ABAS

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Copa, Mandela e Paz

O grande Dom Helder Câmara dizia que os fatos e acontecimentos que melhoraram a vida da humanidade, sem dúvida, provinham da inspiração do Espírito Santo. O profeta, de referência internacional, possuía a intuição de compreender e intuir a ação do espírito absoluto que sopra onde quer, como diz a Sagrada Escritura. Por isso, posso vislumbrar o trabalho abnegado, silencioso e utilíssimo que fazem os pesquisadores e cientistas enclausurados nos laboratórios para facilitar dias melhores para a vida do universo.
Como é triste vermos pessoas que ainda em pleno século XXI enfrentam com pessimismo e medo os novos avanços científicos e tecnológicos, sobretudo quando se fala da engenharia genética.
Para mim, cristãos e não cristãos, crentes e não crentes, todos, devem cerrar fileiras na construção de um mundo melhor e mais humano. É este o desafio que se põe ao mundo de hoje! O espírito d´Aquele que é tudo em todos, chega à África através da copa de 2010 e não chega por acaso. Esta copa é fruto e conseqüência da dor, do sofrimento e da paixão de um povo, que sofreu o racismo o mais cruel da história. A quem devemos a superação e a ressurreição deste povo? Com certeza, ao líder incontestável Nelson Mandela e aos seus companheiros que pagaram com a prisão, e alguns com o preço da própria morte.
Esta copa não é apenas uma copa qualquer. É a copa da paz. É a copa de todas as cores e de todas as culturas e da liberdade. A grande mensagem da copa transcende os campos de futebol, para se tornar neste mundo, uma nova estrela a mostrar aos “ donos do mundo”, que cada nação tem o direito de governar seus próprios destinos; quaisquer que sejam sua visão política, econômica, social e cultural. A África do Sul é este farol para este mundo tão violento em que vivemos. Obrigado ao bispo Desmond Tutu que soube unir a fé de suas ovelhas com a luta pela justiça e pela paz. Obrigado Mandela!

Padre Haroldo Coelho

Nenhum comentário: