha Limpa




Caronia Brígido, O Globo

O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), concluiu seu voto sobre a aplicação da Lei da Ficha Limpa a partir das eleições de 2012. No último dia 9, quando o caso estava em julgamento no plenário, Barbosa pediu vista do processo, suspendendo a decisão.

Na ocasião, ele disse que esperaria a posse da nova ministra do tribunal, Rosa Maria Weber, para não haver o risco de empate na votação, pois só havia dez ministros presentes. Aparentemente, ele mudou de ideia, porque não há previsão de data para a posse da mais recente integrante do STF. O ministro não quis dar entrevista sobre o assunto.

Caberá ao presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, marcar nova data para o julgamento. Ele pode aguardar a posse de Rosa Maria ou pôr o caso em votação logo. As sessões do STF vão até o dia 19 de dezembro. Depois, haverá recesso até fevereiro do próximo ano.

BLOG DO NOBLAT

Lula diz que não descarta disputar Presidência mais uma vez

























Lula se emociona após receber a faixa presidencial de Fernando Henrique Cardoso (ao fundo), em sua primeira posse, em Brasília (1/1/03)


O Globo

"Assim como não tenho coragem de dizer que vou concorrer a alguma coisa em algum momento, não tenho coragem de dizer que não vou". A declaração foi dada pelo ex-presidente Lula numa reportagem publicada na edição desta semana da revista americana "The New Yorker". Na reportagem, sobre o governo Dilma, Lula, ao ser perguntado se consideraria voltar a disputar o cargo de presidente, não descarta a possibilidade.

"Não existe isso de ficar fora da política para sempre. Só a morte pode tirar um político da política para sempre. Olhe o Jimmy Carter: teve uma Presidência falha, e agora é o melhor ex-político na política. Eu o admiro. E Clinton - nunca vai perder sua importância. Então, o que vai acontecer no futuro? Eu não sei. Eu já cumpri meu papel no Brasil", diz Lula na reportagem.

BLOG DO NOBLAT

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Valdemar de Lima,, Membro da “FRENTE DE LIBERTAÇÃO DE CAPISTRANO” foi agredido pelo Secretário de Agricultura do Governo do Prefeito Cláudio Saraiva

Terça feira, dia 22 de novembro de 2011, o Município de Capistrano comemorava 60 anos de emancipação política, para a ocasião foi contratada a Banda Aviões do Forró por uma verdadeira fortuna para alegrar a noite da carente população de Capistrano, encerrando assim a festa de aniversário do município. Uma multidão tomava conta da cidade, mais da metade eram pessoas de outras cidades atraídas pela famosa banda. Os políticos demonstravam muita alegria com a ocasião. Dezenas de cidadãos tiveram a noite estragada, foram assaltados e abarrotaram a delegacia de polícia no dia seguinte. Para o membro da Frente de Libertação de Capistrano
(Movimento de Oposição) Valdemar de Lima a noite também não foi das melhores, uma agressão covarde o deixou ferido. Segundo o mesmo estava assistindo ao show quando foi surpreendido por trás com um forte soco na cabeça que o derrubou de imediato e em seguida o agressor ainda tentou chutá-lo. A pessoa que causou tal agressão foi o Sr. Jesuíno, atual Secretário de Agricultura do Município de Capistrano que tem a frente o Prefeito Claudio Saraiva. Valdemar de Lima registrou Boletim de Ocorrência e passou por exame de Corpo de Delito e segundo o mesmo além de processar o secretário irá comunicar a todos os órgãos competentes inclusive a Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará.

A seguir, foto de Valdemar de Lima com o braço imobilizado , Boletim de Ocorrências e Guia Policial de Corpo de Delito:


Governo perde controle e obras da Copa já estão R$ 2 bi mais caras



Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

A fraude no Ministério das Cidades que abriu caminho para a aprovação do projeto de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá, R$ 700 milhões mais caro que o original, é apenas um dos exemplos de como o custo das obras da Copa do Mundo escapou do controle público.

No que diz respeito à mobilidade urbana, os gastos totais aumentaram R$ 760 milhões, quando comparada a atual estimativa à previsão inicial de janeiro de 2010. O caso de Cuiabá foi revelado pelo Estado na última quinta-feira.

Levando-se em conta a alteração orçamentária dos estádios, o aumento total das obras da Copa supera R$ 2 bilhões.

A mudança de planos em Cuiabá atendeu aos apelos do governador de Mato Grosso, Sinval Barbosa (PMDB). Além de Cuiabá, houve aumento de preço nas obras de mobilidade urbana em outras cinco cidades: Belo Horizonte, Manaus, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro.

DO BLOG DO NOBLAT

Dissidentes do PDT farão novo apelo para que Lupi deixe cargo

Situação de ministro se agrava com acusação de que ele foi servidor-fantasma da Câmara...


Folha de S.Paulo

Parlamentares do PDT vão fazer um novo apelo esta semana para que o ministro Carlos Lupi (Trabalho) peça demissão do cargo antes que seja forçado a sair pela presidente Dilma Rousseff.

A situação do ministro se agravou neste final de semana após a Folha revelar que ele foi funcionário-fantasma por cerca de seis anos na Câmara dos Deputados.

Lupi recebeu entre 2000 e 2006 o maior salário pago a um assessor técnico na liderança do PDT na Câmara enquanto cumpria apenas atividades partidárias e morava no Rio de Janeiro. Isso contraria as normas da Casa.

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) disse que Lupi precisa tomar a iniciativa de se afastar do governo. "Antes que ele seja demitido, é melhor que peça para sair."

O deputado Reguffe (DF) criticou o apego do ministro ao posto. "A política está muito calcada em cargos no governo. O PDT deveria adotar uma postura de independência, sem cargos", disse.

O senador Pedro Taques (MT) afirmou que Lupi deve satisfações sobre sua passagem pela Câmara. "Acho que ele tem que dar esclarecimentos ainda hoje. Estou aguardando. Quero ouvi-lo."

DO BLOG DO NOBLAT

Um país de mentira


Quanto mais mentem à vontade e sem constrangimento os cínicos que nos governam ou representam, pior é a qualidade de suas mentiras.

De fato, a perda de qualidade tem tudo a ver com o grau de nossa indignação diante do que Dilma chama de malfeitos.

Se nos indignamos pouco ou quase nada para que sofisticar as mentiras e torná-las verossímeis?

A mais recente e reles mentira oferecida ao nosso exame foi publicada na última edição da VEJA. O mecânico Irmar Silva Batista, filiado ao PT há 20 anos, tentou criar o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Reparação de Veículos e Acessórios no Estado de São Paulo.

Em 2008, ele bateu à porta do Ministério do Trabalho para tratar do assunto com o então secretário de Relações do Trabalho, o ex-deputado Luiz Antonio de Medeiros.

O ministro já era Carlos Lupi, presidente do PDT. Medeiros encaminhou Irmar a Eudes Carneiro, assessor de Lupi.

Eudes trancou-se com Irmar em uma sala. Primeiro, pediu-lhe que desligasse o telefone celular. Em seguida cobrou R$ 1 milhão para liberar o registro do sindicato.

Irmar denunciou o caso a parlamentares do PT – entre eles, o senador Eduardo Suplicy.

Sem sucesso. Então escreveu uma carta a Lula. Sem resposta.

Um mês depois da posse de Dilma, Irmar enviou-lhe uma carta por e-mail contando em detalhes tudo o que se passara. Mandou cópia para Gilberto Carvalho, secretário-geral da presidência.

No dia 9 de março último, o Palácio do Planalto confirmou o recebimento da carta.

Na semana passada, a assessoria de imprensa da presidência informou que nenhuma providência a respeito pode ser tomada porque o trecho da carta que narrava a patifaria acabara cortado da mensagem.

Não é espantoso? Sumiu da carta justamente o trecho onde Irmar denunciava o grupo que agia no Ministério do Trabalho pedindo dinheiro para liberar registro sindical.

Mas sumiu como? Não se sabe. Assim como ainda não se sabe se a carta para Gilberto apresentou a mesma falha.

Vai ver o trecho mais explosivo dela chegou truncado aos seus destinatários. Vai ver quem digitou o e-mail pulou o trecho. Custava a quem o recebeu alertar seu autor que ficara faltando um trecho? Assim a carta poderia ter sido reenviada.

Bons tempos aqueles onde um dossiê da Casa Civil sobre despesas sigilosas do governo Fernando Henrique foi batizado por Dilma de banco de dados. Fazia até algum sentido – embora fosse mentira.

E o mensalão que Lula se empenhou para que fosse confundido com Caixa 2?

Mensalão é crime. Caixa 2 também é. Mas Caixa 2 soa como um crime leve, quase inocente.

O que alimentou o mensalão foi dinheiro desviado de órgãos públicos. Se preferir, “recursos não contabilizados”, como observou com deslavada hipocrisia o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares.

Montagem de falso papelório político para uso contra adversários é coisa de bandido nos lugares onde as palavras correspondem ao seu verdadeiro significado.

Aqui foi coisa de “aloprado” – um sujeito que age por conta própria para ajudar a se reeleger quem repele ajuda desse tipo.

Sobreviveu ao governo anterior e atravessará o atual uma das mais perigosas mentiras jamais produzidas. Atende pelo nome de “controle social da mídia”.

Seria mais adequado referir-se a ela como “censura”. Diz-se que o controle se fará sem interferir no conteúdo. Quem acredita?

A mãe de todas as mentiras é também a mais perversa. Ela atribui a bandalheira à governabilidade.

Como para governar é preciso contar com maioria de votos no Congresso ou nas Assembléias, os partidos abiscoitam cargos e fazem com eles o que bem entendem. De preferência, roubam.

A bandalheira não decorre da necessidade de contar com o apoio de partidos. Decorre da falta de princípios e de coragem do governante para valer-se da força do mandato obtido mediante o voto popular.

Afinal, para que servem os milhões de votos que elegem um presidente ou governador?

RICARDO NOBLAT

domingo, 27 de novembro de 2011

Humor

REVISTA VEJA: Jaqueline Roriz não teria sido absolvida

Depois do caso Jaqueline Roriz, deputados podem ser cassados por crimes cometidos antes do mandato...












Na semana passada, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados deu um passo fundamental para impedir que políticos pilhados em casos de corrupção ou em crimes comuns de qualquer ordem usem seu cargo parlamentar para fugir ao braço da Justiça. O conselho decidiu que desvios éticos cometidos antes da posse podem, sim, servir de base para a cassação de mandatos. O debate teve início em agosto passado, durante o julgamento da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), filmada recebendo dinheiro de Durval Barbosa, o operador do mensalão do Distrito Federal. A linha da defesa de Jaqueline foi que, em 2006, quando se registrou o flagrante, ela ainda não era deputada, não exercia cargo público e, portanto, não poderia ter quebrado o decoro parlamentar e ser cassada. Um evidente absurdo cujo corolário era que vagabundos poderiam representar os eleitores, desde que suas safadezas fossem cometidas antes de se tornarem membros do Congresso. Essa enormidade foi aceita por 265 dos 451 deputados presentes na sessão que absolveu Jaqueline. Naquela ocasião, o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) instou seus pares a considerar que irregularidades cometidas antes do mandato não poderiam ser ignoradas. O questionamento de Miro foi, então, enviado ao Conselho de Ética para análise.

O relatorio do deputado Carlos Sampaio(PSDB-SP) ainda precisa ter o aval do presidenre da Camara, para passar a valer. Após esse rito regimental, a norma substituirá um parecer emitido em 2007 pelo então deputado e hoje ministro da Justiga, José Eduardo Cardozo, segundo qual os processos de cassação só podiam ser instaurados em casos de quebra de decoro durante exercicio de mandato. A nova regra tem limitações. Ela prevê o prazo de cinco anos entre o desvio de conduta e a abertura do processo legislativo. Esse quesito emula o estatuto do servidor público, que rege os processos disciplinares. O limite de prescrição é, também, o mesmo para o crime de improbidade. Ele foi incluído para evitar que a diretriz seja derrubada na Comissão de Constituição e Justiça ou no Supremo Tribunal Federal. No caso de Jaqueline, por exemplo, poucos meses separaram a abertura de seu processo de cassação da prescrição do crime cometido durante as eleições de 2006. A punição de politícos desonestos terá outras limitações. Só serão apreciados pela Câmara os casos que forem descobertos depois das eleições. Crimes já conhecidos dos eleitores antes do pleito e que, mesmo assim, não impediram o politíco de ser vitorioso nas urnas não servirão de moivo para a abertura de processos. A medida foi tomada para garantir o respeito à vontade soberana dos eleitores. "Apesar de tudo, demos o primeiro sinal de que mandato não garante impunidade" , diz Miro.

ANDRÉ ELER

Nova denúncia faz oposição cobrar saída imediata de Lupi



Andreza Matais e Felipe Seligman, Folha.com

Líderes da oposição cobraram no sábado da presidente Dilma Rousseff a demissão do ministro Carlos Lupi (Trabalho) após a revelação de que ele foi durante cerca de seis anos funcionário fantasma da Câmara dos Deputados.

A avaliação é que o fato atinge diretamente o ministro ao envolvê-lo numa atitude questionável eticamente.

A Folha revelou na sua edição de sábado que o ministro foi funcionário da Câmara de 2000 a 2006, lotado na liderança do PDT como assessor técnico.

Nesse período ele foi vice e presidente nacional do partido e, segundo relatos de deputados, ex-deputados e assessores exerciam funções exclusivamente partidárias.

Operador do mensalão, Valério ainda está na ativa



Thiago Herdy, O Globo

O escândalo do mensalão e as dezenas de processos em que figura como réu na Justiça não foram suficientes para tirar de cena Marcos Valério Fernandes de Souza (foto acima), o lobista acusado de operar o maior esquema de ocultação e desvio de recursos por políticos brasileiros.

Às vésperas da definição da data do julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Valério está mais atuante do que nunca e despacha em escritório localizado no sexto andar do número 925 da Rua Sergipe, em Belo Horizonte. É a sede da T&M Consultoria Ltda, antiga Tolentino & Melo Assessoria Empresarial, que teve oficialmente Valério como sócio até 2005, ano em que o escândalo da base petista veio à tona.

No papel, Valério deixou a sociedade com Rogério Tolentino e José Roberto de Melo, mas, na prática, ele continua atuante na empresa de consultoria e ainda a cita, em ações na Justiça, como seu endereço comercial.

BLOG DO NOBLAT

Rivalidade na área sindical acirra disputa por ministério



Andréia Sadi e Vera Magalhães, Folha de S.Paulo

A rivalidade das duas maiores centrais sindicais do país acirrou a disputa que PT e PDT travam pelo Ministério do Trabalho desde que o ministro Carlos Lupi entrou na lista dos que devem ficar sem emprego na reforma ministerial prevista para janeiro.

O PT perdeu o ministério em 2007 para que o então presidente Lula acomodasse o PDT no governo. Hoje os petistas se queixam do modo como a sigla de Lupi controla recursos e cargos da pasta.

Ligada ao PT, a CUT (Central Única dos Trabalhadores) acusa a Força Sindical de usar aliados no PDT e no ministério para ampliar sua influência sobre os sindicatos.

O principal foco de interesse dos partidos é a Secretaria de Relações do Trabalho, responsável pelo registro de novos sindicatos e hoje comandada por Zilmara de Alencar.

Quanto maior o número de entidades filiadas, maior a fatia das centrais na divisão do imposto sindical. Em 2010, a CUT recebeu R$ 32 milhões e a Força teve R$ 29 milhões.

DO BLOG DO NOBLAT

Fator PSD

A Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia rodou a baiana. Decretou perda de mandato de 71 prefeitos, vices e vereadores por infidelidade partidária. A lista vai subir. A PRE cercou outros 282 casos similares.

CLAUDIO HUMBERTO

Mais verba do FGTS vai ajudar empreiteira amiga

A presidenta Dilma continua jurando que detesta a figura do empreiteiro Marcelo Odebrecht, mas seu governo gosta tanto que pode dar para a empresa mais dinheiro do fundo de investimentos do FGTS (mas sem autorização dos trabalhadores, de cujos salários saiu a grana). Colocou R$ 450 milhões numa das empresas do próprio grupo, a Embraport, e adquiriu 26,5% de uma terceira, a Foz, e 30% da Odebrecht Transports.

CLAUDIO HUMBERTO

sábado, 26 de novembro de 2011

"Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão"

















"Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão.
Se fecharem uns poucos caminhos, mil trilhas nascerão...

Muito tempo não dura a verdade,
nestas margens estreitas demais,
Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais!
É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra comungar, com a luta do povo que quer ter voz, ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a união nossos passos, um dia, vão chegar!

O Espírito é vento incessante, que nada há de prender. Ele sopra até no absurdo, que a gente não quer ver...

No banquete da festa de uns poucos, só rico se sentou, nosso Deus fica ao lado dos pobres, colhendo o que sobrou...

O poder tem raízes na areia, o tempo faz cair. União é a rocha que o povo usou pra construir...

Toda luta verá o seu dia nascer da escuridão. Ensaiamos a festa e a alegria, fazendo comunhão..."

Em breve postarei todos os detalhes sobre a covardia sofrida pelo membro da Oposição em Capistrano-Ce

Na terra de Lula, PSB mina PT e ‘flerta’ até com PSDB



Governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos converteu a disputa pela prefeitura de Recife numa espécie de laboratório de suas pretensões nacionais.

No plano federal, Campos se equipa para entrar na fila dos políticos aptos a disputar a Presidência da República. Na seara estadual, distancia-se do PT.

Com o apoio de Campos, o PT governa a capital pernambucana pelo terceiro mandato consecutivo. O prefeito atual chama-se João da Costa.

Realiza uma administração que o próprio PT considera ruinosa. Coleciona altas taxas de rejeição nas pesquisas de opinião pública.

A despeito disso, João da Costa almeja a reeleição. Tomado pelas sondagens eleitorais internas do PT, vai às urnas de 2012 como uma derrota esperando para acontecer.

Munido de pelo menos duas alternativas –o ex-prefeito João Paulo e o senador Humberto Costa—, o PT Pernambucano se divide. O PT federal se apavora.

Campos utiliza a crise que convulsiona os subterrâneos de seu principal aliado como pretexto para empinar um projeto próprio.

O governador levou às manchetes a ameaça de fazer do ministro pernambucano Fernando Bezerra (Integração Nacional) seu candidato à prefeitura de Recife.

Na superfície, alega que não pode ser escravo das divisões do PT. Abaixo da linha d’água, diz que apenas reage às investidas do petismo no interior do Estado.

O PT prepara candidaturas próprias em municípios pernambucanos que o governador considera prioritários para o seu PSB.

Campos abespinhou-se sobretudo com as investidas do PT em três cidades. Uma se chama Ipojuca. Abriga o porto de Suape, alvo de vultosos investimentos públicos.

A outra é Petrolina, uma das mais desenvolvidas cidades do Estado. A terceira é Garanhuns, simbólica por ser o berço de Lula.

Em reação, além de levar o ministro Bezerra às provetas de Recife, Campos incluiu no laboratório da capital uma inusitada mistura. Passou a flertar com o tucanato.

Em Pernambuco, o PSDB é controlado por Sérgio Guerra, deputado federal e presidente nacional da legenda.

Campos e Guerra são amigos. Cultivam relações que vão além das fronteiras da política. Os laços, que já eram próximos, estreitaram-se.

Guerra atraiu para o PSDB um deputado estadual do PV, Daniel Coelho. Fará do neotucano candidato a prefeito de Recife.

No PV, Daniel Coelho era o mais ardoroso opositor de Campos na Assembléia Legislativa. No PSDB, calibra o discurso, moderando-o.

O comando do PT rumina a suspeita de que Campos tricota com Guerra. Não se atreverá a fazer aliança com o PSDB. Mas estabeleceria uma parceria branca.

Nessa fórmula, Campos manteria seu ministro em Brasília e evoluiria para o apoio formal a João da Costa, o petista com cara de derrota.

No paralelo, o governador se absteria de quebrar lanças contra Daniel Coelho, o tucano de plumagens novas.

Considerando-se que o governador desfruta de índices de aprovaçãoo que ultrapassam os 85%, a neutralidade de Campos seria um grande negócio para o PSDB.

O PT assiste à movimentação da infantaria de Campos com o paiol em recesso. O petismo planejava usar Lula, sua arma principal arma, para alcançar a unidade.

Estava combinado que Lula desceria ao front de Recife para escantear João da Costa e acomodar no lugar dele um nome viável –João Paulo ou Humberto Costa.

Súdito fiel de Lula, Campos não teria como se opor à articulação companheira. O problema é que, para desassossego do PT, o câncer na laringe retirou Lula de cena.

Por ora, o governador joga o seu jogo. Enfraquecendo o PT, enraquece o sonho do pseudoaliado de fazer o governador de Pernambuco em 2014.

Achegando-se ao PSDB, Campos pavimenta a pretensão de tornar-se um jogador capaz de evoluir fora do cercadinho da aliança governista. O PT se espanta.

Blog Josias de Souza da Folha

Lupi foi assessor-fantasma da Câmara por quase seis anos

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, foi funcionário-fantasma da Câmara dos Deputados por quase seis anos. Ele ficou pendurado na folha de pagamento da Casa, com lotação na liderança do PDT, de dezembro de 2000 a junho de 2006.

Os funcionários do partido em Brasília, que pediram para não ser identificados, confirmaram que Lupi não aparecia no gabinete da Câmara e se dedicava exclusivamente a tarefas partidárias.

Questionado sobre sua passagem pelo Legislativo, Lupi afirmou apenas que de 1995 a 2000 exerceu, “em alguns períodos, assessorias legislativas na liderança do PDT”, omitindo a maior parte de sua posterior passagem pela liderança do PDT na Câmara dos Deputados entre 2000 e 2006.

Entre 1997 e 1999, Lupi foi assessor da liderança do PDT no Senado Federal. Mas, em 2002, segundo registros da Câmara ele era assessor da Casa e não teria se licenciado para candidatar-se ao Senado, como prevê a legislação.

Ele nega e disse que cumpriu a lei.

(Folha)

Veja: assessores de Lupi pedem propina para realizar registro sindical

A edição de Veja que chega às bancas neste sábado (26) denuncia mais uma suposta irregularidade na pasta no ministro Carlos Lupi (Trabalho). Quem relata o caso é o mecânico Irmar Silva Batista, que tentou criar o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo (Sirvesp). Em 2008, o então secretário de Relações do Trabalho, Luiz Antonio de Medeiros, o apresentou a um assessor, Eudes Carneiro, que lhe pediu 1 milhão de reais para liberar o registro. Irmar se recusou a pagar e o registro não saiu até hoje. Em fevereiro deste ano, Irmar enviou por e-mail uma carta para a presidenta Dilma Rousseff e para o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho. O Palácio do Planalto acusou o recebimento da carta em 9 de março, mas informou que o trecho que narrava a denúncia, estranhamente, teria chegado cortado na mensagem recebida. Ouvidos por Veja, todos os citados por Irmar Batista negaram o pedido de propina. Em entrevista à reportagem, Irmar Batista contou que no fim de 2008 foi a Brasília reclamar da demora para registrar o sindicato. "Procurei o Medeiros (Luiz Antonio de Medeiros, então secretário de Relação do Trabalho), que me levou a uma sala ao lado e disse: O que o Eudes acertar, está acertado. Então ficamos a sós com o Eudes Carneiro (assessor do ministério). Antes da reunião, o Eudes mandou a gente desligar os celulares. Sentamos à mesa e veio a proposta indecente: eles pediram 1 milhão de reais para liberar o registro do sindicato". Ainda segundo ele, "vários sindicatos foram extorquidos, mas o pessoal tem medo de aparecer. Há outros sindicatos que também foram vítimas disso que aceitaram pagar propina", afirma.

DO BLOG DO CLAUDIO HUMBERTO

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

COVARDIA EM CAPISTRANO-CE: Membro da oposição é agredido por Secretário - Em breve mais detalhes...





















"Os covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso
experimenta a morte apenas uma vez".
William Shakespeare

Novo código florestal: Um retrocesso


MPF vai investigar fraude no Ministério das Cidades



Isabel Braga, O Globo

O Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) instaurou investigação na quinta-feira para apurar suposta fraude em nota técnica do Ministério das Cidades, comandado por Mário Negromonte (foto acima).

O documento teria sido alterado para aprovar mudança no projeto de mobilidade urbana para Copa em Cuiabá (MT), em parecer que vetava a alteração. Segundo o MPF-DF, o objetivo é apurar possível prática de improbidade administrativa por gestores do ministério.

A alteração na nota técnica teria respaldo político. O documento, segundo reportagem do jornal “O Estado de S.Paulo”, foi forjado por Cristina Maria Soja, gerente de Projetos do Ministério das Cidades, e Luiza Gomide de Faria Vianna, diretora de Mobilidade Urbana do órgão, para demonstrar posicionamento favorável da área técnica.

A Procuradoria da República em Mato Grosso, que já vinha fazendo esse acompanhamento em procedimento investigatório prévio às denúncias divulgadas na quinta-feira, irá analisar o impacto causado com a mudança no projeto.

BLOG DO NOBLAT

PT cobra de Dilma afastamento de afilhados de Lupi

Bernardo Mello Franco, Folha de S.Paulo

Com o ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), enfraquecido no cargo, o PT mudou de estratégia e decidiu cobrar abertamente que a presidente Dilma Rousseff ordene uma faxina para varrer pedetistas de postos do segundo escalão da pasta.

A medida esvaziaria o poder de Lupi, que ainda luta para permanecer no cargo após acusações de favorecimento a seus aliados.

O presidente do PT, Rui Falcão, disse na quinta-feira à Folha que o governo deveria rever o domínio do PDT sobre as superintendências regionais do ministério, as antigas delegacias do trabalho.

"O que estamos assinalando em relação ao Ministério do Trabalho é que a política de porteira fechada não é mais correta. As delegacias regionais deviam ser mais plurais", afirmou Falcão.

Filiados ao PDT chefiam hoje 20 das 27 superintendências regionais do Trabalho, segundo levantamento publicado na segunda-feira pelo jornal "Valor Econômico".

De acordo com Falcão, o PT não se mobilizará para defender a saída ou a permanência do ministro pedetista até a reforma ministerial que Dilma planeja promover no início do ano que vem.

BLOG DO NOBLAT

A ética de Lupi

O PDT-RJ quer expulsar o deputado estadual Paulo Ramos, veterano brizolista, por haver denunciado o “cartório” implantado por Carlos Lupi.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

FESTA DA BANDA AVIÕES DO FORRÓ EM CAPISTRANO FOI MARCADA POR DIVERSOS ASSALTOS

Fotos do Site do Programa do Rochinha

Uma verdadeira multidão compareceu no município de Capistrano (terça- feira dia 22 de novembro) para comemoração dos 60 anos de sua emancipação política. O grande momento da comemoração foi a apresentação da banda Aviões do Forró, uma das maiores bandas de forró da atualidade. Tal evento custou uma verdadeira fortuna para os contribuintes capistranenses, porém, algo chamou a atenção da animada noite de terça feira, vários cidadãos tiverem seus pertences subtraídos por elementos que estavam em meio a multidão. Este blogueiro que vos escreve recebeu alguns emails de pessoas relatando tais fatos.
Um certo cidadão teve sua carteira roubada com todos os seus documentos e aproximadamente R$600,00 em dinheiro, outros entretanto, além de dinheiro ficaram no prejuízo de objetos pessoais como máquinas fotográficas e celulares. Através deste relato não estou querendo desvalorizar o evento em si, mesmo discordando da forma como ele foi organizado. O município poderia ter organizado um evento com atrações artísticas da terra como o sanfoneiro Chico Justino, Clementino Moura, Chapéu de Couro, dentre outros....Dessa forma teria sido uma festa genuinamente voltada para o povo de Capistrano. Quanto aos incidentes acima citados está chamando a atenção de muita gente pelo motivo de tais práticas não serem comuns numa cidade pequena e ainda pacata como Capistrano.

STF decide que é livre passeata em defesa de qualquer droga



Carolina Brígido, O Globo

Em decisão unânime, o Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou na quarta-feira que é livre a realização de passeatas e manifestações públicas em defesa da legalização de qualquer tipo de droga. A decisão foi tomada no julgamento de uma ação proposta pela Procuradoria Geral da República.

A Corte afirmou que a Lei de Drogas não pode ser usada para criminalizar a defesa pública de legalização de drogas. Há decisões judiciais proibindo esse tipo de manifestação sob o argumento de que seria uma forma de apologia ao uso de substâncias entorpecentes.

Na votação, os ministros ressaltaram que, nos eventos, não será permitido usar drogas ilícitas ou incentivar o uso. Em junho, o STF tomou decisão semelhante em uma ação sobre a Marcha da Maconha, também proposta pela Procuradoria Geral da República.

Na ocasião, todos os ministros presentes declararam que a regra deveria valer para todas as substâncias entorpecentes. No entanto, o tema foi discutido à luz da aplicação do Código Penal, e não da Lei de Drogas. A lei pune com detenção de um a três anos, mais pagamento de multa, a prática de “induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga”.

Antes da decisão do STF de junho, juízes proibiram a Marcha da Maconha (foto acima) em pelo menos nove capitais. O argumento era o de que, como o comércio e o uso da droga são ilícitos penais, defender publicamente a legalização seria uma forma de apologia ao uso.

Na ação, a procuradoria sustentou que interpretar dessa forma é um desrespeito à liberdade de expressão, garantida pela Constituição Federal. Os ministros do STF concordaram, mais uma vez, com a tese.

BLOG DO NOBLAT

Brasil gasta mais com segurança que países desenvolvidos

ailton de Carvalho, O Globo

Mesmo com um gasto em segurança pública superior ao de alguns países desenvolvidos, o Brasil está na lista das nações com as piores taxas de homicídios. Só no ano passado foram assassinadas 40.974 pessoas.

O crescimento econômico do país nos últimos anos não reduziu os índices de homicídios, que aumentaram em 13 estados entre 2009 e 2010, conforme dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quarta-feira pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os números podem ser mais dramáticos. Muitos governadores ainda têm resistência a repassar dados criminais completos para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, base usada pelos pesquisadores do fórum.

Boa parte dos estados possui sistema precário de registro de assassinatos, assaltos e estupros, entre outros crimes. Entre os estados com os aumentos mais expressivos da violência estão Alagoas (42,8%), Amazonas (32,2%), Rio Grande do Norte (23,9%), Sergipe (23%) e Minas Gerais (22,6%).

- O Brasil gasta muito, mas gasta muito mal. Não conseguimos reduzir as taxas de violência e nem garantir direitos. O Estado brasileiro não está dando conta do recado - afirma o secretário-geral do fórum, o sociólogo Renato Lima.

DO BLOG DO NOBLAT

Deputado que cometeu crime antes do mandato poderá ser julgado



Isabel Braga, O Globo

O Conselho de Ética da Câmara aprovou, por unanimidade na quarta-feira, que um deputado que tenha cometido crime ou ato indecoroso no passado, antes de assumir o mandato, poderá ser julgado pelo Parlamento.

Mas, só valem crimes e atos indecorosos que não sejam de conhecimento prévio do Parlamento e cometidos cinco anos antes do início do mandato parlamentar. O relator da questão de ordem, Carlos Sampaio (PSDB-SP), fez o adendo ao relatório incluindo o prazo de prescrição para o ato indecoroso, depois do questionamento do deputado Vilson Covatti (PP-RS), o que permitiu a aprovação por unanimidade do parecer do tucano.

Sampaio explicou que para que o julgamento ocorra, é necessário que o fato ofenda a honra e a imagem da Casa, não seja de conhecimento da Câmara - ou seja venha à tona quando o deputado estiver no mandato - e tenha sido praticado há cinco anos do início do mandato.

Para o relator, a inclusão do prazo de prescrição é correta, porque até crimes mais graves, como o de estupro prescrevem. Para estabelecer os cinco anos, ele usou como analogia o prazo de prescrição previsto na lei 8112/90, que trata de ações disciplinares contra servidores públicos

- Foi uma vitória, admitiu-se a retroatividade. É um avanço porque fica claro que o Parlamento pode julgar ato indecoroso que atente contra a imagem da Casa mesmo se ele não tiver sido praticado durante o mandato. É no momento em que o fato vem à tona que podemos aferir se ele prejudica ou não a imagem do Parlamento. Com isso podemos coibir que deputados que pratiquem crimes venham se eleger e se aninhar na Casa, pelo simples fato de que não eram parlamentares á época - afirmou Sampaio, acrescentando:

- O Conselho não irá mais questionar se pode ou não julgar. Cabe ao Parlamento decidir se o ato, mesmo que cometido antes do mandato, ofende ou não a honra sua imagem. Se tiver ocorrido há mais de cinco anos, ainda tem o processo criminal. A definição temporal foi importante, porque até crime de estupro prescreve.

BLOG DO NOBLAT

Planalto já avisou que Negromonte e Lupi perderão os cargos

Gerson Camarotti, Chico de Gois e Maria Lima, O Globo

O Planalto deu início às consultas partidárias para realizar as mudanças na primeira reforma ministerial do governo Dilma Rousseff. Nos últimos dias, PP e PDT já foram avisados que os ministros Mário Negromonte (Cidades) e Carlos Lupi (Trabalho) sairão do governo. Ao PP o governo garantiu que o partido ficará com a pasta e sugeriu à legenda que abra um processo discreto de consulta interna para apresentar um substituto de consenso. No caso do PDT, não há essa garantia.

Mas o PDT trabalha nos bastidores para manter a pasta, o que incomoda o Planalto. Diante da pressão pedetista, o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral) afirmou na quarta-feira que a decisão de manter Lupi cabe só à presidente Dilma. Foi uma reação à movimentação de setores do partido para substituir Lupi antes da reforma e, assim, tentar manter a pasta com o PDT.

- Primeiro, isso (o governo) não é um parlamentarismo. A presidente é que toma a decisão. Segundo, não há nenhuma manifestação formal do PDT de se retirar da base aliada. Pelo contrário. Há uma reafirmação. Acho que a atitude deles é muito nobre, de apoio ao governo. Para nós não tem nenhuma mudança, o Lupi continua. Nós precisamos é produzir, trabalhar - disse Gilberto.

Outros cinco nomes são cotados para siar na primeira reforma de Dilma: Fernando Haddad (Educação), Iriny Lopes (Secretaria das Mulheres), Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional), Afonso Florence (Desenvolvimento Agrário) e Ana de Hollanda (Cultura).

Os três primeiros porque avisaram que disputarão as eleições municipais. Os dois últimos são citados frequentemente na lista de ministros com fraco desempenho e sem apoio partidário.

BLOG DO NOBLAT

Lupi usa Aécio para evitar que Dilma o demita



Carlos Lupi mentiu até à presidenta Dilma, mas ela o mantém no cargo para evitar que o atual ministro do Trabalho conduza o PDT a apoiar a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG) a presidente, em 2014. Por esse motivo, ela resolver fazer um exercício de paciência enquanto costura com o PDT a substituição de Lupi “sem traumas”. Na pré-campanha de 2010, Lupi chegou a dizer ao então presidente Lula que não poderia apoiar Dilma, caso Aécio disputasse a presidência.

Tornozeleira nele

Dilma ordenou “severa vigilância” dos passos de Lupi e transferiu suas atribuições ao secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

Ameaça explícita

O fanfarrão Carlos Lupi já havia feito provocação com holofotes ao PT, em 2010, ao visitar e elogiar o então governador Aécio Neves.

Aliados, por ora

O PDT tem cinco senadores e 28 deputados, parte controlada por Carlos Lupi, e poderia prejudicar as votações de interesse do Planalto.

Na conta

A capilaridade do PDT, Brasil afora, não é lá essas coisas, mas tem sua força: são 351 prefeitos e 3.524 vereadores.

DO PORTAL DO CLAUDIO HUMBERTO

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Deputado denuncia alto preço de conserto em Hilux da Polícia Militar

Segundo Capitão Wagner, em 2009, o governo pagou R$ 132 mil no conserto de uma viatura da Polícia Militar...














Foto extraida do Blog do Coronel Bessa

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) cobrou ontem, na Assembleia Legislativa, esclarecimentos do Governo do Estado sobre o conserto de uma viatura da Polícia Militar por R$ 132 mil. Da tribuna, o deputado apresentou a nota fiscal das peças e do serviço executado nos reparos da Toyota Hilux ano 2007, acidentada em 2009. De acordo com o documento, foram gastos R$ 114 mil em peças e R$ 18 mil no serviço de mão de obra.

“É um absurdo. A viatura custa em torno de R$ 120 mil. E após um acidente foi consertada por R$ 132 mil”, disse o Capitão Wagner. O parlamentar acusou a concessionária Newland, responsável pela venda e manutenção desses veículos, de estar sendo “beneficiada descaradamente” pelo Governo do Estado. “Isso indica com certeza que a empresa está sendo beneficiada, haja vista o valor que está sendo gasto com o conserto dessas viaturas. É um valor absurdo”. A reportagem procurou a Newland por meio do telefone que consta na nota fiscal apresentada pelo deputado. O gerente geral do estabelecimento informou que os diretores da empresa estavam em um evento fora do estado e que por isso não seria possível contatá-los.

Em defesa do governo, o deputado Sérgio Aguiar (PSB) afirmou que, diferente do que disse o Capitão Wagner, a viatura custa em torno de R$ 150 mil, mas que ainda vai apurar a denúncia. “A informação inicial é de que essa nota foi suspensa”, disse Aguiar. Segundo o pessebista o pagamento não foi realizado devido ao valor apresentado.

Capitão Warner divulgou ainda documento da Controladoria Geral e Ouvidoria do Estado (CGE) que atestariam a compra de peças para viaturas da Polícia Civil, com valores entre 318% a 540% acima do de mercado. Ele isentou de culpa o governador Cid Gomes (PSB). “A gente vê que nem tudo é culpa do governador. Mas de quem está gerindo esses contratos”. Por meio da assessoria de imprensa, a Casa Civil do Governo informou que “cada secretaria é responsável pela compra e pelo conserto dos seus veículos”. Até o fechamento desta edição, o secretário de Segurança Pública Francisco Bezerra não foi localizado.

E agora

ENTENDA A NOTÍCIA

De acordo com as notas fiscais apresentadas pelo deputado do PR, o governo pagou R$ 114 mil em peças e R$ 18 mil em mão de obra para recuperação de uma Hilux ano 2007 acidentada em 2009.

Bruno Cabral

DO O POVO

CORRUPÇÃO NO CEARÁ: Quadrilhas atacam as prefeituras do Interior

É excessiva a demora na fiscalização e apuração dos crimes contra a administração pública no Ceará.
http://diariodonordeste.globo.com/imagem.asp?Imagem=518397
Policiais civis fazendo apreensões no Município de Santana do Acaraú
FOTO: WILSON GOMES

Há quadrilhas agindo em conluio com vários agentes públicos municipais, no Estado do Ceará, tanto nas áreas da construção, compras e prestação de serviços. Mas todas elas têm como ponto de partida os certames licitatórios, como vêm confirmando os poucos escândalos conhecidos da comunidade, ensejadores de intervenções judiciais com prisões de acusados e apreensões de máquinas e documentos de algumas prefeituras.

As licitações, embora sob o chamado rigoroso império da lei específica, agora, infelizmente em processo de flexibilização no Congresso Nacional, sob protesto de muitos, inclusive de manifestação nossa, neste espaço, não têm sido fiscalizadas, com a presteza que estão a reclamar. O Tribunal de Contas dos Municípios, melhor dimensionando os meios de que dispõe, poderia oferecer resultados mais auspiciosos à sociedade e, como consequência, inibir muitos dos crimes que, só após consumados, são apontados e atacados os seus autores.

Fonte:
Direitos Humanos.etc.br
EDISON SILVA EDITOR DE POLÍTICA - Diário do Nordeste
http://alertaantoninanoticiasdoceara.blogspot.com

Truculência do Governo do Estado do Ce: Professor que voltar à greve será substituido, alerta secretária da Educação

























“Diante da iminência de uma nova greve ser deflagrada na assembleia de sexta-feira, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) está fazendo consultas jurídicas sobre a possibilidade de “substituição imediata” de professores que não comparecerem às aulas a partir de segunda-feira. “Estamos avaliando as alternativas para substituição e medidas também de responsabilização, porque eu acho que já tivemos o suficiente tempo de negociação”, disse a titular da pasta, Izolda Cela.

Segundo ela, a Secretaria tem feito o que pode para atender as reivindicações dos professores. “Trabalhamos durante um mês com reuniões praticamente diárias, seja na comissão maior, seja na técnica, seja em estudos mais específicos de planilhas. Chegamos no limite do que é sustentável para o Estado, no limite daquilo que é viável, porque passar daí é ter uma atitude irresponsável”, garantiu, acrescentando que não tem mais rodada de negociação prevista.

Ontem pela manhã, a secretária recebeu em seu gabinete uma comissão de pais de alunos, para falar sobre prejuízos da greve e da possibilidade de uma nova paralisação. Ela explica que teve oportunidade de apresentar o que o Governo vem fazendo para cumprir a parte que lhe cabe. Izolda abordou ainda a proposta apresentada pelo Governo, comparando-a com a de outros Estados. “Nenhum Estado teve uma proposta com grau de atendimento das reivindicações como o Ceará”, garantiu.

O presidente do Conselho Estadual do Fundeb, Geraldo Magela, que representa pais de alunos no Conselho, participou da reunião. Segundo ele, a principal preocupação é a iminência dos alunos ficarem novamente sem aula. “Estamos apavorados. Já foram 63 dias na greve passada. Aí a gente resolveu se mobilizar para cobrar o governo”, disse.

Magela destacou que as famílias não estão fazendo movimento contra professores ou Governo. “É um movimento pró-aluno”.

Apeoc

Enquanto isso, o Sindicato dos Professores no Estado do Ceará (Apeoc), continua realizando encontros regionais no Interior para apresentar e “dissecar” a proposta apresentada pelo Governo do Estado. “O objetivo é fundamentalmente ter uma assembleia com muita representatividade”, disse o vice-presidente da Apeoc, Reginaldo Pinheiro.”

(O POVO)

PDT discute tirar Lupi para manter ministério

Em reunião da Executiva, afastamento de ministro é fórmula encontrada para impedir que partido fique sem a pasta...



Maria Lima, Isabel Braga e Gerson Camarotti, O Globo

Diferentemente do que pretendia o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, a reunião de terça-feira da Executiva Nacional do PDT discutiu a antecipação de sua saída do cargo.

Até aliados de Lupi, como o deputado Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força, admitiram que o afastamento dele do comando da pasta — antes da reforma ministerial prevista para janeiro — pode evitar o que os pedetistas mais temem: a perda do Ministério do Trabalho.

O objetivo inicial da Executiva era passar o rolo compressor em cima dos chamados "éticos do partido", que defendem o afastamento imediato de Lupi do ministério, e aprovar uma nova manifestação pública de apoio a ele.

Porém, nem essa nota foi divulgada. Lupi entrou e saiu da reunião sem falar com a imprensa, bem diferente do que fizera há duas semanas, quando disse duvidar que a presidente Dilma Rousseff o demitiria.

Nos bastidores do PDT, a saída de Lupi do ministério, em duas ou três semanas, está sendo considerada.

— É ruim o Lupi cair agora, no auge das denúncias, mas, para o PDT, é muito pior se ele cair na reforma ministerial, porque aí o risco de a presidente Dilma tirar o Ministério do Trabalho do PDT é muito grande. É melhor que ele antecipe a saída — defendeu Paulinho na reunião, segundo relato dos presentes.

— A saída antecipada está sendo discutida, mas ainda não tem uma decisão. Neste momento, o PDT apoia sua permanência, para que não saia em meio a denúncias de corrupção que não se sustentam — disse o deputado Brizola Neto (RJ).

— Não se falou em troca de pasta (na reforma ministerial), se falou que talvez uma saída antecipada do Lupi seja importante para o partido manter a pasta do Trabalho, pelo nosso histórico trabalhista.

Trabalhando para ficar no cargo e limpar sua imagem, Lupi descartara na terça-feira, antes da reunião da Executiva, qualquer possibilidade de o partido ceder aos apelos dos senadores Pedro Taques (MT) e Cristovam Buarque (DF), além dos deputados Miro Teixeira (RJ) e Reguffe (DF), para que se afastasse. Paulinho chegara a pedir que os descontentes deixem o PDT.

Lupi, durante o dia, tentara demonstrar otimismo sobre o que seria discutido na reunião:

— Não existe qualquer possibilidade (de discutir a saída do cargo). A reunião vai debater o momento. Não tem decisão a ser tomada. A melhor resposta a dar para quem se julga injustiçado é continuar trabalhando — avisou Lupi.

Após se reunir com Lupi no ministério, pela manhã, Paulinho foi ao Palácio do Planalto para um encontro com o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência).

— O Gilberto perguntou como estava o partido em relação ao Lupi e eu respondi: você acha que a gente vai fazer reunião para não dar apoio a Lupi? O ministro tem o apoio do partido — disse Paulinho.

Após a visita ao Planalto, Paulinho radicalizou o enfrentamento com os parlamentares que defendem a saída imediata do ministro:

— Acho que o Reguffe, o Cristovam e o Pedro Taques é que devem pedir para sair do partido, e o partido liberar. O partido é de companheiros, e eles não estão sendo companheiros. Quando você está se sentindo mal no partido, pede para sair, vai para outro. Eu vou falar isso para eles hoje.

Taques e Reguffe não se intimidaram e foram à reunião da Executiva na terça-feira à noite dispostos a enfrentar Paulinho.

— Vou lá e vou defender minha posição. Eu nasci falando! Agora, se o Paulinho e a Força Sindical acham que são donos do PDT para me mandarem sair, vamos ver! — disse Taques.

— Eu respeito a opinião do Paulinho, mas exijo que ele respeite a nossa posição também — completou Reguffe.

Leia mais em O Globo

DO BLOG DO NOBLAT

ARTIGO: Excessos do Multipartidarismo
















Existirá uma causa única dos problemas que afetam nosso sistema político, tornando-o disfuncional e provocando a insatisfação da sociedade? Será que todos derivam de uma só origem?

Qualquer pessoa sabe que não. E que são muitas as razões que os provocam.

Há, no entanto, algumas mais importantes, às quais deveríamos prestar atenção maior. Especialmente em momentos como o atual, quando parece possível enfrentá-las, como parte da reforma política em curso.

Uma das principais fontes de nossos problemas é o número de partidos políticos que possuem representação no Congresso Nacional. Seja à luz da experiência internacional, seja pelo que podemos ver no dia a dia do sistema político, temos partidos demais.

As consequências disso são óbvias e afetaram nossos governos desde a redemocratização, quando se acelerou a tendência à proliferação partidária, iniciada na transição do autoritarismo.

De Sarney em diante, não houve um presidente que não tenha vivido a dificuldade de governar com um Congresso fracionado, em que as negociações para alcançar maiorias sempre foram complicadas e caras.

Foi assim com Fernando Henrique e com Lula. Está sendo assim com Dilma. Nos últimos anos, o problema só se agravou e não seria menor se as oposições tivessem vencido em 2010. Com os 108 deputados que PSDB, DEM e PPS elegeram, Serra só governaria se conseguisse “atrair” muitos dos mesmos grupos de que Dilma precisa.



Marcos Coimbra é sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi

DO BLOG DO NOBLAT

Humor: Os banqueiros continuam se dando bem

BOM EXEMPLO: No RJ Assembleia aprova Ficha Limpa para ocupar cargos



A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou nesta terça (22) a instituição da chamada Lei da Ficha Limpa para nomeação de cargos no Estado. A proposta foi apresentada pelos deputados Comte Bittencourt (PPS), Luiz Paulo (PSDB) e Robson Leite (PT). "Esta é uma emenda constitucional do Parlamento, a unanimidade mostra isso", afirmou Luiz Paulo. "É um enorme ganho para o desempenho das funções de cada um, uma vez que não serão mais nomeados aqueles que têm prática nefasta, prejudicial ao serviço público"...

DO BLOG DO CLAUDIO HUMBERTO

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Sarney faz consultoria de imagem com verba pública



Envolvido em escândalos administrativos nos últimos anos, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), quer mudar sua imagem pública e decidiu contratar uma empresa de consultoria para propor uma repaginação.

O serviço foi pago com recursos da verba indenizatória do Senado --benefício a que todo congressista tem direito para custear despesas com o exercício da atividade parlamentar.

oram duas parcelas de R$ 12 mil pagas em julho e agosto para a empresa Prole Consultoria em Marketing. As normas que regulamentam o uso da verba permitem a "contratação de consultorias". O serviço foi realizado em maio e junho.
Marcelo Camargo/Folhapress
Presidente do Senado, José Sarney, contratou consultoria para tentar melhorar sua imagem com a opinião pública
Presidente do Senado, José Sarney, contratou consultoria para tentar melhorar sua imagem com a opinião pública

Segundo a assessoria de Sarney, foi feita uma avaliação do trabalho parlamentar dele por especialistas. A Folha pediu para ter acesso ao material, mas segundo a assessoria as informações são "reservadas".

Em nota, a assessoria afirma que "Sarney, no exercício de seu mandato, não utilizou recursos públicos para fins particulares".

A Prole informou que fez uma avaliação da estratégia de comunicação do senador com a imprensa.

A tentativa de mudar a imagem de Sarney já pode ser vista na internet. Foi criada uma nova página virtual do senador (josesarney.org), chamada de "O presidente da democracia".

A assessoria de Sarney afirma que o site está em caráter experimental, foi pago "pessoalmente pelo senador e contempla, além da divulgação da atividade parlamentar, aspectos de sua obra acadêmica, sem nenhum tipo de custo para o Senado".

Além de elogios ao senador, a página apresenta versões amenizadas de escândalos, como o da edição dos atos secretos (decisões administrativas que não eram publicadas e envolviam nepotismo, por exemplo) do Senado em 2009.

Em outro trecho, o site diz que "em diversos mandatos, como presidente do Senado Federal, Sarney implantou o mais amplo sistema de transparência das instituições governamentais brasileiras".

DA FOLHA.COM

Município de Capistrano-Ce completa hoje 60 anos de Emancipação Politica: Parabéns minha terra querida!

Hoje, Terça Feira, o município de Capistrano,minha cidade natal, que localiza-se na região do Maçico de Baturité comemora o seu 60° Aniversário de Emancipação Política.

A seguir você pode visualizar duas imagens:

A primeira é a Igreja Matriz e a estatua de N.S. de Nazaré, Padroeira da Cidade;
A segumda é uma imagem panorâmica da Cidade.

VALE A PENA LER: O banqueiro



Certa tarde, um famoso banqueiro ia para casa em sua limusine quando viu dois homens à beira da estrada, comendo grama.

Ordenou ao seu motorista que parasse e, saindo, perguntou a um deles:

- Por quê vocês estão comendo grama...?

- Não temos dinheiro para comida.. - disse o pobre homem - . Por isso temos que comer grama.

- Bem, então venham à minha casa e eu lhes darei de comer - disse o banqueiro.

- Obrigado, mas tenho mulher e dois filhos comigo. Estão ali, debaixo daquela árvore.

- Que venham também - disse novamente o banqueiro. E, voltando- se para o outro homem, disse-lhe: - Você também pode vir.

O homem, com uma voz muito sumida disse:

- Mas, senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo!

- Pois que venham também - respondeu o banqueiro. E entraram todos no enorme e luxuoso carro.

Uma vez a caminho, um dos homens olhou timidamente o banqueiro e disse:

- O senhor é muito bom... Obrigado por nos levar a todos!

O banqueiro respondeu:

- Meu caro, não tenha vergonha, fico muito feliz por fazê-lo! Vocês vão ficar encantados com a minha casa... A grama está com mais de 20 centímetros de altura!


"Quando você achar que um banqueiro (ou banco) está lhe ajudando, não se iluda, pense bem antes de aceitar qualquer acordo..."

Do Blog do Irineu Luiz Ferreira Lima
http://baudoluizinho.blogspot.com

Bancos ganham R$ 37,2 bi no ano e lideram lucros no país



















O setor bancário é o mais lucrativo do país em 2011, segundo levantamento da consultoria Economatica. Com um lucro acumulado de R$ 37,2 bilhões até setembro, as 23 empresas do setor com ações na Bolsa de Valores registraram um aumento de 17% em relação ao mesmo período do ano passado (quando tiveram ganhos de R$ 31,8 bi).

O segundo setor com o maior volume de lucros em 2011 é o de mineração (com R$ 29,5 bilhões).

O terceiro setor mais lucrativo é o de Petróleo e Gás, representado pela Petrobras, com R$ 28,3 bilhões.

As 335 empresas com ações na Bolsa de Valores acumulam lucro de R$ 151,1 bilhões no nove primeiros meses de 2011, uma alta de 9,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.
Vale e Petrobras lideram lucros

A Vale foi a empresa mais lucrativa até setembro, ficando na frente da Petrobras. As vinte empresas com os maiores lucros no ano concentram 80,2% do total (R$ 121,3 bi).
No vermelho

Dos 25 setores listados pela Economatica, dois apresentam prejuízo nos nove primeiros meses do ano: papel e celulose e o de eletroeletrônicos.

Do UOL Economia, em São Paulo