ABAS

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Reforma politica ou reforma nos políticos?














Comissão Especial da Reforma Política do Senado - Foto: Net Muito mais do que uma reforma política, estamos precisando de uma reforma nos políticos. A Comissão Especial da Reforma Política do Senado aprovou algumas alterações que, a rigor, pouco acrescentarão no sentido de melhorar o atual padrão de nossa organização política e partidária.

Poucos pontos aprovados representam algum avanço: o fim das coligações e a adoção do voto na legenda para deputado e vereador, por exemplo, são medidas positivas no sentido de se fortalecer os partidos, embora muitos temam que venha fortalecer o caciquismo. A adoção do financiamento público exclusivo das campanhas eleitorais é uma proposta, no mínimo, controversa. A diminuição do número de suplentes, a alteração na data da posse dos eleitos, a extinção da reeleição, e a mudança na duração dos mandatos para os executivos foram alterações cosméticas e insignificantes, que parecem atender apenas às conveniências dos senadores da comissão.

Para o eleitor, nada vai alterar, pois o voto continua a ser obrigatório, em que pese uma parcela significativa da sociedade preferir o voto facultativo. Por tudo, é ingenuidade esperar que terminada a reforma, os políticos brasileiros serão tomados pelas virtudes da ética , da honradez, e do trabalho sério e determinado.


Fonte:http://blogdofasoares.blogspot.com

Nenhum comentário: