ABAS

terça-feira, 21 de junho de 2011

Pense Nisso

ARROGÂNCIA


























Acima da capacidade intelectual e profissional, está a capacidade de reconhecer que nenhuma verdade é absoluta. Ter a humildade em admitir o próprio erro, mesmo que isto represente situação adversa, é digno e nos aproxima das outras pessoas. O segredo do sucesso, começa por ser querido pelas pessoas. A chance de se obter sucesso é inversamente proporcional ao número de inimigos que você cria. Ter autoconfiança, sim. Ser arrogante, JAMAIS. Não confunda arrogância com coragem, ousadia liderança ou segurança.

Os arrogantes colecionam fracassos (nem sempre financeiros), mas todos sempre são justificados e cada justificativa incabível, gera outro fracasso e o ciclo nunca é interrompido.

O arrogante tem características facilmente notadas:

Jamais se considera arrogante. Em sua opinião, ele apenas defende suas posições e princípios

Quando fracassa, a culpa é dos outros ou a sorte não o acompanhou

Cobiça o sucesso dos outros, mas é claro que não assume isso, “afinal ele é a personificação do sucesso”. E se esse sucesso pertece à alguém próximo, isso o incomoda profundamente a ponto de lhe fazer mal.

Nunca elogia ou enaltece a conquista dos outros. Sempre encontra um defeito ou desmerece tal conquista.

Quando "reconhece" um erro, o que é muito raro, justifica-o mentindo ou omitindo detalhes

Exige ser ouvido, mas não dá ouvidos à ninguém

Quando solicita opinião, é apenas um meio de autoafirmação. Seu desejo é ser aprovado, caso contrário desconsidera a opinião dada

Humilha e destrata quem o desagrada ou tem opinião diferente da sua

É um verdadeiro especialista em dizer frases infelizes.

Acha que tem controle sobre tudo, inclusive sobre as pessoas

Tem solução para os problemas alheios, mas jamais consegue resolver os seus

A sua palavra obrigatoriamente prevalece sobre qualquer outra

Sempre enaltece suas supostas qualidades

No auge de sua falsa modéstia, diz que seu maior “defeito” é ser perfeccionista

Critica à todos, porém desconhece o que seja autocrítica

É egoísta, mas exige solidariedade das pessoas

É mentiroso e acredita na própria mentira

Não é respeitado e sim, temido

Dificilmente agradece por um favor recebido, pois jamais reconhece que o recebeu

Se considera o melhor amigo, o melhor conselheiro, o melhor filho, o melhor pai, o melhor marido, o melhor amante, o melhor profissional, o melhor sujeito e por isso raramente muda de atitude

Passa a vida pensando que é querido por todos, quando na verdade é odiado por muitos

Muitas vezes, tem uma vida infeliz ou medíocre, se achando a pessoa mais feliz do mundo

O arrogante termina a vida se arrependendo tarde demais por tudo o que causou aos outros e à si mesmo

Fonte: www.avt.com.br

4 comentários:

Anônimo disse...

Alexandre, tem muita gente em Capistrano que confunde sua coragem(destemido)com arrogância.O seu posicionamento além de coerente demonstra muita humildade e sinceridade.Gostei muito dessa mensagem que você postou no seu Blog.

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Catia Bosso Poesias. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/

Ma Ferreira disse...

Alexandre..

Vi que vc tornou-se meu seguidor.
Vim agradecer a gentileza.
Fique a vontade para fazer qualquer comentario ou critica quando quiser. Sua visita me alegra.
Vim conhecer o seu espaço. E me deparo com este texto.
As negatividades sempre existiram e sempre vão existir.
Me condicionei a não mais observar e também não me conectar com pessoas tão diferentes de mim.
Não por me considerar melhor. Pelo contrario. somos todos um, conectados por uma força maior.
Prefiro mandar vibrações..para que a pessoa na sua hora se perceba e se quiser..mude.

Mas confio no ser humano. E espero sempre o melhor deles.

As vezes a pessoa age de determinada maneira por insegurança propria. As vezes tem medo se se olhar..
Mas o medo aprisiona.
Quando a gente se ve e consegue nomear o que sente, fica facil de mudar certos comportamentos.
Bem, para quem fez aqui sua primeira visita, acho que falei demais..rs
Vou te seguir..
Um abraço,
Ma Ferreira

Paula Moraes disse...

Olá, adorei recebê=lo no meu cantinho, sinta-se a vontade pra oltar sempre que puder, adorei esse texto, reconheci algumas pessoas nele, muito bom pra refletir...
Abraço.