ABAS

domingo, 24 de abril de 2011

Jornal O Povo: As contradições de Dilma

Com apenas quatro meses no governo, Dilma Rousseff enfrenta dificuldades para explicar medidas que contrariam seu discurso de campanha










São apenas quatro meses de gestão e as contradições já aparecem. A presidente Dilma Rousseff (PT) tomou posse no comando do País anunciando corte na execução orçamentária no valor de R$ 50 bilhões, que veio acompanhado de uma série de medidas que, aparentemente, ou, em alguns casos, evidentemente, têm relação direta com o quadro das finanças brasileiras.



A contenção de gastos é recurso comum a qualquer início de gestão. O que não parece obviedade são os desencontros entre os discursos e as propostas da petista antes e depois de assumir a Presidência da República. O POVO analisou algumas delas.



Pontos em debate

Há, por exemplo, a baixa nos investimentos de várias empresas públicas do Brasil, como a Petrobras e a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), além de obras importantes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que tiveram sua execução orçamentária reduzida nos primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período do ano passado.



Também cobra-se Dilma pela proposta governamental de realizar concessões à iniciativa privada para a construção e administração de novos aeroportos no território brasileiro. Isto apenas alguns meses depois de forte embate eleitoral entre a petista e o então candidato à presidência, José Serra (PSDB). Dilma acusava seu adversário, exatamente, de ter planos de privatizar o patrimônio público brasileiro.



Apesar de o governo Dilma ainda estar no seu início, é cobrado por aliados e oposicionistas diante dos sinais de que nem sempre aquilo dito em campanha é o que se acaba transformado em ação concreta. A discussão estará posta nas próximas páginas e procura, de uma maneira mais aprofundada, discutir e explicar as razões de a presidente iniciar sua gestão já apresentando divergências entre o que dizia o seu plano de campanha e o que realiza como ação de governo.




Marcela Belchior
marcelabelchior@opovo.com.br

Jonal O Povo

Nenhum comentário: